A importância da ética profissional no contexto das relações de trabalho

Não existem definições de certo ou errado quando falamos de ética, uma vez que vai de acordo com os valores do indivíduo, pois é a forma de como as pessoas acreditam, é o bom senso, ou seja, é como você observa o mundo ao seu redor. Infelizmente a Ética, postura profissional, relacionamentos no ambiente de trabalho, transformou-se em chavões onde ninguém sabe explicar o que é certo ou não, ou melhor, pode-se notar que a Ética já não está sendo respeitada nos últimos tempos.

Esta matéria tem por objetivo ressaltar a importância da ética profissional no contexto das relações de trabalho, afinal onde ela começa? onde ela termina? Qual a importância da ética dentro das organizações?

Diariamente vemos nas mídias escândalos e investigações a respeito de organizações em seus diversos segmentos. Assim, para ser um bom profissional, ter conhecimentos técnicos, integridade, humildade, e capacidades bem desenvolvidas são alguns elementos chaves para quem deseja uma carreira de sucesso.

Porém, ética e profissionalismo são dois conceitos muito citados nos ambientes organizacionais, especificamente quando se trata de comportamento, postura profissional, estabelecer padrões a serem evitados que possam comprometer o clima das organizações.

Portanto, antes de iniciar qualquer explanação acerca do assunto, é fundamental pontuarmos o conceito de ética.

O que é ética afinal?

Segundo Wikipédia, o termo vem do grego Ethos, e significa aquilo que pertence aos bons costumes, ao portador de caráter, ou seja; princípios ou ações que não mudam independentemente do lugar onde estamos. Diferencia-se da moral pois, enquanto esta se fundamenta na obediência a costumes e hábitos recebidos; a ética, ao contrário, busca fundamentar as ações morais exclusivamente pela razão. Neste sentido, nas relações de trabalho o conceito de ética pode ser traduzido acerca dos comportamentos e ações do indivíduo no trabalho.

Nesse contexto, existem ponderações importantes a se fazer, tais como: Maneiras de comunicação, comprometimento, responsabilidade, humildade, utilização de e-mails e telefones, posturas em reuniões/treinamentos e situações diversas.

Hoje algumas organizações possuem manuais de conduta, mostrando ao profissional o que é “ correto” para aquele ambiente.

Steiner (2016) destaca que, o comportamento ético no momento em que o mundo passa por grandes mudanças. As empresas se reformam e se transformam para sobreviver a essas mudanças e atender melhor seu consumidor. Assim, hoje, para um sucesso continuado, o desafio maior das empresas é ter uma ética interna que oriente suas decisões e permeie as relações entre as pessoas que delas participam e, ao mesmo tempo, um comportamento ético inequivocamente reconhecido pela comunidade.

Entretanto, não existem definições de certo ou errado quando falamos de ética, uma vez que vai de acordo com os valores do indivíduo, pois é a forma de como as pessoas acreditam, é o bom senso, ou seja, é como você observa o mundo ao seu redor. Infelizmente a Ética, postura profissional, relacionamentos no ambiente de trabalho, transformou-se em chavões onde ninguém sabe explicar o que é certo ou não, ou melhor, pode-se notar que a Ética já não está sendo respeitada nos últimos tempos.

Portanto, não basta somente estar em constante aperfeiçoamento para conquistar credibilidade profissional, é preciso trazer a luz reflexões éticas, agregando valor quanto á sua postura, questionando as consequências, responsabilidade e benefícios, e é de fundamental diferença para agir bem e de forma legal.

Concluo este artigo, lhe perguntando:  O que é ética para você? O que você já ouviu falar sobre ética? Em seu ambiente de trabalho como é a ética?  

Lembre-se que seus valores, posturas e expectativas devem ser levados em conta ao refletir sobre esta questão, para que os bons resultados profissionais e organizacionais possam significar mais transformações e bons negócios a longo prazo.

Afinal, dizia o poeta anônimo americano: “Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão palavras; vigie suas palavras, porque elas se tornarão atos; vigie seus atos, porque eles se tornarão seus hábitos; vigie seus hábitos, porque eles se tornarão seu caráter; vigie seu caráter, porque ele será o seu destino”.

Se você gostou, Comente! Compartilhe sua visão acerca do assunto e o que esta matéria agregou ao seu conhecimento! E ajude na grande na invenção do novo ser humano que a sociedade necessita para melhorar e se transformar.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(1)
Tags: carreira coaching comportamento comunicação empresas ética profissionais trabalho