Aumente as chances de conquistar uma vaga investindo no seu networking

Descubra o que você pode estar fazendo de errado e ter acesso às melhores ofertas de trabalho do mercado.

Se você está procurando emprego há mais de um ano e tem atribuído a falta de sucesso exclusivamente à crise econômica, talvez possa estar se autossabotando. Isso porque ao invés de esperar os tempos de dificuldades passarem para as coisas começarem a acontecer na carreira é essencial agir, sair da zona de conforto e, principalmente, ir além das rodinhas que já são do seu ambiente natural.

Na era do relacionamento, quem está conectado geralmente tem acesso as melhores oportunidades. E isso não está relacionado ao fato de estar online ou off-line, mas em construir relações além do circulo direto de amigos e colegas. O networking, tanto o social quanto o profissional, impacta de diferentes maneiras a vida das pessoas, seja na hora de encontrar um imóvel para morar ou mesmo buscar uma boa posição no mercado de trabalho.

O empresário Rafael Martins, CEO do Share, empresa que é referência nacional e umas das maiores realizadoras de eventos do país na área de Marketing Digital, é um destes profissionais que investe e acredita no potencial das conexões em rede. Conhecido na área em que atua por ser bem relacionado, Rafael conta que as redes de relacionamento que vem construindo desde 2013, quando iniciou o negócio, tiveram impacto direto no crescimento da empresa. Hoje em dia, mesmo estando em um posição mais conforável, dedica 20% do seu tempo para conectar pessoas a pessoas e colaborar com o fortalecimento da sua rede.

“Costumo brincar com alguns amigos, que meu celular vale muito mais do que paguei nele quando era novo. Não é pelo aparelho, mas pela agenda. Sem dúvidas ter bons contatos pode abrir mais possibilidades de negócios e gerar um crescimento maior e mais rápido do que outras ações, mas para conseguir isso não basta distribuir cartões, é preciso investir tempo e também vontade de colaborar”, comenta.

Outro aprendizado importante a ter em mente ao pensar em construir um networking sólido, segundo Rafael, é que é preciso existir confiança mútua entre as pessoas. "Acredito que uma rede forte para ser sustentável é colaborativa e tem como elo mais forte a confiança.”, completa o profissional.

Construir um bom networking exige estudar os contatos e construir alianças, e não apenas atirar em todas as direções. Para Augusto Rocha, sócio-fundador da agência de Marketing Services Pmweb, não adianta apenas adicionar novos contatos as redes sociais e esperar resultados a partir disto.

"Há uma confusão grande entre ter muitos contatos profissionais e ter networking. Por mais que pareça a mesma coisa, não é igual. Acredito que a base do networking não é como você consegue acionar as pessoas quando precisa, e sim a quantidade de pessoas que lembram de acionar você por algo relevante para elas. Tem a ver com o que você pode oferecer para as pessoas, como pode colaborar. Construção de relacionamentos exigem investimento de tempo e dedicação, bem como estar disposto a participar de eventos, a se conectar, conhecer pessoas e colaborar com elas", destaca Augusto.

Portanto, para conseguir ampliar e até mesmo fortalecer o networking na hora de buscar uma oportunidade de trabalho é essencial focar na qualidade das conexões e não na quantidade. Outro aprendizado importante, é  tentar  exercitar a capacidade de pensar naquilo que se tem a oferecer aos contatos e não apenas focar no que pedir ou no que ganhar do outro. Afinal, o principio de uma rede forte e bem sucedida é a cooperação.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: carreira empreendedor empreendedorismo marketing marketing digital negócios networking

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração