Saber ouvir: Uma habilidade indispensável num líder

Saber ouvir corretamente é um desafio, mas os que alcançam essa habilidade terá muitos benefícios


Você pode achar que não, mas existe uma habilidade que todo líder deve ter, sendo ainda mais importante que o talento, discernimento ou carisma: a habilidade de ouvir. Essa característica abrange a capacidade de evitar em fazer pressupostos do que será dito, disposição de parar, limpar a mente e deixa-la aberta para novos pensamentos e ideias, ouvir com atenção. Para os que assumem uma posição de liderança, saber ouvir é um desafio. Isto porque os líderes focam em resultados, e geralmente são impacientes, não muito dispostos a ouvir. Mas para os que contemplam essa característica podem obter alguns benefícios.

Primeiro, saber ouvir gera relacionamentos. É uma necessidade das pessoas que outros as escutem, e se o líder for um bom ouvinte, ele gera um relacionamento significativo e de confiança, permitindo que as pessoas sempre o procurem, possibilitando que as influenciem. Como diz Carnegie, “você pode fazer mais amigos em duas semanas tornando-se um bom ouvinte do que em dois anos tentando fazer com que os outros se interessem por você”.

 Segundo, ouvir é a melhor forma de aumentar o conhecimento. Alguns líderes acreditam que, por estarem numa posição elevada, sabem de tudo e que não precisam ouvir nada e nem ninguém. É verdade que quanto mais se sobe menos se exige que escute os outros, mas sua necessidade de ouvir aumenta. Por estar distante da linha de frente, o líder depende dos outros para conseguir as informações de que necessita, e só vai conseguir isso se for um bom ouvinte.

Terceiro, os problemas podem aumentar se não souber ouvir. Segundo Maxwell (2011), um líder eficaz deixa que os outros falem o que ele precisa ouvir, e não apenas o que gostaria de ouvir. Deixar a vaidade e o orgulho de lado possibilita que o líder fique atento ao que lhe é dito, permitindo que os seus olhos se abram para problemas que antes não os via. Para isso é necessário estabelecer uma comunicação honesta com as pessoas e não agir na defensiva.

Por fim, ouvir atentamente é o melhor para o bem comum. Isso envolve deixar a mente aberta para novas ideias e conceitos, ceder a estes para o bem comum da equipe, mesmo que estejam indo de encontro com seus próprios conceitos. Para Posner (2013) o líder que age dessa forma tem uma percepção das necessidades e desejos das pessoas, o que elas valorizam e com que sonham. Ouvir desse jeito melhora o clima organizacional, cria um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)