O que ninguém nunca disse no dia do Administrador

Não queria fazer um texto tradicional como a maioria dos textos em comemoração ao dia do Administrador. Hoje, 09 de Setembro de 2017, um dia comum entre os 365 dias do nosso calendário, porém para o Administrador, mais um ano para se “comemorar”, afinal são 52 anos que a nossa profissão foi regulamentada.

Não queria fazer um texto tradicional como a maioria dos textos em comemoração ao dia do Administrador. Hoje, 09 de Setembro de 2017, um dia comum entre os 365 dias do nosso calendário, porém para o Administrador, mais um ano para se “comemorar”, afinal são 52 anos que a nossa profissão foi regulamentada.

Vai ser um dia bastante agitado nas redes sociais, na qual grande parte dos estudantes e profissionais da área irão postar textos bonitinhos em comemoração à essa data (eu mesmo já fiz isso por alguns anos). Todavia, diante de algumas experiências vividas na graduação e no mercado de trabalho, percebi que não está tudo bem. Infelizmente, não vejo tantos motivos para comemorar. Alguns vão dizer que estou sendo pessimista, mas até o final desse texto vocês irão entender o porquê.

Primeiramente, não é novidade a gente ver outros profissionais ocupando cargos de Administradores sem nenhuma preparação técnica. E para piorar a situação, isso não se restringe apenas a esfera privada, mas também a pública. Há pouco mais de um mês, observei três editais de concursos para o cargo de Administrador que apresentavam como requisito mínimo (QUALQUER formação em nível superior). Isso mesmo. Inclusive, um em especial me chamou atenção, pois a remuneração era de um salário mínimo. Tem noção!? Apesar de logo em seguida o edital ter sido suspenso pelo Ministério Público, gostaria verdadeiramente que esse edital não tivesse nem se tornado público. Infelizmente nosso conselho ainda não se mostra muito eficiente na sua atividade de fiscalizar.

Juntamente a isso, a sociedade pouco sabe o que faz um Administrador e, consequentemente não o valoriza.

Diante de tais situações problemáticas, acho que nós profissionais em Administração, juntamente com os futuros Administradores, precisamos reagir. É lógico que muitas situações não são resolvidas da forma como deveriam por questões meramente POLÍTICAS. Porém, não é simplesmente votando em um projeto de lei que defende a premissa “Administrar é para Administradores” que iremos mudar essa realidade.

Acredito que muitas das situações expostas acima são consequências de algumas lacunas, afinal, acredito que nossa desvalorização profissional, não se deve exclusivamente à uma variável política, mas também a problemas técnicos e operacionais do próprio curso. A ausência de prática, o pouco nível de exigência da maioria das universidades, a falta de didática, de conhecimentos e habilidades organizacionais dos próprios docentes, bem como a pouca ênfase dada à resolução de problemas, contribuem para que o profissional formado apresente grandes deficiências no mercado de trabalho e que, muitas vezes, serão “supridas” por outros profissionais.

Sobre o projeto de lei que tramitou no senado, milhões de estudantes e profissionais foram mobilizados. É óbvio que defendi e apoiei essa campanha, mas acredito que precisamos fazer muito mais, como enxergar as causas e não somente as consequências das situações.

Acredito sim que a Administração move o mundo, transforma vidas, empresas, e diversos contextos, em sua essência tem um poder de revolução, de mudar realidades. Porém, acho que é um momento que precisamos refletir e perceber as principais forças, fraquezas, ameaças e oportunidades da nossa profissão e juntos trabalharmos para que de fato a sociedade reconheça a nossa importância.

 

Avalie este artigo:
(2)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: 52 anos Administração Administrador Comemoração conselho cra desvalorização dia do Administrador lacunas problemáticas profissional Setembro

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração