Coaching e gestão de pessoas

Tanto o coaching quanto a gestão de pessoas são metodologias poderosas para auxiliar o desenvolvimento profissional individual, em grupo e aumentar o desempenho das organizações.

Quando aplicados juntos, o coaching e a gestão de pessoas têm o poder de acelerar e otimizar os seus benefícios individuais e coletivos para os colaboradores de uma empresa, qualquer que sejam as metas ou objetivos traçados.

Entenda melhor o que é um processo de coaching, quais as funções da gestão de pessoas e como esses dois métodos juntos podem causar grandes transformações para funcionários e gestores de empresas de diversos portes e segmentos.

O que é coaching?

O processo de coaching é aplicado por um profissional, denominado coach, a um ou mais clientes, chamados de coachees. Os objetivos dos clientes atendidos nas sessões de coaching podem ser dos mais diversos, desde perder peso até sair das dívidas.

O coaching tem por finalidade geral levar o coachee de um estado atual insatisfatório para o seu estado desejado por meio de sessão, geralmente 10, nas quais o coach aplica determinadas ferramentas de coaching. Esses recursos, que são baseados em perguntas poderosas, auxiliam em diversos aspectos como aumento do autoconhecimento, da motivação, ajuda na tomada de decisões, dentre outros benefícios.

O que é gestão de pessoas?

Gestão de pessoas é um termo que veio para substituir o obsoleto “recursos humanos” e que significa conjunto de estratégias e ações para a administração de colaboradores em uma empresa.

O processo de gestão de pessoas começa com a seleção dos profissionais e passa pelo treinamento, ambientação, motivação, avaliação de desempenho e demissão ou remanejamento.

O objetivo da gestão de pessoas é evitar ao máximo o ato de demissão e fazer com que os talentos de uma empresa se desenvolvam, aumentem a sua produtividade e gerem os resultados esperados.

Como o coaching pode auxiliar a gestão de pessoas?

O coaching pode ser aplicado na gestão de pessoas de duas formas,  basicamente. Um delas, através de um coach profissional que aplicará sessões de coaching convencionais individualmente para os colaboradores ou para equipes de trabalho.

A outra forma é por meio da aplicação de metodologias de coaching dentro da própria organização, pelos gestores de recursos humanos, com a ajuda ou não dos demais chefes da organização.

De qualquer maneira, o coaching ajuda a melhorar a relação dos colaboradores com a empresa para a qual trabalham de diversas formas, como, por exemplo, com o aumento da motivação.

Com a aplicação das técnicas de coaching, cada funcionário da empresa pode aprender a buscar dentro de si mesmo as suas motivações para melhorar o seu desempenho e se desenvolver de forma a crescer junto com a organização.

Além disso, os colaboradores, auxiliados por um coach, aumentarão o seu autoconhecimento, de forma a compreender melhor quais são os seus pontos fortes, que devem ser otimizados no dia a dia de trabalho e também quais são os seus pontos fracos, que devem ser minimizados.

Outro ponto importante é que, durante o processo de coaching, há um aumento do alinhamento das expectativas individuais com a cultura organizacional da empresa. Isso faz com que cada peça da empresa possa andar em sintonia com a missão, visão e valores da empresa, assim como com as dinâmicas de trabalho.

É importante ressaltar, também, que funcionários que são auxiliados por metodologias de coaching tendem a melhorar muito o seu relacionamento interpessoal. À medida que os colaboradores passam por sessões ou por aplicações de coaching pelas suas chefias, eles aumentam o seu poder de empatia, de compreensão e de tolerância em relação aos erros e limitações dos seus colegas de trabalho.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: coaching