Mais comentada

Prototipagem e a sua importância para conhecer melhor o cliente

Saiba a importância de colocar o cliente no centro do processo e entender as suas necessidades.

Com a velocidade do mundo cada vez mais rápido, é comum ver empresas tentando ser imediatistas, como se fosse uma corrida contra o tempo de quem vai ganhar a disputa. Um erro que esta velocidade gera é a implementação de projetos que não se justificam ao longo do tempo, perdendo então a credibilidade da área.

É baseado nisto que o Design Thinking tem crescido e ganhado cada vez mais projeção. Metodologia baseada em solução de problemas complexos e inovação, que coloca o usuário/cliente no centro do processo para entender suas necessidades por meio da empatia e, a partir deste entendimento, cria alternativas para atender esta necessidade de forma criativa.

Diferente das formas tradicionais, no Design Thinking, antes de partir para a implementação, cria-se um protótipo da melhor alternativa. Desta forma, podemos avaliar se o cliente realmente está tendo sua necessidade atendida e se ele percebe como um diferencial o protótipo realizado.

O que seria exatamente a prototipação? Segundo o dicionário, protótipo é um modelo, aquilo que se faz pela primeira vez e, normalmente, é usado como padrão, sendo copiado ou imitado. Podemos dizer que o protótipo é a capacidade de “tangibilizar” uma ideia que muitas vezes é intangível.

A vantagem é que, antes de investir qualquer valor da empresa em prol de um projeto, verifica-se se existe uma avaliação do projeto por meio de algo simples e rápido de tangibilizar. Estes protótipos podem ser em formato de maquete, telas de um sistema ou um script de atendimento.

Uma vez a ideia prototipada, o próximo passo com o Design Thinking é solicitar feedback dos clientes sobre o que entenderam do protótipo, quais itens do protótipo encantaram, quais geraram dúvidas, quais são críticas e quais são novas sugestões. O objetivo desta etapa de feedback é fazer com que a ideia só seja de fato implementada no momento em que o cliente considerar o protótipo ideal para o atendimento da sua necessidade.

Pode-se dizer então que o Design Thinking tem como principal característica a empatia, pois está em contato com o cliente em diversas etapas do processo com o foco em garantir o atendimento da necessidade de quem realmente vive a experiência de utilizar o produto ou serviço da empresa.

Estas etapas também podem ser utilizadas para processos e, da mesma forma como utilizadas para produtos e serviços, o protótipo tem como objetivo testar a nova sugestão de processo com os impactados pela mudança e garantir que todas as particularidades foram pensadas.

O mundo mudou e o novo modelo de administração requer o que chamamos de customer centrity, ou seja, o cliente no centro do processo e se colocar no lugar dele para atender suas necessidades reais se torna o melhor caminho para alcançar resultados efetivos para a organização nos próximos anos.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: CARREIRA CLIENTE CLIENTES DESIGNTHINKING FUTUREMINDS LILIANCIDREIRA MERCADO MERCADODETRABALHO