Mais comentada

Perder a “paciência” na medida certa, um verdadeiro desafio para o líder.

“ Qualquer um pode zangar-se – isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, pelo motivo certo e da maneira certa – não é fácil”. (Aristóteles, Ética a Nicômaco) Este artigo tem por objetivo expor um breve estudo sobre determinados comportamentos e atitudes que líderes têm em seu dia a dia que prejudicam e desequilibram suas emoções, impedindo-as de realizar-se e satisfazer-se em todos os aspectos de sua vida.

A frase acima de Aristóteles é interessante, afinal ela deixa claro que até para zangar-se precisamos ter a inteligência e o controle necessários para não perder a calma (mesmo estando irritados), ou seja, “qualquer um pode zangar-se – isso é fácil”. As relações humanas são feitas de desentendimentos; é impossível conviver com sua família, seus vizinhos, seus parentes, amigos e colegas de trabalho sem que haja desacordos, desentendimentos, frustrações, aborrecimentos ou sentimento parecido. Estar irritado com alguém é muito comum, afinal somos seres humanos dotados de sentimentos, valores, razões que não são iguais aos de nenhum outro.

Então zangar-se torna-se tão natural que muitas vezes nem percebemos que se olhássemos por uma outra ótica a ação que nos irritou, talvez não teria tanto potencial de nos irritar. Ao irritar-se com alguém e perder o controle, você dá a esta pessoa o domínio de suas emoções, ela passa a controlar seus estados emocionais, se está feliz, irritado, animado ou motivado, tudo depende do que ela faz.

Esta ação de aprender a olhar a causa da irritabilidade com uma outra ótica é um exercício bem difícil. É denominado hoje de Inteligência Emocional (IE). A Inteligência Emocional é a capacidade de identificar e lidar com as suas emoções, de criar motivações para si próprio e de persistir apesar das dificuldades. Controlar impulsos, manter-se em equilíbrio, impedir que sentimentos como ansiedade, raiva, stress, interfiram na capacidade de raciocinar, de ser empático e autoconfiante.

A Inteligência Emocional não faz que os seres humanos se tornem frios, sem sentimentos, nunca se irritam com nada, como se nada os tirasse a paciência, na verdade saber trabalhar sua IE, faz com que você lide com esses sentimentos de forma mais equilibrada, é saber lidar com eles e não entregá-los supostamente as atitudes dos outros.

“Zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e da maneira certa”
Um dia de trabalho (exemplo), cansativo, estressante, você se irrita com um liderado, aquele que parece estar ali só para testar, o seu limite, a sua paciência e até mesmo seus conhecimentos e liderança. É a pessoa que faz você pensar se suas técnicas e habilidades são de fato eficazes. Lidar por um bom tempo com uma situação como esta não é nada agradável. Você se cala e não resolve esta situação, usa como mecanismo de defesa a negação. Vai para casa e ao chegar tropeça num brinquedo que está no meio da casa; é o estopim para você despejar toda sua raiva. Nesse momento vem as palavras de ofensa e sua família que na realidade não tem nada a ver com a sua irritação é que recebe toda aquela carga que você guardou a dias.
No dia seguinte, você vai para o trabalho e despeja todo seu stress e irritabilidade em cima dessa pessoa que está lhe causado o desconforto, afinal no dia anterior você já explodiu com sua família que na realidade não tinha culpa alguma da situação. Só que naquele dia em especial seu liderado nem tinha feito nada de verdade que justificasse sua atitude.
Mas por que isso aconteceu? Ao acumular situações que deveriam ter sido resolvidas na hora certa, no momento certo e na medida certa, você causa uma pressão interna muito forte que mexe com suas emoções. Situações que facilmente seriam resolvidas se simplesmente você, não acumulasse deixando pra depois, falar o que está realmente acontecendo, trabalhar bem seu feedback, olhar com uma ótica diferente da sua, compreender o que leva aquela pessoa a agir da forma que age, entender o que também faz com que você se irrite com aquela pessoa. Tudo isso é um aprendizado, você se autoconhece, reconhece seus limites, suas fraquezas, suas habilidades, e aprende a fazer a leitura do comportamento do seu liderado.

O líder que adquiri está capacidade de lidar com as suas emoções, ele saberá dar feedback, positivo ou negativo, reconhecerá o momento certo de falar, a forma de falar e com quem falar, isto o ajudará a transformar sua liderança mais eficaz, produtiva e engajada.

Ao desenvolver sua Inteligência Emocional, você irá adquirir competências para lidar consigo mesmo e com os outros. Ao zangar-se você precisa ter rápida a capacidade de passar por cima da situação, perdoando e seguindo em frente, não ficar aprisionado nos sentimentos de que “me irritou, estragou meu dia”, esse sentimento diminui toda sua capacidade produtiva e ainda aumenta o seu grau de stress.

É preciso aprender a seguir livre de qualquer peso emocional que te impede de crescer, de se desenvolver, prisões emocionais que tornam cativos sua satisfação e realização.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(1)