Você está se desafiando o bastante?

Há uma tênue linha entre o tédio completo e o burnout

Darious Foroux/Editado e traduzido por Administradores.com

Há um ditado que diz que "a magia acontece fora da sua zona de conforto". Eu nunca entendi o que isso significa. De qual magia nós estamos falando? Unicórnios? Marcianos? Um orgasmo? O que? Eu não sei.

Olha só, eu tentei pular fora da minha zona de conforto e isso não funcionou muito bem para mim. No entanto, eu também já tentei levar as coisas de forma bem vagarosa. Isso também não funcionou para mim. Eu descobri que existe um equilíbrio necessário entre desafio e conforto. E isso é algo muito difícil de atingir.

O motivo é que desafios exigem habilidades (ver ilustração acima). Quanto mais desafiadora a tarefa, mais habilidades serão necessárias. O problema em dar saltos prodigiosos é você não terá habilidades para dar conta do recado.

Esse é um conceito que aprendi com Mihaly Csikszentmihalyi em seu brilhante livro Flow (sem edição em português), que trata da maneira como trabalhamos. Após estudar o relacionamento entre desafio e tédio, ele descobriu que uma combinação dos dois fatores leva ao crescimento pessoal.

Csikszentmihalyi afirma:

Uma pessoa não consegue manter a satisfação por muito tempo executando a mesma tarefa no mesmo nível de dificuldade. Acabamos entediados e frustrados; e então, o desejo de buscar satisfação nos força a melhorar nossas habilidades ou a descobrir novas oportunidades para utilizá-las.

Parece senso comum, certo? Ao invés de dar passos largos, dê passos menores e mais controlados. Mas não fique muito confortável, porque isso é entediante. Uma vez entediado, você para de crescer. Mas a vida só se move para frente -- e isso é o que nos ajuda a crescer, em última análise.

Para ilustrar o conceito, façamos um pequeno exercício.

a) Estou entediado.
b) Sinto-me esticado ao máximo.
c) Estou desafiando a mim mesmo sem ir à loucura.

Caso você tenha escolhido a alternativa "a", faça o seguinte:

Saia da sua bolha e faça algo novo. Descubra coisas novas na vida. Um novo esporte, um trabalho diferente, assuma diferentes tipos de projetos. Você precisa de um desafio.

Mas também lembre disso: não fique viciado em novidades. Aprenda a amar o aprendizado. Se você ficar pulando de uma atividade para outra, nunca será bom em nada. Novamente, estamos falando de equilíbrio.

Faça isso caso você tenha assinalado a alternativa "b"

Dê um passo para trás. Desista. Demita-se. Diga: "danem-se vocês, estou indo para casa". Você precisa aceitar que tem limites. As coisas estão sobrecarregando você por um motivo. Descubra o que é. A partir daí, resolva o problema para que não aconteça novamente no futuro. Aprenda com suas experiências passadas.

Faça isso se você marcou a alternativa "c"

Continue assim.


O artigo foi publicado no blog do autor e cedido gentilmente ao Administradores.com.

Avalie este artigo:
(1)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração