Por que os melhores funcionários nem sempre são promovidos? Um papo sério sobre carreira

Hoje em dia, para progredir na carreira não basta fazer seu trabalho com maestria ou mesmo cumprir o horário a risca, vestir-se de acordo com o dress code da área, ser educado e relacionar-se bem. Claro que tudo isso é importante, mas não carimba seu passaporte para a promoção

iStock

A competição corporativa nunca foi tão acirrada. As disputas por cargos de confiança são verdadeiros duelos de Titãs, pois, quase sempre os profissionais que disputam a vaga tem currículo tão bom ou melhor que o seu.

Se quiser ser o escolhido e conseguir a tão sonhada promoção não basta fazer o feijão com arroz. É necessário ao candidato algo que o diferencie da multidão, que o torne valioso e faça com que os tomadores de decisão falem sobre ele.

Como conseguir essa façanha?

Continue lendo o artigo até o fim. Vou te dar sete dicas infalíveis para se diferenciar e conseguir a tão sonhada promoção.

Mas antes permita-me discutir A SÍNDROME DO BOM FUNCIONÁRIO!

Criou-se entre os profissionais uma ideia equivocada sobre ser “o melhor funcionário do setor”. Como isso aqui é um papo sério sobre carreira, não vou ficar dando voltas para te falar a verdade blz?

Você já ouviu ou proferiu aquele discurso batido?

Sou o primeiro a chegar na empresa e o último a sair; entrego as demandas antes do prazo; domino meu escopo de trabalho e ainda ajudo meus pares…
Se você é esse cara, parabéns!

Está fazendo bem aquilo que foi contratado para fazer, ou seja, sua obrigação.

Às vezes a régua é tão baixa, o nível de comprometimento e excelência tão ruim, que aquele que faz o que é pago pra fazer é visto como “o melhor profissional”. Esquece cara. Isso é romantismo. O mercado não funciona assim.

Quem faz o que tem que fazer com primazia não merece ser promovido por isso, pois já é pago para esse fim. Mas o contrário também é verdadeiro, aqueles que não fazem com excelência o que deveriam fazer devem ser demitidos passar por reciclagem (choque de realidade).

Sobre promoção o papo é outro!

Para ser promovido você precisa ter ferramentas, habilidades e expectativas coerentes com a realidade corporativa e com sua maturidade na carreira.

Muitos profissionais se frustram por não conhecer o sistema e muito menos a si mesmos.

Ao cogitar uma promoção, pelo menos duas variáveis precisam ser consideradas (claro que podem haver outras, mas essas são vitais):

Primeira e mais importante — tem que ter prontidão. Estar pronto ou o mais preparado possível para quando, e se, a oportunidade chegar é imprescindível. Mesmo que não esteja 100% pronto (ninguém está. Se estiver o time já foi perdido), pelo menos 80% você tem que estar.

Segunda — tem que existir a posição. Não ter a vaga é mais comum do que imaginamos. Haverá momentos em que estará preparado para o próximo passo, no entanto, a oportunidade não virá ou poderá demorar mais do que você estará disposto a esperar. Esse é um problema “menos ruim” do que não estar pronto, mas falo disso um pouco mais a frente…

Vamos investir energia nas variáveis que você pode e deve controlar, é à isso que se dedica nosso artigo. Essas sete dicas são infalíveis e provocarão uma reviravolta em sua carreira. Divirta-se!

07 COISAS QUE VOCÊ DEVE FAZER PARA SER PROMOVIDO

#1 – CONSTRUA UMA IMAGEM DE ACORDO COM O QUE DESEJA (ADMIRAÇÃO É MELHOR QUE POPULARIDADE)

Você com certeza Já deve ter ouvido de alguém a seguinte fala: “antes de te conhecer eu te achava tal e tal, mas agora que te conheço vejo que não é nada daquilo”…

Essa fala pode significar muitas coisas, mas certamente mostra um Gap na maneira como você está construindo sua imagem.

Você se vê de uma forma, as pessoas te veem de outra e você gostaria que te vissem diferente, e, essa construção da imagem ideal pode-se cometer alguns equívocos.

Se relacionar bem com todos é vital para uma carreira bem sucedida, o que é diferente de ser popular.

No mundo corporativo a popularidade pode ter vieses negativos para a imagem. Pode dar a impressão de falta de seriedade e comprometimento.

Já a admiração é muito boa para ter de todos. Muito mais importante que ser popular. Ela nasce quando o profissional é excelente técnico, relacional e emocionalmente.

Então não exagere na exposição. Cuidado para não falar demais sobre seu posicionamento político, vida amorosa, Hobbies ou qualquer dimensão social que possa te fazer popular, porém pouco confiável.

#2 – CONSTRUA RELAÇÕES DE CONFIANÇA

Sabe aquela brincadeira de corredores: “aqui o que conta é o QI. — Coeficiente de Inteligência? Não. — Quem Indica”.

Pois bem, é a mais pura verdade. E não tem outra forma de ser.

Mesmo em um processo onde a disputa é justa, no fim, o dono da vaga vai sempre buscar referências e indicações. Subsídios comportamentais e de aprovação social para fundamentar a escolha.

Posições de supervisão, coordenação, gerência e etc., são cargos de confiança. Cadeiras de gestão responsáveis pelas decisões mais importantes do setor ou da empresa.

Nesta cadeira as diretrizes são discutidas de forma mais “regaladas” — promoções, demissões, mudanças de áreas, metas e formas de se chegar às metas. Discutem-se pessoas.

Se teu chefe, o Rh ou os pares de seu chefe não confiam em seu profissionalismo e potencial, pode esquecer a tão sonhada posição. Vai perder a vaga para alguém que gera mais confiança que você.

#3 – INTELIGÊNCIA EMOCIONAL É MAIS IMPORTANTE QUE INTELIGÊNCIA TÉCNICA

Ser bem-sucedido na carreira e na vida, depende muito mais de saber controlar as próprias emoções do que ter altos níveis de QI (coeficiente de inteligência).

No mundo empresarial, o QI (coeficiente de inteligência) alto consegue um bom emprego. O QE (coeficiente emocional) alto garante promoções. Daniel Goleman!

A inteligência emocional é a competência que nos permite controlar nossas emoções e expressá-las de forma assertiva. É um conceito em Psicologia que descreve a capacidade de reconhecer e avaliar os seus próprios sentimentos e os dos outros, assim como a maestria de lidar com eles.

Para obter sucesso profissional e pessoal é vital que saibamos nos relacionar. Saber interagir com as pessoas garantirá o tão sonhado sucesso profissional. Portanto, conhece-te a ti mesmo e não se deixe sequestrar por suas emoções. Ser inteligente e ter talento é primordial, mas se seu QE (coeficiente emocional) for subdesenvolvido não chegará muito longe.

Na grande maioria dos casos, o profissional é contratado por suas habilidades técnicas e conhecimento, e demitido por comportamento ruim. Lembre-se que quando está para ser promovido você já foi contratado.

#4 – RESOLVA OS PROBLEMAS QUE A MAIORIA NÃO RESOLVE

Costumo dizer que não existe romantismo no business. No fim do dia trata-se de um negócio que tem que dar lucro, se você não for essa pessoa, outro será.

Para ser promovido, ganhar mais que a maioria, ter as regalias que poucos têm; você deve resolver os problemas que a maioria não resolve, dar uma porrada que poucos conseguem dar. Fazer além do que é pago para fazer entende?!

No que você é muuuito bom?

Um profissional que todos querem promover tem alguma raridade. Ou é muito bom tecnicamente ou é com pessoas, ou os dois juntos (o que é perfeito): liderando pessoas, vendendo produtos e serviços ou encantando clientes. Descubra sua arte!

#5 – SEJA PARCEIRO DE SEU CHEFE

Tenho uma filosofia de vida: “ame seu chefe ou encontre outro”. Mesmo que seu chefe seja um FDP, não jogue contra ele. Mude de chefia. Se não consegue, ame-o.

A palavra chefe vem do francês chef, do latim caput que quer dizer cabeça ou parte superior. Todo mundo tem um chefe. Todos, em maior ou menor escala recebem ordens de alguém. Aprenda a prestar contas.

Se seu chefe chegou à posição que está, não é qualquer um. Tem qualidades. É inteligente e sagaz. Seja parceiro dele e jogue a favor. Isso fará bem para sua carreira e para a empresa.

Se tiver que dar um feedback, e é bom que dê, explique os motivos muito bem e mande na lata, mas nunca jogue contra. Ele ou ela pode travar sua carreira e/ou fazer você perder seu emprego.

#6 – TREINE UM SUBSTITUTO

Quem não desenvolve um sucessor não merece a promoção.

Se espera subir um degrau precisa ter perfil de liderança, e, um bom líder sempre desenvolve alguém para assumir a sua posição — a pessoa que vai te derrubar manja?

Derrubar para cima, é claro!

Treinar um sucessor é uma questão de ética e respeito. Ética porque você assumiu um compromisso com a empresa e não é eterno — pode morrer, adoecer, arrumar outro emprego e, não é ético deixar a posição descoberta.

É também uma questão de respeito a pessoas — tem alguém no seu time capaz de assumir sua posição. Seu papel é desenvolvê-lo.

Mesmo que você seja o assistente do assistente da máquina copiadora. Se deseja a próxima posição já prepare alguém para assumir a sua, ou então não sentará na próxima cadeira.

#7 – NUNCA (EU DISSE NUNCA) DEIXE DE SE ATUALIZAR

Na última semana fui a um workshop sobre liderança. Neste evento conheci uma gestora de Rh de uma companhia gigante. Empresa essa que a maioria dos profissionais gostaria de trabalhar.

Em nosso bate papo, ao saber que era da área de logística, ela dividiu que estava buscando profissionais para um grande projeto que seria startado no inicio de 2018 e queria indicações.

Perguntei pra ela como estava o mercado, se tinha muitos profissionais disponíveis, afinal, a crise que dura alguns anos deixou muita gente sem emprego.

Ela respondeu o que eu já sabia, porém, era a primeira vez que ouvia isso de uma headhunter que busca talentos todos os dias:

— Achiles, conversei com muita gente no último mês. Tem bastante profissional disponível no mercado. Gente que passou muitos anos trabalhando e perderam seus empregos, porém, não se atualizaram, estão obsoletos, por isso estamos buscando profissionais que estão trabalhando.

Percebe o que a zona de conforto pode causar?

Se deixar de se atualizar não só perderá seu emprego, mas ainda pior que isso; não conseguirá se recolocar na posição que deseja.

Estude, leia, escreva, veja vídeos, frequente Workshops, fale com outros profissionais, se atualize sobre as últimas tendências para que não faça parte destas estatísticas.

Enfim…

Nem sempre os melhores profissionais serão promovidos porquê fazer bem o que você já é pago para fazer não é motivo para a promoção.

Contudo, se deseja avançar na carreira, aplique-se em:

  1. Construir uma imagem profissional a prova de balas;
  2. Ser alguém que transmite confiança;
  3. Desenvolver uma armadura emocional;
  4. Ser um solucionador de problemas;
  5. Ser parceiro de seu chefe;
  6. Ser um líder que treina sempre outros líderes;
  7. Atualizar-se sempre com novidades e tendências do seu mercado e de outros.

Todas essas ações não garantirão sua promoção, afinal, como falamos anteriormente, tem que ter uma vaga aberta para você ocupar. O que normalmente tem, mas se por uma fatalidade ela não surgir, você estará pronto para o mercado, será caçado por headhunters, será reconhecido com aumento de salário mesmo sem promoção e será uma referência em sua empresa.

Até a próxima!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(2)