Falta de comunicação adoece

A falta de comunicação é quase uma doença silenciosa. Ninguém nota sua relevância até que ela se torne um problema. Confira algumas dicas simples para manter a saúde das relações interpessoais no mundo corporativo e privado.

Não dizer ao outro o que esperamos dele. Esse é um dos principais motivos para o fim dos casamentos, você sabia? É também um dos graves erros que cometemos na comunicação interpessoal, especialmente no mundo corporativo. Afinal, quem nunca se calou por achar que o outro “deveria saber”.

Pesquisas apontam que 60% dos problemas das empresas são causados pela falta de comunicação entre os colaboradores. Segundo a SocialBase (empresa focada no desenvolvimento de redes sociais corporativas), 35% das empresas não possuem pessoa ou setor responsável pela comunicação e 75% dos colaboradores têm dificuldades em localizar as informações na própria empresa. E cá pra nós, com tanta tecnologia disponível e algumas sem custo não é por falta de ferramentas que as falhas ocorrem, mas, sim, por ausência de uma cultura de gestão e disseminação das informações.

A falta de comunicação é quase uma doença silenciosa. Ninguém nota sua relevância até que ela se torne um problema. Alguns mais graves como negócios perdidos, projetos mal acabados, processos ineficientes, talentos demitidos e sociedades rompidas nascem pela simples omissão do diálogo. Vivemos tempos em que “perguntar” é sinônimo de incompetência e “explicar” é perda de tempo.

Precisamos recuperar o hábito de dialogar de forma clara, evidenciando nossas expectativas e encurtando o caminho para o entendimento e as soluções. Aqui seguem algumas dicas simples:

Explique suas expectativas: as pessoas processam as informações de maneiras diferentes e o que é claro para você pode não ser para o outro. Lembre-se: a comunicação é eficaz quando sua mensagem for entendida.

Cuide com as mensagens de texto: nem tudo pode ser explicado com rápidas mensagens pelo whatsapp ou até mesmo pelo e-mail. Há situações em que o “olho no olho” é insubstituível.

Seja objetivo: algumas pessoas são mais prolixas e têm dificuldades em ir direto ao ponto mas, especialmente no mundo corporativo, é importante que a comunicação seja simples e direta. Lembre-se: você está lidando com profissionais.

Diga que não sabe: pergunte sempre que estiver com dúvidas e evite que mal-entendidos possam se transformar em grandes problemas.

Ouça mais: ouvir também faz parte da boa comunicação. Preste atenção no que a outra pessoa está dizendo.

Fale a verdade: se o seu discurso não estiver coerente com seus sentimentos você não conseguirá comunicar com eficiência. Lembre-se: o seu corpo fala!

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: coaching comportamento comunicação consultoria

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração