Projetos sustentáveis em meios de hospedagem

O presente artigo visa estabelecer um parâmetro entre as atividades turísticas e a preservação do meio ambiente. O enfoque é a implementação de projetos e ações sustentáveis em meios de hospedagem e os resultados que podem vir a gerar.

     Os exemplos de degradação ambiental que o turismo produz são incontestáveis, grande parte dos turistas e as empresas que oferecem esse serviço utilizam-se do meio ambiente de forma não sustentável e quando esses recursos se esgotam, outras áreas para exploração são utilizadas sem que haja uma preocupação no que se refere à preservação do meio ambiente. A relação entre o ser humano e a natureza, vem sendo estudada desde o século XIX, incluindo o deslocamento e acomodação das pessoas, fator bastante evidenciado na atividade turística, fenômeno em ascensão por todo o mundo.
     Sendo considerado como uma das maiores máquinas monetárias do mundo, o turismo está interligado com a vida econômica, ambiental e sociocultural, dentro da economia mundial. Ainda segundo o autor, similar ao que ocorre nos demais setores da economia moderna, o turismo depende da exploração da natureza e apropriação de espaços naturais, promovendo a alteração das características originais do meio.
     Na década de 90 a degradação ambiental e o turismo sustentável passaram a ser debatidos com mais afinco, ou seja, desenvolver uma sistemática que satisfaça nossas necessidades atuais sem comprometer possibilidade de que, no futuro, as pessoas tenham suas necessidades igualmente atendidas.
     Essa perspectiva fez com que meios de hospedagens de todo o mundo, revissem seus conceitos e investissem em estruturas com o mínimo de impacto possível à natureza, adotando programas de conscientização ambiental, para com seus colaboradores e hóspedes, e inserissem em seus estabelecimentos projetos e ações sustentáveis. Esse fato além de promover a sustentabilidade ambiental e a preservação do meio ambiente, aumenta suas receitas e resulta na redução de custos, o que também se reflete no valor da diária ou pacote e o marketing ambiental aumenta o interesse do turista pelo estabelecimento estabelecendo um diferencial ao hóspede,na hora de escolher a acomodação com melhor custo-benefício.
      Perante essas informações, o presente artigo destaca a importância de um Sistema de Gestão sustentável, bem estruturado e funcional para os meios de hospedagens no Brasil, de forma que o estabelecimento possa oferecer conforto e qualidade nos serviços prestados a seus hospedes, sem impactar significativamente o meio onde está inserido e conquistando maior rentabilidade, através da redução de custos e captação de clientes por intermédio do Marketing ambiental. Em contra partida, o turista estará indiretamente atuando em prol da sustentabilidade, assim como poderá desfrutar de um ambiente mais harmônico, valorizando a natureza e a cultura local.

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(1)
Tags: administracao hotéis sustentabilidade turismo