Você está preparado para a nova era do emprego?

Com a exigência de resultados no curto prazo, muitos colaboradores se viram diante de uma guilhotina: entregar resultados cada vez maiores ou ter a cabeça cortada. Mas, muitos ainda não entenderam que este modelo veio para ficar.

Os últimos acontecimentos exigiriam de empresas e seus colaboradores uma mudança radical de comportamento e entrega de resultados. Com a exigência de resultados no curto prazo, muitos colaboradores se viram diante de uma guilhotina: entregar resultados cada vez maiores ou ter a cabeça cortada. Mas, muitos ainda não entenderam que este modelo veio para ficar.

Em um cenário de crises e incertezas, empresas precisam se reinventar a todo instante e não há como ter sucesso se as pessoas - que são responsáveis pela entrega de resultados - não estiverem preparadas para isso. Não há mais espaço para complacência com maus resultados que sempre vem acompanhados de desculpas e/ou justificativas. O que a sua empresa precisa é de resultado e não de desculpas ou justificativas e para sobreviver, temos que entender que esta é a nova realidade na relação empresa x colaborador.

Na verdade vivíamos um mundo de faz de conta aceitando e corrigindo falhas e depois reclamando do que perdemos e procurando culpados. Líderes não tinham um real sentimento de dono e não sentiam o impacto pela não entrega dos resultados. Do outro lado, as empresas consideravam aspectos comportamentais como prioritários e aceitavam com mais facilidade as desculpas e justificativas pelo mau desempenho. Mas, a realidade mudou e agora, depois de vegetarem e agonizarem por muito tempo, as empresas já entenderam que de nada adianta um ambiente familiar em uma empresa quebrada. Isso não quer dizer que devemos manter um clima de guerra dentro da empresa, mas que é fundamental que haja uma conjunção entre o ambiente e resultado e se a sua empresa ainda não percebeu isso, a sua hora vai chegar. Não é mais uma questão de SE, mas de QUANDO.

Mas, como realizar esta mudança de conceito dentro da empresa?

Trabalhando as suas lideranças. São eles que detém o poder de disseminar essa nova cultura a seus liderados fazendo com que todos entendam “a nova era do emprego” em que resultados projetados devem se transformar em realidade e que não há mais espaço para desculpas ou justificativas para o mau desempenho. Capacitar, orientar, abrir espeço para a participação, cobrar, exigir, recompensar, comemorar, e quando necessário fazer, são algumas das atribuições da liderança para que esta nova realidade seja incorporada ao dia a dia da sua operação.

A meta era 100 e você entregou 99 e um monte de justificativas; A meta era 100 e você entregou 100 aos 45 do segundo tempo; O prazo era de 5 dias e no quinto dia você aparece com um monte de dúvidas e/ou dificuldades. Essa era acabou! Ou você se supera ou perde a cabeça. Parece duro, mas esta é a nova realidade das empresas que desejam crescer e superar os obstáculos do mundo dos negócios. Não é SE, mas QUANDO.

Para muitas empresas e pessoas esta mudança será traumática e exigira determinação e coragem para sair de um padrão confortável para um padrão competitivo. Mas, aquelas que conseguirem sair da atual zona de conforto, em breve terão a sensação de que tudo poderia ter sido mais fácil.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: desculpas empresa liderança resultados