Mais comentada

Se você quer ganhar dinheiro, não estude muito na escola

Aqueles que estão mais propensos a questionar as regras, e até quebrá-las, têm maiores chances de sucesso.

iStock

Se você quer ganhar dinheiro, não estude muito na escola

Se você deseja ganhar dinheiro, questione as regras e não estude tanto na escola. É isso que aconselha um novo estudo da Universidade de Luxemburgo.

Em 1968, um grupo de pesquisadores desenvolveu pesquisas com estudantes de 12 anos do sexto ano do ensino fundamental. Eles analisaram as características, comportamentos e inteligência dos alunos, além dos status socioeconômicos de seus pais. Depois de 40 anos, voltaram a acompanhar suas vidas.

Como era de se esperar, os estudantes que eram considerados "estudiosos" por seus professores tinham empregos de maior prestígio. Mas não tinham os maiores salários.

As maiores rendas eram das "crianças trabalhosas". Os estudantes que desrespeitavam regras e desafiavam a autoridade de seus pais se tornaram mais ricos quando adultos.

Há ressalvas nisso, é claro. A primeira é que ganhar dinheiro não é tudo na vida. O bem-estar econômico é apenas uma das medidas de sucesso da vida, e certamente algumas das crianças não-conformistas podem ter escolhido trabalhos importantes que não oferecem tanto dinheiro.

A pesquisa também nota que as crianças estudiosas, aquelas que se dedicavam e tinham comportamento exemplar, também tiveram bons empregos. Então, se você é um bom aluno, com certeza poderá sobreviver e ter um bom futuro. Mas aqueles alunos não tiveram os melhores empregos e maiores salários. Isso ficou reservado aos que questionavam as regras.

E isso não parece ser uma afirmação isolada.

Outro estudo, o Illinois Valedictorian Project, concluiu que os Valedictorians, os oradores de turma na formatura, eram menos propensos a se tornarem milionários do que seus colegas. Eles tinham um bom desempenho na faculdade e seguiam carreiras de prestígio, mas não tinham as maiores rendas de suas turmas.

Entretanto, não acho que isso deva ser um insight didático. Não dá para sair quebrando regras e esperando que isso aumente suas chances de sucesso. Não é isso. A lição é que aqueles que estão mais propensos a questionar as regras, e até quebrá-las, têm maiores chances de sucesso.

Então, se você tem um filho que quebra regras: aguente firme.

Se você é um jovem que quebra regras: não pare.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)