Qualidade Total

Estabelecer e conhecer uma medida padrão para o desempenho é o ponto de partida para o melhoramento. Idealizar o que se julga bom, ruim ou indiferente. Denominamos este processo como Medida de Desempenho, o processo em que se qualifica a ação, onde a medida significa o processo de quantificação e o desempenho é derivado de ações tomadas por uma administração.

Estabelecer e conhecer uma medida padrão para o desempenho é o ponto de partida para o melhoramento. Idealizar o que se julga bom, ruim ou indiferente. Denominamos este processo como Medida de Desempenho, o processo em que se qualifica a ação, onde a medida significa o processo de quantificação e o desempenho é derivado de ações tomadas por uma administração.

Realizar melhoramentos é uma das principais responsabilidades do gerente de produção. As abordagens técnicas que podem ser adotadas, o melhoramento sob a perspectiva de prevenção e o foco no processo de melhoramento sob as abordagens da qualidade total são três estágios que norteiam o gerente ao aperfeiçoamento.

O Desempenho é completamente atingido quando cinco objetivos satisfazem o consumidor. São eles a:

· Qualidade

· Velocidade

· Confiabilidade

· Flexibilidade

· Custo

Cada um deles pode ser composto de muitas medidas menores e assim sendo, pode-se auxiliar na avaliação no grau de monitoramento e principalmente, melhorá-las. A medida de desempenho pode ter auxílio de um Benchmarking, que vem a ser um processo em que é possível se auto-avaliar através de comparações de suas características operacionais e de seus produtos com de seus concorrentes. O Benchmarking interno, o externo, o não competitivo, o competitivo, são alguns dos modos de aplicar o processo a fim de se avaliar tanto internamente quanto externamente.

Quando então, se consegue estabelecer onde deve ser melhorado e em qual ponto é necessário que isso aconteça, a próxima etapa é saber por onde começar. Quem vai realizar este direcionamento são os consumidores e o nível em que foi atingido, será determinado pelos concorrentes.

Outra ferramenta utilizada é o Ciclo PDCA ou de Deming. Nela o Planejamento (Plan), a execução (Do), a verificação (Check) e a ação (Act), auxiliam para que haja eficiência e eficácia na produção. Diagrama de Pareto, Histogramas, Gráficos de dispersão, Fluxogramas, Cartas de controle, são outras ferramentas que possibilitam uma melhor visualização a fim de que os esforços se concentrem exatamente no local onde há necessidade, minimizando assim custos desnecessários no processo de busca da qualidade total.

Pode-se afirmar que é um grande desafio a busca da qualidade total como instrumento de evolução organizacional, é necessário a canalização dos esforços dos colaboradores e uma sinergia advinda dos elementos organizacionais como um todo a fim de que a qualidade ultrapasse as barreiras da competitividade para tornar-se um elemento de diferenciação e geração de lucros.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração