Mais comentada

Quatro chaves para ter uma equipe produtiva

Aprenda como ter uma equipe mais produtiva.

Cada vez mais as empresas estão enxugando o número de colaboradores na organização, focando em ter uma equipe e não um grupo. A dinâmica no mundo corporativo mudou drasticamente e exigiu de todos os envolvidos, desde a moça do café até o diretor, uma nova postura para a organização melhorar seus resultados com o time reduzido, muitas vezes pela metade.
Esse movimento acendeu dois alarmes: a necessidade de ser verdadeiramente produtivo e de gerar resultado efetivo que justifique financeiramente a sua cadeira dentro da empresa e a importância de ter uma equipe engajada com o propósito inabalável.


Seguem 4 chaves fundamentais para ter uma equipe engajada e produtiva:

1 – Valores e Missão
Que toda empresa tem sues valores e sua missão isso não é novidade nenhuma, porém, antes eram apenas quadros na parede com frases bonitas que não eram vividas, apenas estavam ali para decoração do ambiente. Os funcionários liam, achavam bonitos e saiam andando para fazer suas obrigações, e tais palavras não mudavam absolutamente nada nas decisões da empresa e na rotina do time.
Aqui está a grande diferença, não basta apenas ter valores e missão da empresa é fundamental viver diariamente em todas as situações o que a empresa definiu ser o seu norte. Contratar colaboradores levando em consideração esses aspectos, treinar colaboradores nesta linha e nutrir em cada pequeno gesto aquilo que para a empresa é essencial.

 

 

2 – Sem paredes

Para falar com o diretor da empresa era preciso agendar um horário, passar pela secretária, esperar uma semana e, antes disso tudo, falar com o coordenador e o gerente antes, e torcer claro para tudo dar certo. O diretor ficava em uma sala isolado de todos e de difícil acesso, a comunicação era travada e complexa.
Pessoas querem estar com pessoas, e para engajar sua equipe tire suas paredes, envolva-se com o seu time e seja um participante real da organização. Esteja disponível para trocar ideias com o seu time e abrir o diálogo para as soluções que sozinho o gestor investe muito mais tempo do que abrindo o jogo com o seu time sobre tal problema a ser resolvido ou trocando ideias para uma decisão relevante para a empresa.
Lembre-se que a empresa não é o dono, a empresa são todos. Sem seu time o gestor não consegue fazer tudo que é necessário e trava o crescimento da empresa. Seja parte do time, participe do momento do café e tenha sua mesa acessível para ajudar e ser ajudado.

 

3 – Método
Para construir uma casa é preciso contratar um arquiteto ou uma empresa de engenharia, para dar um up no visual. É necessário ir a um bom salão de beleza e para arrumar os dentes procure um dentista. Todos esses profissionais tem um item em comum, todos possuem um método eficaz para resolver e entregar a solução para o seu cliente. Estudaram, erraram, acertaram e lapidaram uma fórmula que funciona e gera valor ao seu trabalho proporcionando aquilo que seu cliente busca e deseja.
As pessoas que reclamam por falta de tempo na realidade não tem um método eficaz para suas demandas caber em um dia. Andam para cima e para baixo, estressadas e reclamando porque não conseguem nunca terminar as infinitas ações do dia a dia.
É primordial a organização definir um método de produtividade para que seu time enxuto gere muitos resultados e que consiga diferenciar se ocupar de produzir para dedicar tempo e energia as tarefas que irá contribuir significativamente para a construção do crescimento da organização.

4 – Talentos 

Todo mundo ama ser reconhecido e ganhar “aplausos” por um bom trabalho bem executado. O profissional que tem seu talento posto no “palco” sente motivado para realizar cada vez mais e melhor. Os talentos são armas poderosas que poucos profissionais reconhecem e utilizam de forma estratégica e inteligente em beneficio ao crescimento da sua própria carreira e da organização.
É fundamental que durante o processo de escolha o gestor leve em consideração o perfil comportamental do profissional com o cargo que ele irá ocupar na organização. Por exemplo, se a vaga de liderança pede comunicação, relacionamento e uma dose extra de “cara de pau” é mais indicado que o profissional tenha o extrovertido acima da média, pois dessa forma será mais fácil e natural estabelecer os relacionamentos que a vaga exige.
Fazer uma análise detalhada do perfil comportamental com um especialista é um investimento que economiza dor de cabeça, perca de tempo e dinheiro para ambos os lados. Essa avaliação irá proporcionar a escolha mais assertiva da pessoa certa no lugar certo.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: 4 chaves equipe para produtiva Quatro chaves para ter uma equipe produtiva ter uma