Liderança e seus tipos

Vangevaldo,

Conceito - Líder é o condutor, o guia, aquele que comanda. Ser líder é ter uma visão global, uma relação entre o SER e o seu ambiente de trabalho. É saber ensinar e também aprender, sendo este último de vital importância, ou de maior importância. A principal atividade de um gestor ou líder é a de conduzir pessoas de forma que, elas possam oferecer seu máximo. Ou seja, lidar com pessoas com pensamentos, ações, estilos e formação diversas e mesmo assim, conseguir os melhores resultados.

As pessoas são, sem dúvida, o principal ativo de uma organização, o seu mais importante recurso, necessário ao ponto de pequenas, médias e grandes empresas terem um setor somente desenvolvido em função delas: o departamento de R.H. Em outras palavras, elas são o capital intelectual ou ativo (aqueles que liberalmente colocam a mão na massa), mais importante de uma empresa realmente moderna. De fato, os líderes influenciam seguidores favorecendo o desenvolvimento de das pessoas, que fazem a empresa crescer, e não o contrário. Por este motivo, muitos acreditam que os líderes têm por obrigação considerar a ética de suas decisões. Apesar de a liderança ser importante para a gerência e tenuamente relacionada a ela, liderança e gerência não são os mesmo conceitos.

Liderar não é uma tarefa simples, pelo contrário, liderança exige paciência, disciplina, humildade, respeito e compromisso, pois a organização é um organismo vivo, dotado de colaboradores dos mais diferentes tipos. Dessa forma, pode-se definir liderança como o processo de dirigir e influenciar as atividades relacionadas às tarefas dos membros de um grupo. Porém, creio que existem três implicações importantes nesta definição:

1ª) A liderança envolve outras pessoas: Onde houver mais de uma pessoa, haverá a necessidade de um líder, o que contribuirá na organização de um trabalho, tarefa ou até mesmo no convívio familiar.

2ª) A liderança envolve uma distribuição desigual de poder entre os líderes e os demais membros do grupo: A distribuição de poder dentro de uma empresa é sem dúvidas sua ponte para crescimento.

3ª) A liderança é a capacidade de usar diferentes formas de poder para influenciar de vários modos seus seguidores– Pode até faltar os recursos, só não pode faltar a criatividade para criá-los.
Sabendo que a liderança é o exercício adequado da função de líder. Ou em resumo: é o indivíduo que exercita sua capacidade de persuasão, argumentação e carisma. Mesmo não estando presente, ele é percebido como se estivesse, e sempre lembrado pela inovação e liderança. Tendo sua maior função de gerar novas idéias e colocá-las em prática. Ele deve liderar talvez ainda inspirar, ele não pode deixar que as coisas se tornem rotineiras, e para ele, a prática de hoje jamais será suficientemente boa para amanhã.

Lição prática: O líder é o termômetro do grupo, isto é, indica o estado atual, das condições físicas, morais e espirituais dos seus comandados. Reflete a situação do momento do grupo. Tal líder, tal grupo...

Um líder deve ser uma pessoa entusiasta, que gere estimulo e exemplo para os seus comandados.
São os exemplos que arrastam como já afirmava Santo Agostinho no séc. IV: "As palavras comovem, os exemplos arrastam".

Na escala do sucesso precisamos fazer a distinção entre poder e liderança. Não é líder quem se impõe pela força e poder, mas quem usa o poder da liderança, isto é, o poder da persuasão e a capacidade de influenciar e não enganar, sabendo mostrar como um guia o caminho que ele vê e conhece melhor. A melhor persuasão é o exemplo. É incrível e lamentável, constatar que em pleno século XXI ainda existam empresários e executivos de alto nível que confundem liderança com uso arbitrário do poder. Autoritários, inacessíveis e distantes, emocionalmente descontrolados, donos da verdade, pois não aceitam qualquer tipo de questionamento. Conhece alguém assim?

Esse tipo de pessoa, no fundo é muito insegura, por isso não conseguem ouvir, são excessivamente transparentes para expressar o que sentem mas não admitem nos outros essa mesma transparência, embora paguem um preço muito alto por isso, muito por não perceberem ou de não quererem percebê-lo.
Embora existam muitos conceitos e definições, observamos que a liderança é basicamente:

a) é caracterizada pela atitude integrada e dirigida para um objetivo comum ao líder e ao grupo;
depende da aceitação integral do líder pelo grupo, de modo a se conseguir uma integração do esforço ;
b) adquire forma e se processa dentro de um ambiente condicionado por forças sociais, formais e informais.

Origem da liderança:

Vários fatos da história nos dariam bases para vários relatos, separei um em especial, a qual nasce na região da Mesopotâmia. Foi a região onde provavelmente começou a História, que segundo o catolicismo, iniciou volta de 4.000 a.C., era uma rica região da Ásia Menor, localizada nas planícies férteis banhadas pelos rios Tigre e Eufrates, os quais lançam suas águas no golfo Pérsico. A Mesopotâmia corresponde uma grande parte ao atual território da República do Iraque. Começou ali os vestígios da liderança, a necessidade de se viver em conjunto, em sociedade, favoreceu o surgimento de lideres para que este projeto fosse seguido.

Entre os feitos desta civilização destacam-se a invenção da escrita cuneiforme (a mais antiga forma registrada para representar sons da língua, em vez dos próprios objetos). A linha histórica da humanidade demonstra que as transformações e as evoluções aconteceram desde que o homem desenvolveu os conhecimentos e habilidades necessárias para trabalhar o meio físico, simplificá-lo e transformá-lo segundo suas carências. Por ser criativo, ele inventou as roupas, os abrigos, os instrumentos, as ferramentas, a linguagem e outros dispositivos que, somados a estes, aceleraram os processos de mudança, desencadearam o progresso e o surgimento das organizações. E nada disto ocorreria caso não houvesse um líder para "universalizar a informação e conhecimento". 

Tudo isto nos leva a crer que a mudança é um fenômeno que vem acompanhando o homem desde os seus primórdios. Por isso, as mudanças já não nos surpreendem, e hoje leva menos tempo em comparação de outras épocas, e mesmo assim, ainda nos causam espanto pela velocidade e a profundidade com que elas acontecem. E em sintonia com as mudanças, deve estar o líder capaz de adequar-se as mudanças e preparar seu grupo para um novo estágio.

As pessoas que se destacam como líderes, estarão projetando sua posição para um nível mais elevado, alcançando uma nova etapa e fazendo mudanças no meio em que vive, na sua cidade, estado ou país, e em alguns casos até no planeta.

E como muitos se tornaram líderes? Como é possível chegar a este patamar? Será que liderança é para todos? Como é possível se destacar como líder? Muitas perguntas e com diversas respostas possíveis. Temos:

O que buscou a liderança: O que se faz líder, é no momento de necessidade que sabemos quem realmente é líder, autodeterminação.

O que foi posto por acaso: Não havia opção, foi feito pelo fato de não haver outro melhor, ou ninguém queria esta ocupação, que é aquele feito por  imposição.

O que nasce: O que é líder por natureza, líder inato.

OBS: Um verdadeiro líder, não vai precisa de autodeterminação e muito menos de imposição para afirmar sua liderança. Ele nasce líder, isto é, vem da própria natureza, inerente. Não quero dizer com isso que a autodeterminação não seja boa,muito pelo contrário, deve ser vista com louvor uma pessoa determinada, que busca o sucesso seu e de outrem. Com isso afirmo, que ainda que seja um dom inato, também pode ser aprendido. Ou seja, se ainda não é líder, sempre tem a possibilidade de aprender, basta querer ser. 

Tipos de Líderes:

A) Autoritário - aquele que determina as idéias e o que será executado pelo grupo, e isso implica na obediência por parte dos demais. É extremamente dominador e pessoal nos elogios e nas criticas ao trabalho de cada membro do grupo. Conduta condenável, esta postura e não é válido este tipo de comportamento. É uma pessoa ditadora e soberana, o que comanda o grupo só pensando em si, não aceita as idéias de outro membro do grupo , é uma pessoa déspota também subestimando e diminui o grupo.
Consequência: A reação do grupo de modo geral fica hostil e se distancia por medo.

B) Indeciso- Não assume responsabilidade, não toma direção efetiva das coisas, vive no jargão “deixa como esta ,para ver como é que fica”.
Consequência: A reação do grupo é ficar desorganizado, gera insegurança e atritos, é como um barco sem leme, não sabe para onde vai.

C) Democrático- É o líder do povo, pelo povo, e para com o povo, preocupa-se com participação do grupo, estimula e orienta, acata e ouve as opiniões do grupo, pondera antes de agir. Aquele que determina, junto com o grupo, as diretrizes, permitindo o grupo esboçar as técnicas para alcançar os objetivos desejados. É impessoal e objetivo em suas críticas e elogios. Para ele, o grupo é o centro das decisões. Acreditamos que a ação do líder democrático é de suma importância para o progresso e sucesso de uma organização.  Tal como um sacerdote, que posso dar o exemplo de Moisés do Egito,( quando estava com o povo defendia Deus, quando estava com Deus defendia o povo).
Consequência: A reação do grupo é de interação, participação, colaboração e entusiasmo.

D) Liberal - Aquele que participa o mínimo possível do processo administrativo. Dá total liberdade ao grupo para traçar diretrizes. Apresenta apenas alternativas ao grupo.
Consequência: A reação do grupo geralmente é ficar perdido, não ficando coeso.

E) Situacional - É aquele que assume seu estilo de liderança dependendo mais da situação do que da personalidade. A postura deste líder brota ante as diferentes situações que ele detecta no dia-a-dia. Possui um estilo adequado para cada situação.
Consequência: A reação do grupo é de segurança e motivação por certo tempo.

F) Emergente - Diz respeito aquele que surge e assume o comando por reunir mais qualidades e habilidades para conduzir o grupo aos objetivos diretamente relacionados a uma situação especifica. Por exemplo, num caso extraordinário, onde determinadas ações devem ser traçadas de imediato.
Consequência: O grupo reage bem, participa, colabora, sabendo que se houver emergência, o líder saberá o que fazer.

O líder e sua conduta
A conduta do líder deve ser única e definida, sem oscilações e posições contraditórias. Deve o líder portar-se de forma idêntica em todos os campos de atuação.

Requisitos para uma boa Liderança:
1) Não seja Pedantista : demonstração ostensiva de que sempre sabe mais que os outros.
2) Não seja Megalomaníaco : mania de grandeza
3) Não seja Paroleiro : falar exageradamente. Isso é forma disfarçada de mentir.
4) Não seja Reclamador : Nunca esta satisfeito. Nada satisfaz.
5) Não seja Inconstante : mudando de atitude a toda hora.
6) Não seja Egoísta : pensar somente em si , cuidar só de si.
7) Não seja Precipitado : tomar atitudes imprudentemente.
8) Não seja Antipático : personalidade indesejável.

Lembre-se que há diferenças entre um chefe e um líder, tais como:
CHEFE: tem a visão curta x LÍDER: tem a visão panorâmica
Um Administra recursos humanos x Outro lidera pessoas
Um precisa ganhar sempre x Outro precisa ganhar mais do que perder
Um tem todo o poder x Outro tem competência
Para um conflitos são aborrecimentos x Para outro conflitos são lições
Para um crises são riscos x Para outro crises são oportunidades

Avalie este artigo:
(4)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: condutor gerência líder liderança lideres tipos