Mais comentada

Fluidez na expressão oral e escrita - dicas para o profissional de sucesso.

As expressões linguisticas orais e escritas correspondem a formas de expressão fundamentais do ser humano desde que estes estabeleceram relações de convivência em uma organização social de interações formando grupos de indivíduos. Não restam dúvidas no papel que exerceu a evolução da expressão linguistica nos seres humanos ancestrais na evolução do conhecimento humano. A mais variadas formas de registro, desde as pinturas rupestres no período Paleolítico (Idade da Pedra), aos dispositivos digitais atuais, contribuiram para o patamar de desenvolvimento do conhecimento da sociedade humana moderna. Nesta sociedade a qualidade na expressão das linguagens orais e escritas são de fundamental importância para o sucesso profissional em um mercado competitivo.

Duas ferramentas de extrema importância para a atual sociedade - sociedade digital - são as linguagens escritas e faladas. Estas linguagens que correspondem a formas de expressão do ser humano, sem dúvidas foram responsáveis pela evolução da espécie humana, que culminou em uma organização social de interações em rede, que é uma característica da vida moderna do homem no planeta Terra. Na vida dos humanos no mundo, como e porquê surgiram estas linguagens? Em tratando-se de expressividade linguística, nota-se a vida em grupo certamente exige alguma forma de comunicação para os indivíduos interagirem em um grupo ou população. A sobrevivência de um grupo certamente dependeria de uma efetiva comunicação entre seus membros. Tratando-se de comunicação, a partir do desenvolvimento e evolução da comunicação oral, como teria surgido, e porquê, o homem ancestral teria necessidade de registrar fatos do seu cotidiano nas paredes de cavernas (as pinturas rupestres)? Fica claro que, o registro das pinturas e transmissão oral dos conhecimentos adiquiridos tornou-se necessário em algum ponto da evolução da consciência nos humanos ancestrais. Além do mais, as regeridas formas de expressão tanto escrita como oral na espécie humana parecem ter colaborado de modo decisivo para a evolução na produção, expressão e transmissão do conhecimento humano com o uso das linguagens.


O uso das expressões linguísticas atualmente são de suma importãncia para a produção do conhecimento humano. Para compreender o patamar alcançado por este conhecimento atual é preciso voltar no tempo onde especula-se que a linguagem escrita teria surgido na espécie Homo sapiens. Na espécie humana é provavel que o surgimento da expressão escrita teria ocorrido de forma concomitante pelo menos três vezes independentemente em todo o mundo. O concenso de todos mostra que no planeta terra a escrita teria sido inventada em três regiões. Na região da Mesopotãmia situa-se o primeiro e mais antigo registro de liguagem escrita entre os sumérios, a cerca de 3.000 a.C. (5.000 anos aproximandamente). Posteriormente, em torno de 1.500 a.C., há o surgimento da escrita na região da China e a cerca de 300 a.C. na Mesoamérica. A partir do surgimento da expressão escrita nestas regiões do planeta, e concomitante desenvolvimento da linguagem oral, os conhecimentos humanos passaram a ser registrados e atuar como modo de transmissão deste para as gerações seguintes.


As novas gerações passaram agora a contar como uma forma de expressão linguística que poderia ser transmitida oralmente, mas também registrada. O registro da informação permitiu a sua divulgação, propagação, mas também propiciou o desenvolvimento do pensamento reflexivo e crítico entre os indivíduos. Porém, antes do desenvolvimento deste pensamento reflexivo, por um longo tempo da história da sociedade humana, o conhecimento era inicialmente registrados em pedras, placas de argila, tábuas de madeira, entre outros materiais rudimentares. A partir destas práticas rudimentares coube, então, aos sábios da civilização do Egito, inspirados na tentativa de aprimorar os registros históricos do seu cotidiano, inventarem uma forma diferente de manter bem conservado o que se escreviam - fossem leis, história ou poemas.

Para o melhor registro da escrita, estes sábios egipcios criaram a técnica de fabricar rolos de papiro por volta de 2500 a.C. Papiro era o nome de uma planta nativa muito conhecida por hebreus, babilônios e povos do norte da África. Com esta planta era feito o papiro que era enrolado em uma vareta de madeira ou marfim, virando o rolo que seria usado na escrita, e facilmente, poderia-se ler o texto desenrolando o papiro. Também versátil e maleável como o popiro foi inventado na Ásia - no mesmo período que o papiro - o pergaminho a partir de peles muito macias de cordeiro e bezerros recém-nascidos. Os pergaminhos em peles de animais mostravam ser de excelente suporte para a escrita que corria fácil por eles, com a praticidade de serem mais facilmente armazenados em bibliotecas. Nas bibliotecas da cidade de Pérgamos - cidade cujo o nome inspirou a palavra pergaminho - os registros escritos eram depositados e disponibilizados para consultas. Os registros escritos das sociedades humanas passaram mesmo por uma revolução com a invenção do papel na China 105 anos depois de Cristo (d.C.). Neste país foi criado o papel a partir de uma uma mistura umedecida de casca de amoreira, cânhamo, restos de roupas, e outros produtos que contivessem fonte de fibras vegetais. Devido a versatilidade das fibras vegetais para o registro e armazenamento em bibliotecas, a partir do século XIII, o papel começa a ser fabricado em diversos países da Europa, substituindo gradualmente o papiro e o pergaminho; o que proporcionaou um grande sucesso no registro e produção do conhecimento da sociedade humana em aproxidamente seis mil anos de história da invenção da linguagem escrita.


As expressões humanas orais ou escritas da atual sociedade devem transmitir mensagens de modo claro, coezo, preciso, correto e conter informações de boa qualidade. Para uma expressão clara e de boa qualidade a fluidez é uma característica importante para a compreensão da mensagem pelo leitor. Esta fluidez torna a compreensão agradável e também clara. O autor Bower 2011, em seu artigo "Four principles to help non-native speakers of English write clearly" explica que para ler com clareza, os leitores precisam de algo além do que frases individualmente claras; mais do que clareza é necessário um fluxo coesivo de informações dentro da passagem do texto. No texto, este tipo de estratégia produz uma leitura agradável e elegante para o leitor. Em respeito ao leitor, o mesmo autor referido acima ainda pontua que este precisa e espera uma perspectiva e contexto no início de uma frase. Nesta frase é possível criar um senso de fluxo coeso na escrita, iniciando frases com informações com as quais o leitor está familiarizado, e terminando-as com informações que o leitor não pode antecipar.


Para uma melhor compreensão das concepções expostas acima, alguns exemplos de fluidez na linguagem oral e escrita serão mostrados. Ressaltando ainda que, no mundo contemporâneo o sucesso em praticamente todas as profissões depende de uma boa expressividade linguística e da efetiva comunicação.

"Nosso local de estudo foi a Baía de Bengala. Na baía, coletamos sete espécies de peixes. Os peixes se alimentaram de três grandes grupos de zooplâncton. As presas zooplanctônicas mais abundantes foram os copépodes. A outra presa compreendia euphausiids e chaetognaths". Fonte: Bower, 2011.

O leitor atento ao ler o pequeno parágrafo acima observa uma fluidez no texto que é proporcionada pela ligação entre os períodos, além do que, os períodos seguem temas do mais geral para o mais específico, proporcionando uma leitura agradável resultante de uma escrita elegante e fluída.

 

Abaixo segue um exemplo de expressividade oral com características de boa fluidez.


"O rio Amazonas é um dos maiores rios do mundo. Neste, que é o maior rio do Brasil, foram identificadas quase duas mil espécies de peixes. Muitos peixes identificados da bacia Amazônica são explorados comercialmente para venda ou consumo humano. O consumo humano juntamente com a exploração predatória esta levando algumas espécies ao risco de extinção. Dentre as espécies em risco de extinção esta o peixe bagre ou dourada muito capturado pelos pescadores ribeirinhos. A população ribeirinha da região amazônica mostra-se preocupada com a situação do rio amazonas e outros rios menores do Brasil. Outros rios como o rio São Francisco e rio Paraná também sofrem com as ações do homem".


O leitor pode observar no parágrafo acima - proferido em uma apresentação oral de trabalho científico em um congresso, por exemplo - que os temas referidos nos períodos tem uma ligação entre sí, e os temas seguem uma lógica do mais geral para o específico, o que confere elegância a expressão oral, além de uma sensação de conforto auditivo por parte do ouvinte. Como consequência de tal cuidado, o orador sempre receberá repostas positivas em suas apresentações de cursos, aulas, palestras, entrevistas de empreso, etc.


A estratégia da fluidez, além de outras, ajudam em aspectos como clareza e coesão na expressão das linguagens que facilitam a transmissão da mensagem aos leitores ou ouvintes. Para conquistar estes públicos em tempos modernos de grande competição entre pessoas no mercado de trabalho, e em um mundo que caminha para uma comunicação cada vez mais digital e interligada pela internet, a fluidez na expressão linguistica pode ser uma ferramenta valiosa para alcançar o sucesso profissional. 

Para o sucesso profissional no mercado de trabalho o autor Marcos Gross em seu livro “Dicas Práticas de Comunicação: Boas Ideias para os Relacionamentos e os Negócios” lista algumas dicas fundamentais para este sucesso, das quais algumas são citadas: Atentar ao perfil de quem recebe a mensagem, investir nas três esferas da comunicação (mensagens não verbais, tom de voz, e mensagens verbais), saber ouvir, apostar na assertividade (usar de clareza, objetividade, sinceridade na expressão linguística), técnicas para aumentar o impacto da mensagem (mensagens que chamem a atenção, por exemplo), são apenas algumas dicas nas quais os profissionais que almejam o sucesso em suas carreiras ou projetos de vida devem estar atentos. Outro fator importante a ser observado é a necessidade de estudar e suprir-se diariamente com informações de boa qualidade.


Boa qualidade é um tópico de grande relevância em tempos atuais, no qual há uma "avalanche" de conteúdos disponíveis na internet. Não resta dúvidas sobre a utilidade da internet na produção e transmissão do conhecimento da sociedade humana atual. Conhecimento este que já foi transmitido oralmente, em pedras, em argila, em madeira, em papiro, em pergaminho, em papel, e agora em telas digitais conectadas em rede. Com o sucesso das redes de comuniçação da atualidade emerge a questão sobre qual será a próxima ferramenta do futuro para a produção e propagação do conhecimento humano.

Fontes consultadas:
Marcos Gross, 2011. “Dicas Práticas de Comunicação: Boas Ideias para os Relacionamentos e os Negócios". Editora Trevisan.
JOHN R. BOWER, 2011.Four principles to help non-native speakers of English write clearly. Fish. Oceanografy. 20:1, 89–91, 2011.
https://www.passeiweb.com/saiba_mais/fatos_historicos/geral/surgimento_da_escrita
http://www2.ibb.unesp.br/Museu_Escola/Ensino_Fundamental/Origami/Documentos/indice_origami_papel.htm
https://gcn.net.br/noticias/289729/criancas/2015/06/pedra-papiro-pergaminho-papel-etela
https://exame.abril.com.br/carreira/as-5-regras-de-ouro-da-boa-comunicacao/

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)