Capacidades intangíveis como empatia, boa comunicação e inteligência emocional são competências cada vez mais valorizadas pelas empresas

É fundamental que os profissionais desenvolvam novas atitudes e adotem novos comportamentos, mudando o seu software mental (desenvolvendo um novo mindset).

Não é de hoje que reforço junto aos clientes e assessorados da Lens & Minarelli que, no mercado de trabalho, não basta, apenas, “saber fazer”. É preciso, também, ajudar as outras pessoas a se lembrarem do que você sabe fazer. Uma das formas de se conseguir isso é estabelecendo uma boa relação e uma comunicação eficiente, o que requer habilidades e competências que vão além da capacitação técnica. Aliás, entre as soft skills, a capacidade de estabelecer um bom relacionamento com a equipe, os chefes e outros parceiros de negócio está ganhando cada vez mais relevância no mercado de trabalho.

Nesse cenário, é fundamental que os profissionais desenvolvam novas atitudes e adotem novos comportamentos, mudando o seu software mental (desenvolvendo um novo mindset). Não podemos mais pensar na carreira como funcionários, precisamos agir no trabalho como prestadores de serviço e fornecedores de soluções.

Nesse contexto, a Inteligência Mercadológica torna-se essencial. Defino a Inteligência Mercadológica como a capacidade de perceber oportunidades, desenvolver bens e serviços, assim como vendê-los, visando prover soluções que acompanham a evolução da demanda.

O profissional que deseja aumentar sua competitividade no mercado deve desenvolver sua Inteligência Mercadológica, adotando espírito e atitudes de empreendedor, desenvolvendo mentalidade de prestador de serviços e tornando-se uma liderança, protagonista dos seus projetos, dono do seu próprio portfólio de serviços.

É, por exemplo, a partir dessa definição de Inteligência Mercadológica usada por mim e por nossa equipe para gerenciar as transições de carreira na Lens & Minarelli, que podemos incluir a empatia como uma das soft skills mais importantes deste momento no mercado de trabalho, onde também se destacam os profissionais que sabem se comunicar bem, pensam, decidem e solucionam problemas com criatividade e resiliência.

Uma pessoa criativa é capaz de encontrar soluções novas para antigos problemas. Alguém resiliente, trabalha bem sob pressão e não se deixa abater pelas ambiguidades, necessidades de alterações na carreira e dificuldades do dia a dia. Aquele que possui boa comunicação constrói alianças, engaja a equipe, alinha objetivos e propósitos. O autoconhecimento proporciona melhor relacionamento interpessoal, agiliza a tomada de decisão e aumenta a resiliência. A empatia capacita para que se entenda melhor os interesses e necessidades das outras pessoas. Capacite-se, emocional e mercadologicamente, desenvolva habilidades intangíveis e você terá andado mais da metade do caminho para conquistar os seus objetivos profissionais.

Além disso, para ser protagonista na carreira, não se esqueça de outra competência relevante: a capacidade de relacionamento, não só dentro da equipe, mas também no convívio social. O networking, que na Lens & Minarelli também chamamos de netliving (viver em rede), é uma prática importante que você deve aprender a desenvolver com técnica e genuíno interesse pelas pessoas, a fim de gerar oportunidades e aumentar sua empregabilidade no mercado de trabalho 4.0! Assim, não tenha vergonha de “vender o seu peixe”, expor-se ao mercado de trabalho e se comunicar.

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: mercado networking softskills trabalho