Motivos comuns pelos quais as pessoas pedem demissão

Segundo a fonte “Global Job Seeker Trends: Why & How People Change Jobs”, o LinkedIn analisou milhares de perfis e estas foram as principais razões das pessoas pedirem demissão.

01 – Pouco espaço para crescimento.

Infelizmente, isso é mais comum do que se pensa. Profissionais empenhados e planejadores quando começam a trabalhar em uma empresa, pensam em crescer profissionalmente, ocupar uma função melhor, mas isso muitas vezes não passa de um sonho. O tempo passa e por não enxergar um plano de carreira ou não haver mais esperança de promoção, o colaborador acaba por pedir as contas e buscar outro rumo profissional.

02 – Liderança ruim.

Liderança é uma responsabilidade e um líder ruim faz toda equipe ser ruim também, pois é o que mais influencia tanto no desempenho dela quanto no ambiente de trabalho. Muitos optam pela demissão por não aguentar mais o chefe. Isso é muito comum de se ver.

03 – Péssima cultura de trabalho.

O poder organizacional em uma empresa interfere em todos os setores e gere grandes e pequenas mudanças, desde as mais altas funções até o simples auxiliar de serviços gerais. Essa cultura afeta tanto nos colaboradores dentro da mesma quanto externamente para a sociedade. Quando a empresa tem uma cultura difícil, burocrática, fechada para inovações e sistemática, profissionais querendo liberdade, autonomia, melhorias, otimização de processos e abertos a inovações se veem atados para trabalhar, causando desmotivação e logo saem da empresa buscando um local mais flexível e de uma cultura organizacional mais maleável.

04 – Falta de desafios.

Já trabalhou de forma que fazer a mesma coisa todos os dias, sem novidades ou tarefas novas se torna monótono e chato? A falta de desafios e novidades causa estagnação, desinteresse, comodidade ao empregado. Sem falar que uma equipe sem desafios nada tem a crescer e a desenvolver tanto pessoalmente a cada um quanto profissionalmente para a empresa. O desafio é necessário tanto para o crescimento da equipe quanto para a busca de soluções e inovações para a empresa.

05 – Salário baixo.

Ah! O baixo salário talvez seja o principal motivo da alta rotatividade. Está certo que a cada dia que passa, os encargos trabalhistas, a carga tributária somado aos custos e despesas da empresa acaba por desvalorizar o colaborador, e muitas vezes o mesmo precisa fazer milagre com o que ganha no final do mês. Este é um dos motivos que mais geram pedidos de demissão, pois sempre há alguém que paga mais e melhor, seja em salário ou benefícios. São poucos, mas existem.

06 – Falta de reconhecimento.

Cada vez mais, principalmente os mais jovens, estão trabalhando não somente em salário ou no seu desenvolvimento profissional. O fator motivacional e pessoal também é levado em consideração por aqueles que precisam alimentar sua autoestima, ganhar visibilidade, sentir-se bem onde está. Reconhecimento também é um tipo de feedback. A empresa que reconhece o bom profissional e zela por mantê-lo em seu quadro de funcionários por certo dificilmente o perderá.

Mesmo em tempos de crise e com altos índices de desemprego, as pessoas vão suportando todos esses motivos e permanecendo na empresa. Porém, com o passar do tempo, a paciência acaba, o balão estoura e acabam por chutar o balde, se arriscando em outra oportunidade. Não existe empresas perfeitas, mas bom seria se elas pensassem um pouco mais nos seus verdadeiros profissionais e optassem pela troca de experiências e satisfação ao invés de simplesmente pagar um salário por um serviço prestado.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: carreira pesquisa profissional recursos humanos RH trabalho