Liderança não se manifesta só no extrovertido

Você é introvertido e nunca se imaginou em um cargo de liderança? Suas qualidades podem ser tão ou mais importantes para a empresa do que de pessoas extrovertidas.

iStock

O mundo está praticamente dividido ao meio em dois tipos de pessoas: as extrovertidas e as introvertidas. Enquanto muito se diz sobre como é importante ter um perfil extrovertido para “vencer na vida”, se comunicar facilmente, ser expansivo e energético com relação ao contato social, nem sempre essa é a melhor alternativa para cargos de liderança.

Warren Buffet, Bill Gates, Mahatma Ghandi, Albert Einstein, Abraham Lincoln e muitos outros grandes líderes vieram ao mundo para nos provar que um perfil de liderança não cabe só em pessoas extrovertidas. Estudos realizados por Jennifer Kahnweiler, autora de The Introverted Leader: Building On Your Quiet Strength mostram que 40% dos executivos são introvertidos.

Extrovertidos x Introvertidos

Pessoas extrovertidas tendem a pensar em voz alta e conseguem recarregar as energias através de estímulos externos, como interações pessoais, encontros sociais e compartilhamento de ideias.

Os introvertidos, por sua vez, costumam não gostar muito de barulho e de grandes grupos, preferem construir relacionamentos confiáveis individualmente. Além disso, gostam de ter tempo para pensar antes de falar e são profundamente concentrados no trabalho.

Líderes introvertidos são mais receptivos à ideias

Líderes extrovertidos tendem a ser menos receptivos às sugestões dos funcionários e acabam até mesmo desencorajando a contribuição de novas ideias. Isso acontece porque é comum que pessoas extrovertidas sintam-se ameaçadas quando a equipe tem a iniciativa de introduzir mudanças, novas visões e melhorias estratégicas, temendo que essas atitudes “roubem a cena” ou desafiem seu domínio como líder. Líderes introvertidos tendem a ter mais habilidade para trazer o que há de melhor nas pessoas.

Líderes introvertidos são mais calmos

O temperamento introvertido cria uma atmosfera pacífica que, em grande parte das vezes, gera mais confiança e segurança para as pessoas que os rodeiam. Com poucas palavras já é possível perceber sua disposição para ajudar e facilitar o encaminhamento dos negócios.

Líderes introvertidos criam relações mais fortes

A cultura do networking incentivou as pessoas a chegarem em eventos, palestras ou cursos e saírem trocando cartões com todo mundo, sem conversar profundamente com ninguém. Pessoas introvertidas trocam os cartões por contatos significativos e válidos, firmados em relações de confiança.

Melhor capacidade de raciocínio e de tomar decisões, mais capacidade de manter relações de longa duração, grande poder de concentração, além de transmitir calma aos demais companheiros. Esse pode ser o melhor tipo de liderança que você irá conhecer.

Muitos líderes nascem a partir de um perfil mais introvertido, tudo depende de quem está sendo liderado e como as qualidades desse tipo de temperamento são utilizadas. Líderes extrovertidos costumam trabalhar bem com pessoas introvertidas e o contrário também é verdadeiro.

Quando se trata de liderança, não basta dar a palavra final. É preciso transmitir credibilidade, apresentar um caminho melhor para as pessoas, estabelecer relações de confiança, demonstrar estabilidade emocional, reconhecer os outros e ter empatia.

Avalie este artigo:
(4)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: extrovertidos introvertidos liderança lideres lideres introvertidos

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração