Mais comentada

Os segredos dos relacionamentos interpessoais

O Relacionamento Interpessoal é uma busca continua de aperfeiçoamento e de desenvolvimento humano. "Quanto melhor ser humano nós sermos, melhores serão os nossos relacionamentos".

Relacionamento Interpessoal:

Falar sobre relacionamento interpessoal não é fácil, pois não existe uma formula ou receita exata.

Mas creio que, nós, primeiramente temos que fazer uma auto-analise, reconhecer as nossas fraquezas, limitações e tentar evoluir, pois aquilo que geralmente nos incomoda no outro, é sempre algo que necessitamos melhorar.

Nós, seres humanos, somos regidos por:

Emoções, mudanças de comportamento: humor e ego.

O que nos tendência a buscar um ambiente sempre que nos favoreça, e quando ocorre o contrario entramos em conflito.

Todavia, não se desmotive, pois existem algumas técnicas e recomendações que facilitarão o seu convívio interpessoal.

A vida de todo o ser humano é regado de bagagens adquiridas ao longo dos anos, o tornando o ser humano que ele é na fase adulta.

Entretanto, é na infância que o ser humano armazena maior quantidade de recordações:

Dos: 0 aos 7 anos é o período que a criança vai adquirindo os conceitos de: moral, ética e civilidade.

Já dos 07 aos 10 anos é o período em que a criança vai formando o seu caráter.
Baseado nas noções adquiridas sobre moral, ética e civilidade é o período que a criança vai tomando suas primeiras decisões.
Observe que crianças que nesse período, passaram por algum trauma, são adultos problemáticos.

Violência Familiar:
- Pessoas que passaram por alguma violência familiar tende a ser adultos com dificuldade de relacionamento. E a violência familiar não se aplica apenas a maus tratos físicos, mas principalmente os maus tratos psicológicos.
Foram entrevistadas 100 pessoas vitimas de violência familiar e a estatística é simples:

88% das pessoas que foram vitimas de violência familiar na infância são pessoas agressivas, impulsivas e intolerantes.

11% das pessoas que foram vitimas de violência familiar são pessoas introvertidas, reservadas, depressivas e com tendência suicida.

E apenas 1% dos entrevistados não possuem nenhum trauma e vivem sem conflitos.

Porque estou levantando este assunto?

Pois aqueles que passaram por algum tipo de violência domestica, tendem a encarar à todos como possíveis autores de violência.

E assim acontece com pessoas vitimas de violência sexual ou vitimas de assedio moral, etc.

Por isso que nós temos que nos relacionar livres de julgamentos, pois não sabemos a bagagem que as pessoas carregam ao longo de suas vidas.

Dica número: 1

- Controle o resultado:

Auto defesa:

É natural do ser humano auto defender-se atacando.

"Construa uma relação de aliados e não inimigos"


Desarme-se:

A sua força não está no impacto ou na força de seus punhos, ela está na Constancia das boas ações e dos bons sentimentos.

A Bíblia Sagrada
“A boca fala do que o coração está cheio”
Mateus 12:34


Pratique:
Comunicação Solidaria:

Seja mais ouvinte e menos locutor.
O Ser humano é por natureza “julgador”, tem a tendência de ver a maldade nas ações alheias, sem ter conhecimento de fato do que realmente está acontecendo.

Relacionamento Conjugal
Se um dos parceiros deixa de responder uma mensagem ou de atender uma ligação, somos condicionados a imaginar o pior da outra parte.

Ambiente Coorporativo

O Ambiente corporativo é um ambiente de múltiplas pessoas com interesses individuais.
Para facilitar o relacionamento em qualquer esfera
Comunicação:
Não existe relacionamento interpessoal sadio, sem uma boa comunicação.
O Interlocutor é responsável pela informação e pela assimilação da informação por parte do ouvinte.
Certifique-se que ele ouviu, entendeu e peça que ele repita a informação e explique-a, assim não haverá mal-entendidos.

Feedbacks contínuos é uma ferramenta eficiente que permitirá conhecer as intenções reais do ouvinte.

Gratidão

“A gratidão é a memória do Coração”.

O agradecimento é uma das maneiras de desenvolver o relacionamento interpessoal.
A gratidão aumenta as bases de confiança e faz com que o outro sinta prazer em estar em sua presença.
Perdão.

O Perdão da mesma forma aumenta a força dos laços de relacionamento.
Reconhecer o erro, é um ato de humildade, um ato que ensina e faz com que as pessoas tenham a mesma liberdade de se desculparem quando cometerem algum erro.

O Perdão é reconstrução de relacionamento, isso quer dizer que aquela famosa frase:

_”Eu perdoo mas ele lá e eu aqui, eu não quero mais contato”

Não cabe para o exercício do perdão
O Perdão constrange, o perdão liberta, o perdão tem poder, e nunca é tarde para começar a praticar.


Inteligência Emocional:
A principal característica da inteligência emocional é a antecipação à consequência do fato.
É um processo demorado exercer a inteligência emocional no seu ápice, pois somos imediatistas e não conseguimos ter uma visão mais ampla da consequência de nossos atos.
Em uma situação de conflito onde há ânimos exaltados, o mais inteligente, é pensar no resultado final.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)