Inovação: a busca pela empregabilidade em 2018

Com a retomada do crescimento e do mercado naturalmente nos perguntamos quais as áreas mais aquecidas para o próximo ano lembrando que o início do ano é o melhor momento para conquistar uma vaga ou melhoria de emprego.

Inicialmente devemos encontrar diversas oportunidades de vagas em áreas a novos projetos – investimentos – engenharia – projetos – construção e infraestrutura

Claramente estas áreas serão bem diferentes dos anos anteriores.
Por falar de investimentos a área financeira precisara andar junto com tudo o que estiver acontecendo e também, o compliance:
O que é Compliance:
“Compliance Intelligence (CI) ou Inteligência de Conformidade, é Atividade de Inteligência aplicada ao Compliance, monitoramento de riscos e auditorias preventivas da organização para exercício da atividade econômica em conformidade com a lei. É um Programa de Integridade e Auditoria para prevenção de corrupção, fraudes corporativas e inconformidades por meio da coleta sistemática de informações no ambiente corporativo e no mercado. São sistemas informatizados ou métodos de coleta de dados e informação estratégica para a aplicação da lei, a fim de garantir a sustentabilidade do negócio.”
Outro seguimento não menos importante é o da tecnologia pois os tempos de mudança nunca param e não há mais como esperar para que a empresas entrem nesse clima. Todos os mercados estão em mutação e por isso a chamada tecnologia do passado não funciona mais e a velocidade será ainda maior. A chamada: Tecnologia Disruptiva
A tecnologia disruptiva faz com que as empresas saiam do lugar comum e tenham local de destaque. Mas quais seriam as principais áreas em que esta disrupção deverá acontecer? ( se desejar receber detalhes, inscreva-se no canal youtube: Dicas de Empregabilidade - Dr vagas)

1. IoT ( Internet of Things) e M2M ( Machine to Machine)-
O projeto Pundits afirma que mais de 26 bilhões de dispositivos serão conectados ao IoT até 2020, e que mais de metade dos novos processos de negócios e sistemas irão envolver funcionalidades de Internet das Coisas de alguma forma. Atualmente, as áreas de TI das organizações seguem adotando uma abordagem comedida, perseguindo projetos-piloto em vez de implantações para valer - uma estratégia que parece prudente à luz de incidentes como o ataque DDoS (Distributed Denial of Service) que nocauteou uma parcela significativa de serviços de Internet no fim de 2016.
A velocidade da evolução tecnológica é muito alta – e as empresas devem se adaptar rapidamente.

2. TI Self-service
Usuários de negócios, capacitados por serviços de nuvem fáceis de implantar e tecnologias de consumo fáceis de usar, estão marchando ao ritmo do seu próprio tambor, cada vez mais controlando as implantações de tecnologia sem a supervisão dos profissionais de TI.
3. Pagamentos móveis
Como o smartphone transforma-se de uma ferramenta de comunicação em um dispositivo de estilo de vida, as empresas que vendem coisas para as pessoas estão começando a abraçar os pagamentos móveis como um pré-requisito para fazer negócios, especialmente se estão cortejando millennials (consumidores que chegaram à base de decisão de consumo neste século) e consumidores em áreas urbanas.
4. Inteligência Artificial
Um estudo recente da Universidade de Stanford deu uma olhada em como a Inteligência Artificial e seus subsets (Machine Learning - Aprendizado de máquinas e Deep Learning - aprendizado profundo) afetarão a vida em 2030 em oito categorias, desde o emprego aos cuidados de saúde e transporte. Entre as suas conclusões, a IA Irá impulsionar avanços em veículos autônomos e veículos aéreos de entrega que irão mudar a vida nos grandes centros; nos cuidados de saúde, onde os sensores inteligentes ajudarão a monitorar sinais vitais e coletar dados sobre a pressão arterial, níveis de glicose; e muito mais.

5. WiFi HaLow
A visão para um universo conectado de casas inteligentes, wearables( tecnologias vestíveis), carros e tudo o mais, preparou o cenário para uma nova iteração da tecnologia WiFi, especificamente projetada para suportar os requisitos de baixo alcance e de longo alcance das aplicações IoT.
Um protocolo sem fio emergente conhecido como WiFi HaLow, baseado no padrão IEEE 802.11ah ainda em desenvolvimento e defendido pela Wi-Fi Alliance, promete dobrar a gama de conexões WiFi padrão e aproveitar a parte de 900MHz para atravessar obstáculos como paredes, além de cobrir longas distâncias para oferecer conectividade eficiente.
Com a inclusão destes fatores, o mercado de trabalho e consequentemente as empresas, necessitarão de profissionais cada vez mais aplicados em gestão e administração, fato que deverá elevar a identificação e desenvolvimento de competências, pessoais, profissionais e empresariais.
Espero ter ajudado você a se posicionar de forma mais clara para seu desenvolvimento profissional.
Abs e sucesso!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: competências compliance desenvolvimento profissional empregabilidade mercado de trabalho novo emprego oportunidade de emprego vagas