Gestão de Projeto. Deixo a vida me levar ou vou me organizar?

Deixo a vida me levar, ou vou me organizar?

Deixo a vida me levar, ou vou me organizar? Gestão de projeto é um ramo da administração que visa gerenciar uma atividade ou empreendimento que possui objetivo e tempo definido para chegar à maturação ou fim.

É uma forma de organização temporária instituída para alcançar um determinado objetivo. Nele participam diversos tipos de profissionais de conhecimentos multidisciplinares e é gerenciada por um gerente que denominados Gerente de Projetos.

A diferença básica para um processo é justamente o fato de no projeto existir uma data fim para aquela atividade. O poder delegado ao Gerente de Projeto é diferente do Gerente de Processo no que tange a poder de comando sobre os demais técnicos que respondem seus respectivos departamentos, não podendo o Gerente de Projetos nem para dispensar ou contratar.

Gerente de Projeto é responsável pela sinergia da atividade dos mesmos, organizando o processo a fim de ter o resultado requerido conforme a meta estabelecida. O projeto possui um ciclo de vida que deve ser definido, um escopo.

E as etapas do ciclo de vida são: concepção, planejamento, execução e conclusão. Cada uma dessas etapas deve ser mensurada e recalculada em caso de contingências, pois cada uma dessas etapas pode ser mutável, devido situações como contratempos, custos e recursos entre outros.

Existe também o programa que é um conglomerado de projetos que conseguem se correlacionar em suas atividades e execução, que permitem que as atividades e demandas de um projeto possam ser supridas pelo corpo técnico e experiência do outro, que esteja talvez em ciclo de vida diferente e por isso pode sustentar através da operacionalidade e experiência do outro gestor e seus técnicos o apoio para outros projetos, dando respaldo maior do que se tivessem trabalhando de forma individualizada.

Ainda existe o Portfólio que é o agrupamento de projetos e programas onde são feitas a análise estratégica para mensurar a eficiência dos mesmos para o resultado do negócio em geral.

Existe uma frase que aprecio muito que diz o seguinte: "Que me desculpem os improvisadores, mas planejamento é fundamental" (Carvalho A, 2008 ) Nela tratamos a respeito da importância do planejamento na execução de um projeto, que pode ser em qualquer âmbito da vida. O planejamento direciona e evita desgaste, pois o erro cometido na ausência de análise antecipada pode causar frustrações e, sobretudo, em um projeto, aumento do custo total do mesmo.

Contingências ocorrem até mesmo em caso de exaustivas análises, ainda mais se algo for feito, como dizem "a moda vão se embora". Para melhoria e maior compromisso nessa nova atividade que irá surgir, o projeto conta com um documento que denominamos de TAP. (Termo de Abertura do Projeto) Ele não é somente um documento a se assinar. Um termo sempre é algo memorável. Ele estabelece o compromisso, direitos e responsabilidades.

Em muitas sociedades, em determinados momentos são realizadas cerimônias que são chamadas de Rito. No vocabulário jurídico também se usa a palavra Rito. O sentido que a utilizam é o mesmo que nós usamos para o Termo, é um memorando onde constam os procedimentos, os prazos, os compromissos a serem cumpridos.

Por mais curto que seja o projeto é importante a confecção e assinatura do TAB, que é onde as pessoas terão a ciência do advento do projeto, assim fica claro que algo de importância está a surgir e o cumprimento das premissas ali descritas tem importância e o não cumprimento de qualquer uma de seus requisitos trata-se de uma violação. Cada um dos participantes do projeto tornam-se testemunhas das responsabilidades um do outro e assim, haverá a busca da fidelidade na execução conforme as ordenanças ali inscritas, sejam prazos, modelo operacional entre outros.

Sempre haverá percalços, mas, a adaptação e o acerto da rota conforme as necessidades surgidas irão e deverão também ser formalizadas. Porque onde existe formalização e compromisso, as chances do cumprimento são maiores. E como dizem os antigos: "Combinado não sai caro".

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração