Mais comentada

Tudo sobre uma sessão de coaching

O coaching tem o poder de transformar a vida pessoal ou profissional das pessoas por meio de um processo baseado em perguntas poderosas, que extraem todas as características, fraquezas e potenciais que devem ser trabalhados para que o indivíduo atinja o seu objetivo.

Para que o cliente (coachee) consiga evoluir no processo, o coaching é dividido em sessões periódicas. Em cada sessão, ferramentas de coaching diferentes são aplicadas com objetivos diferentes, que podem ser desde aumentar o autoconhecimento do coachee até traçar o passo a passo para que ele atinja uma meta.

As sessões de coaching possuem algumas características específicas que as diferem de outros tipos de atendimento como consultas, consultorias e terapias. Neste artigo você entenderá melhor como funciona uma sessão de coaching e o que coach e coachee devem fazer para que haja um bom desenvolvimento do processo.

Como funciona uma sessão de coaching?

O processo de coaching é dividido em sessões, que duram cerca de 1 hora cada. Em alguns casos, o coach pode optar por realizar sessões maiores, que podem chegar a até 3 horas, como, por exemplo, nos casos de coaching em grupo ou em alguns nichos bastante específicos em que o coach precisa trabalhar junto com uma equipe de profissionais, como acontece no coaching esportivo para atletas de alta performance.

O intervalo entre sessões é de uma semana, na maioria dos casos. Em algumas situações bem específicas, as sessões podem ter uma periodicidade quinzenal ou mensal. O processo de coaching tem, em média, um total de 10 sessões.

As sessões de coaching podem ser aplicadas em um ambiente físico, geralmente no escritório do coach. Mas, alguns profissionais podem optar por atender os seus clientes nas suas casas ou locais de trabalho, o que costuma acontecer no caso de coaching profissional, principalmente nos casos de coaching em equipe ou coaching de negócios, já que é interessante que o coach conheça a dinâmica do ambiente profissional.

O coach pode aplicar suas sessões também ao ar livre, o que é comum nos casos de coaching holístico e coaching espiritual. O ambiente externo pode estimular e relaxar o coachee, aumentando o seu nível de entrega ao processo.

Hoje em dia é bastante comum o atendimento online, principalmente porque é difícil encontrar coaches de nichos específicos em uma localização próxima dos seus clientes. Nesse caso, as sessões são feitas via programas ou aplicativos, como o Skype, WhatsApp ou até mesmo a plataforma SistemizeCoach. O coachee pode optar por usar a webcam ou somente se comunicar por voz.

Cada caso pode exigir um tipo de ambiente diferente, o local de atendimento só precisa ter silêncio, não sofrer interferências de outras pessoas, principalmente por conta da confidencialidade do processo. É necessário, também, ter um computador ou papel e caneta para que sejam anotadas as respostas do coachee para a realização do relatório do coach, que deverá entregá-lo ao cliente no final da sessão ou até o dia seguinte.

Em cada sessão o coach escolherá uma ferramenta de coaching específica ou uma coletânea de perguntas poderosas especiais para um determinado momento do seu coachee. Essas ferramentas estimularão a lembrança e o raciocínio do cliente de forma que ele extraia suas respostas de forma mais otimizada, revelando o máximo de si mesmo e aumentando os seus potenciais.

O coach fará somente perguntas necessárias para alcançar o objetivo de cada cliente, sem entrar na sua intimidade e sem causar qualquer tipo de constrangimento ou vergonha.

O que o coach pode fazer durante a sessão?

Apesar de a metodologia geral do coaching ser baseada em aplicação de técnicas e ferramentas que contém perguntas com o objetivo de fazer com o que o coachee busque respostas e soluções nele próprio, o coach pode fazer algumas intervenções.

O profissional que aplica a sessão de coaching pode ajudar os seus coachees a interpretarem as suas respostas, porém sem dar a sua opinião pessoal e sem proferir qualquer tipo de julgamento.

O coach pode, também, dar algumas dicas pontuais e aplicar técnicas de motivação, principalmente quando o coachee costuma perder o foco durante o seu processo de coaching.

Há alguns profissionais que optam por trabalhar mesclando o coaching com a mentoria. Mas, isso é opção de cada profissional, ou seja, se um cliente deseja ter mentoria durante o seu processo de coaching ele deve consultar o seu coach sobre essa possibilidade antes de fechar o contrato.

Se um coach possuir formação superior no seu nicho de atuação, ele poderá unir coaching com terapia ou com consultoria. Por exemplo, se um coach de emagrecimento for nutricionista, ele poderá elaborar uma dieta especial para cada um dos seus coachees. Se um coach for psicólogo, ele poderá usar a psicoterapia ou qualquer metodologia de análise psicológica durante os seus processos de coaching.

O que o coach não pode fazer?

O coach, por questões éticas, não pode divulgar ou contar a qualquer pessoa o que acontece durante as suas sessões de coaching. A confidencialidade é uma das garantias que todo coach deve dar aos seus clientes, e deve ser, inclusive, expressa no contrato de coaching.

Durante a aplicação das ferramentas, é comum acontecer de o coachee ter dificuldades em responder uma ou mais perguntas. Quando isso acontecer, o coach não deve descartar ou trocar de ferramenta, é seu dever estimular o desenvolvimento de cada coachee e ajudá-lo a encontrar as suas respostas, apenas motivando e mudando a forma com que cada pergunta é feita, sem influenciar nas respostas.

Mesmo que o coach seja um expert em psicologia, se ele não for formado, ele não pode, em hipótese alguma, usar técnicas de psicologia clínica para ajudar os seus clientes.

As sessões de coaching devem ser aplicadas sem qualquer espécie de manipulação ou restrição de consciência do coachee. Ou seja, o coach não pode usar técnicas como hipnose e relaxamento profundo.

Como o coachee deve se preparar?

Caso o coachee esteja se preparando para a sua primeira sessão de coaching, ele deve pensar, e de preferência escrever, as suas dúvidas sobre o processo para saná-las com o seu coach.

A sessão inicial, geralmente gratuita, é a oportunidade que o cliente tem de entender em detalhes como o coaching poderá mudar a sua vida e o que é preciso ter para passar por essa mudança.

Para as sessões seguintes, o coachee deve estar preparado principalmente de forma emocional. É preciso lembrar que um processo de coaching exige dedicação e desprendimento de receios e autojulgamentos. Quanto mais abertas e sinceras forem as respostas, maiores serão as chances de sucesso.

É muito importante, também, que o cliente analise os seus relatórios de sessão ao chegar em casa e revise-os antes de começar a próxima sessão. Dessa forma, aumenta-se a absorção do que foi realizado, melhorando o autoconhecimento e renovando a motivação para continuar evoluindo.

Outro ponto que os coachees devem lembrar é que é essencial cumprir as tarefas definidas em cada sessão para que o desenvolvimento dos passos seguintes não sejam prejudicados.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: coaching