Mais comentada

Desafios do Futuro

Mudar não é mais uma opção

Na campanha presidencial de 2008 nos Estados Unidos, Barack Obama disse: “A mudança não acontecerá se nós esperarmos por outra pessoa ou se esperarmos por algum outro momento. Nós somos as pessoas pelas quais esperávamos. Nós somos a mudança que buscamos.”


Alguns anos antes, mais especificamente no ano 2000, o sociólogo polonês Zigmunt Bauman lançava seu livro Modernidade Líquida, em que compara a fluidez dos líquidos, sua força, velocidade para romper e ultrapassar barreiras e, principalmente, sua facilidade em se moldar a uma nova situação, com o nosso mundo moderno atual. O grande desafio desse futuro que já vivemos é o aprendizado e aplicação deste de forma rápida.


Do ponto de vista de nosso comportamento, devemos fazer alguns ajustes para que possamos seguir e alcançar nosso propósito, realizar nossos sonhos, pois o mundo em que fomos criados não existe mais. Neste mundo em que vivemos, novas profissões aparecem com frequência e precisamos estar atentos a estes movimentos. Segundo uma pesquisa da Man Power Group, apresentada no Fórum Econômico Mundial (2017), 65% das ocupações da geração Z ainda não foram criadas.


A cada dia novas tecnologias aparecem e aumentam a produtividade das empresas. Por outro lado, profissionais formados no modelo anterior perdem espaço; assim, competências como a capacidade de aprendizado constante, que nos permitem aprender algo novo a cada dia, são de extrema importância. Buscar por assuntos diferentes da sua área de atuação, o que podemos também chamar de curiosidade, poderá ser sua base de informação para acessar a outra competência de muita importância neste novo cenário, a criatividade. Essa capacidade permite que façamos mais com menos recursos e em um tempo reduzido, pois o mundo não depende mais do que você sabe e sim do que é capaz de aprender.


Novos comportamentos são exigidos de nós a cada mudança, remetendo ao livro de Bauman, em que mudanças ocorrem a cada momento no estado líquido. Porém, somente se tivermos clareza de nosso propósito, nosso ponto de chegada, autoconhecimento, entendermos quais valores nos guiam, a quais forças recorrer, poderemos ajustar esses comportamentos, desenvolver novos hábitos, agindo de forma produtiva e, assim, estaremos prontos para encarar essas mudanças e percorrer o caminho do sucesso.


Se Barack Obama estava correto em dizer que o futuro está aqui, nós somos responsáveis por fazer a melhor mudança possível. Sabendo que a tecnologia não tem prazo para parar de evoluir, nos resta desenvolver as melhores habilidades que a inteligência artificial terá maior dificuldade para substituir, assim o desenvolvimento humano será a chave do sucesso de nossa e da próxima geração.

Avalie este artigo:
(1)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: carreira coaching comportamento desenvolvimento mudança recursos humanos

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração