EAD no Ensino Superior

Muitas vezes o processo de escolha em nossas vidas sofre diversos impactos, seja ele financeiro ou emocional, as determinadas práticas que tomamos para driblar esses fatores independentemente da situação geográfica e social que possam ter surgido ao longo do tempo.Com isso a educação a distância se revela ao longo da história como uma medida significativa no processo educacional das Instituições de ensino, visando o aprendizado que nem todos podem ter acesso através das instituições públicas. Esse suporte chega para a população em nível de qualidade educacional e financeira, já que muitos não possuem recursos para um sistema de ensino presencial. As vantagens e desvantagens que esse sistema de ensino a distância oferece são muitas, e depende muito mais do desenvolvimento do aluno e responsabilidade do mesmo, do quer de terceiros, ou até mesmo das Instituições. As instituições ficam com uma responsabilidade muito pequena em relação a nível de aprendizado, já que os curso oferecidos tem a obrigatoriedade de estar no padrão do MEC para estarem em funcionamento.

1. Introdução
Na presente situação de um mundo moderno, onde a tecnologia não dorme e o desenvolvimento é uma constante, e com ela vem o tempo gasto para isso tudo. Tendo em vista que esse mundo moderno aonde o deslocamento não é algo tão acessível para a maior parte da população, seja ela por esta em uma zona rural de difícil acesso, ou seja ela por esta em grandes centros urbanos cujo o deslocamento devido a um trânsito que pode levar muitas horas em grandes Metropóles como são conhecidas as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Conhecidas também por abrir inúmeras instituições de ensino, abrindo um nicho educacional para o mercado EAD, possibilitando o acesso a graduação as pessoas distantes de seus arranha céus, de onde seria a dificuldade surge em meado do século XX a oportunidade.

2. A decisão de possuir uma graduação superior
A Educação a distância é um método de conhecimento, que reforça a transmissão de valores educacionais, de maneira metódica, organizada geograficamente e culturalmente para transmitir ao buscador, toda a informação necessária para o cumprimento das atividades de conhecimento proposta pelas Instituições de ensino, aprimorando sua maneira didática para uma grande abrangência no mercado.
Ao passar dos anos os grandes centros Universitários passou a atender a demanda de uma população cujo o seu tempo é totalmente comprometido, seja ele por cuidar da família, seja ele comprometido por sua totalidade no ambiente de trabalho, ou até mesmo por ambas as opções . Visando atender esse público, em sua maioria com pessoas comprometidas com o seu futuro, esses centros Universitários aprimoram cada vez mais para atender os cursos EAD, oferecendoaos seus alunos aulas 100% , com tutores virtuais e/ou presenciais, desenvolvendo material didático específico, tele aulas mais dinâmicas , suporte on line 24hs , tudo para que o aluno usurflua do conforto de sua casa , ou ate mesmo do período de tempo gasto se locomovendo. Outro fator motivacional é o custo desse investimento da parte do aluno, que chega até 70% a menos que a mesma graduação sendo presencial, tendo todos os documentos referente a diploma e cronograma de matérias, exatamente igual a de um curso presencial , com as mesmas quantidades de horas, não discriminando assim o aluno deixando de dar ênfase se o curso é presencial ou a distância.Ao longo dos anos após o surgimento dessa modalidade, era muito comum o preconceito vindo das pessoas que não tinham necessidades de uso desse recurso, profissionais contratante de mão de obra principalmente. Em dado momento da nossa história erroneamente titulou-se esses cursos, como titulação com déficit de aprendizado, ou seja, o indivíduo que se escrevia para os cursos, não aprendia conteúdo algum, estava apenas interessado no diploma.
Ao passar dos anos a visão esta mudando, e o processo de fiscalização em cima desse tipo de graduações também, pré requisitos esses que além de manter a Universidade funcionando ainda precisa esta com as graduações registrada pelo Órgão fiscalizador MEC, exigindo das organizações um padrão de confiança para serem repassados para os seus alunos, exatamente como um curso presencial,comtudo isso entendemos que a origem da EAD busca , como alvo principal, o acesso completo ao saber para , atingindo assim o maior número de pessoas possível, que busquem interesse e que esteja de acordo a sua modalidade oferecida por Instituições de Ensino , seja ela pública ou privada . A sua criação visou outros objetivos alcançados, através da redução de distâncias geográficas e temporais.
Fatores que preocupam a sociedade, é manter esse aluno sem interação social no ambiente universitário, de onde o mesmo se familiarizaria com os demais, trocando experiências renovando ciclos e parcerias. Visando desfragmentar esse pensamento, a modalidade de ensino a distância constituem um fluxo de troca de informação e aprendizado entre o aluno e o professor, visando a comunicação e um relacionamento entre eles , descartando a teoria de isolamento do aluno. Cabe ao docente na sua criatividade e formação acadêmica desenvolver essa relação entre aluno e professor, investindo em debates, correlacionando as aulas ao mercado de trabalho, motivando a competitividade, usando assuntos da atualidade, trabalhando as mídias sociais, e entendendo que o aluno tem o tempo dele de resposta , já que a direção do tempo utilizado por essa modalidade de ensino vem de pessoa para pessoa, exigindo apenas que ela cumpra com a parte curricular , sem estipular os horários.
O ensino a distância no Brasil ainda passa por constante reajuste para que se obtenha um bom resultado assim como os resultados dos cursos presenciais, visando o aprendizado do aluno nas organizações de ensino vemos constantemente alunos que não consegue se adaptar a um sistema de ensino do qual ele precisa ser responsável em assistir todo o conteúdo , familiarizado com os sistemas de informática, deixando assim aquela prática comum de ir a escola , ter um professor falando naquele momento pronto para te dar o apoio, explicando e tirando dúvidas em tempo real. Procedimento esse que não ocorre no EAD, pois muitas das vezes a aula já foi gravada e o aluno está assistindo depois da gravação, podendo ocorrer em muitas das vezes uma dispersão física do aluno.Engana-se quem em dado momento pense que os cursos em Ead oferecido nas Instituições de Ensino são mais fáceis que a presencial, pelo contrário, por não ter um professor interagindo fora dos horários, o aluno passa ter mais responsabilidades de pesquisa, de buscar o conhecimento por si, deixando os plantões de dúvidas que muitas vezes são encontros presenciais nos pólos para questões muito importante da qual com suas pesquisas , não obteve um resposta argumentativa satisfatória, devendo assim buscar as mesmas com tutores em encontros presenciais que alguns polos oferecem, seu tempo de resposta acaba sendo bem longo em vista de um curso presencial. Outro fator muito perturbador em relação ao aluno e o sistema, são os problemas de conexão de internet, já que todo o curso Ead é ministrado através de internet,que atrapalha muitas vezes devido a relação a prazo e as assistência de aula, conteúdo ministrado ao longo do curso . O fator distração não pode imperar nesse sistema de ensino, o aluno precisa ter a consciência do tempo estipulado e do local adequado para assistir suas aulas e absorver todo um conteúdo.

3. Conclusão
Visando a busca de conhecimento para todos, de modo que todos possam ter acesso, o sistema de Ead chegou para modificar todo um pensamento global, dando oportunidades a pessoas que precisam de uma certificação de graduação, muitas vezes por distância , outras por questão financeira , visando na oportunidade dos cursos de graduação Ead, o nível de conhecimento acadêmico curricular que tanto precisam, mesmo com todas as dificuldades que encontram no percurso o aluno possa ter a satisfação não somente financeira, mas pessoal de possuir uma graduação.

Referências

Alonso, K. M. (2010). A expansão do ensino superior no Brasil e a EaD: dinâmicas e lugares. Educação e Sociedade.
BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação: Lei nº 9.394/96 – 24 de dez. 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1998.
Chaves, V. L. J. (2010). Expansão da privatização/mercantilização do ensino superior brasileiro: a formação dos oligopólios. Educação e Sociedade.
LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação, 2.ed. São Paulo: Ed. Cortez, 2011.

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)