Como alavancar a carreira de vendedor?

Antes de dizer o como, embora pareça bobagem o que irei dizer, em primeiro lugar é importante ao menos que se pense em “ter uma carreira”.

Antes de dizer o como, embora pareça bobagem o que irei dizer, em
primeiro lugar é importante ao menos que se pense em “ter uma carreira”.
 
Quando digo isso, me remeto a maioria de casos que conheço
pessoalmente de profissionais de vendas que se veem atuantes de forma
provisória no ofício.
 
Como se estivesse fazendo aquilo enquanto não acha “coisa melhor” para fazer.
 
E partindo deste pensamento estou aqui para garantir que se há em
você qualquer mínima afinidade com essa maravilhosa profissão, desculpe
mas serei franco, muito provavelmente você jamais encontrará “coisa
melhor” para fazer.
 
Digo isso porque a base do sucesso para qualquer coisa que um
indivíduo escolha, é a paixão, comprometimento e persistência naquilo
que este escolheu.
 
Serve para o médico, para o advogado, para o engenheiro e não seria diferente para o vendedor.
 
Vale ressaltar neste ponto de nossa conversa que paixão não é uma coisa que vem do ofício para o indivíduo, mas o contrário.
 
É você que decide pelo que irá se apaixonar.
 
A grande prova disso é que hoje há milhares de pessoas apaixonadas em
gravar vídeos para o YouTube e isso até pouco tempo atrás nem existia.
 
Clayton onde está o problema?
 
O problema está em mim e em você!
 
Quando deixamos a vida passar diante dos nossos olhos de forma
passiva, sem realmente se entregar de forma agressiva a energia
necessária para se tornar o profissional mais f*** que existe no nosso
segmento.
 
Se acomodar em ser mais um dentro da média.
 
Sonhar com aquilo que nem existe ainda, (talvez jamais existirá)
neste ponto me refiro a delirar no desejo de ter uma outra profissão que
tenha chances mínimas de um dia ser ocupada.
 
E enquanto viaja “na maionese” lamenta ao olhar para trás percebendo o grande tempo perdido nesta estagnação.
 
Ora senhora e senhor profissional de vendas, olhe para o seu presente, analise agora sua CARREIRA como vendedor(a)!
 
Quais são seus pontos fortes e definitivamente quais são os pontos a serem melhorados?
 
Você ao menos já começou a encarar este ofício como uma carreira promissora?
 
Caso não tenha feito lhe ofereço duas alternativas que futuramente irá me agradecer muito.
 
Alternativa 01:
Entre de cabeça neste seu negócio de vendas e se empenhe diligentemente para ser o maior vendedor da sua geração.
Para isso podemos nos inspirar nos maiores que conhecemos, tais como
Silvio Santos, Bil Gates, Steve Jobs, Abilio Diniz, Samuel Klein entre
outros monstros que venderam ideias ou produtos como ninguém para seu
país ou para o mundo.
 
Alternativa 02:
Se esse ofício não lhe traz nada de alegria mesmo, desapareça do ramo!
 
Ora, a vida é muito curta para ficar em cima do muro!
 
Um grande pensamento que gosto de nutrir é:

Seja qual for a  área que um dia eu pretenda atuar, só a farei, se nesta eu puder vender uma ideia, um serviço, um produto ou ao menos minha imagem, porque
vender é a única certeza que eu sempre terei. (Clayton Milanez)
 
Estou apontando aqui apenas o princípio de como ser bem sucedido(a).
Se optou pela alternativa 01, dedique-se, invista seu tempo e parte
do seu dinheiro mesmo em si mesmo(a) para crescer como profissional na
sua área.
Destaque-se para si mesmo(a), faça o suficiente para que ao final do
dia, você possa encher o peito de orgulho com sua pessoa e além disso
sirva de inspiração para quem lhe rodeia.
 
Quanto os demais passos, tudo ficará mais claro independente de qual das duas alternativas aqui sugeridas você escolher.
 
Espero que este artigo lhe sirva em primeiro momento para reflexão e
em segundo para inspiração e que você de fato se movimente em direção da
sua realização profissional.
 
Meu nome é Clayton Milanez, sou idealizador do Programa Viver de
Vendas e em nosso site acaoaguia.com.br você poderá conhecer um pouco
mais do nosso trabalho, como também em nosso canal no Youtube Ação Águia.
 
Um forte abraço, um beijo no seu coração e até a próxima, fui…

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)