3 Dicas para descortinar os segredos que impedem você de alcançar seus objetivos em pouco tempo.

Se você quer aprender a raciocinar melhor em situações de tensão, usar sua imaginação de forma eficaz para realizar seus objetivos e ter mais coragem para vencer seus desafios, eu tenho a solução. Neste artigo mostrarei como usei essa estratégia para raciocinar melhor em situações de tensão, como utilizei minha imaginação de forma eficaz e realizei atividades que me exigiram muita coragem. Em vez de ficar paralisado sem saber o que fazer todas as vezes que ficar sobre tensão ou em perigo, aprenda a fazer alguns exercícios simples que vão proporcionar muito mais confiança e podem te deixar com muito mais energia. Neste artigo, vou explicar o passo a passo de 3 exercícios de desenvolvimento pessoal, que se praticados com frequência, vão trazer benefícios muito relevantes para sua vida.

É mudando pequenos hábitos, que realizamos grandes coisas na vida.

Quantas vezes na sua vida escolar, te ensinaram a usar a respiração para potencializar seus resultados, principalmente em situações de tensão?


1° Dica - Concentrar na Respiração

Existe uma infinidade de exercícios que podem ser feitos com a inspiração e expiração. Nesse artigo serão citados alguns.

Todas as vezes que estiver em situação de tensão, medo, nervosismo ou pressão, pare, respire fundo e preste atenção por alguns segundos ao movimento de entrada e saída do ar em seu nariz.

Ao ficar atento na respiração, você consegue pausar todos os seus pensamentos, por uma fração de segundos, isso faz com que você consiga sair do foco de tensão e raciocinar de forma mais ampla em relação ao que está acontecendo no momento.

Outra forma de usar a respiração quando for realizar uma atividade que necessite de mais energia física é respirar fundo alguns segundos antes de começar, focando na inspiração pelo nariz, soltando o ar pela boca.

Quando quiser se acalmar, faça o mesmo, mas foque somente na expiração.

Agora dê uma pausa na leitura, faça o teste, respirando fundo, veja se funciona. A diferença é instantânea.

Adquira o hábito de praticar o foco do movimento do ar entrando e saindo através de seu nariz, para que em situações adversas, você possa usá-lo automaticamente.

Existem muitas reportagens como a do Globo Esporte ou do The New York Times sobre exercícios respiratórios, que ensinam como respirar corretamente para aumentar a resistência na prática de exercícios físicos ou para auxiliar quem sofre de asma, caso queira se aprofundar no assunto, fica a dica.

2° Dica - Visualizar Objetivos


Existem diversos relatos de atletas de alto rendimento que praticam diariamente a visualização, mas será que só funciona para competidores profissionais?

Se eles conseguem fazer coisas incríveis usando certas técnicas como a visualização, por que não usá-las para superar nossos desafios diários? E como podemos praticar a visualização? Vou contar uma história para deixar mais claro.

Rodrigues nasceu em uma cidade do interior e aos 8 meses de idade perdeu seu pai por complicações cardíacas.

Ele cresceu com seus 5 irmãos, em uma família muito simples e humilde. Rodrigues nunca passou fome, porém não havia fartura. Tudo tinha que ser dividido irmãmente, do feijão à barra de chocolate que poucas as vezes sua mãe tinha condições de levar para casa.

Rodrigues era tímido e desconfiado. Não havia muitos acontecimentos interessantes em sua vida. Ele apenas ia para a escola e voltava. A cidade era pacata e tranquila, sem muitas coisas para fazer, e Rodrigues ajudava a cuidar dos seus irmãos menores.

Aos 16 anos, muitas coisas começaram a mudar. Agora Rodrigues era adolescente e muitas perguntas começaram a ferver em sua mente. “Será que viver é SÓ isso?”, “crescer, trabalhar e morrer?”, “será que não existe nada mais para dar sentido à vida?”, “o que está me impedindo de melhor ajudar minha família?”, “o que posso fazer para ser mais feliz?”.

Essas perguntas parecem familiar para você? Quantas dessas perguntas já passaram pela sua cabeça.

Eis que em uma palestra motivacional na escola, Rodrigues comprou alguns livros motivacionais e aí tudo começou a mudar. Em 3 semanas ele leu os 5 livros que havia comprado.

Decidiu então, que aos 18 anos sairia de casa e entraria na Marinha, porém algumas dúvidas começaram a surgir em sua cabeça. Rodrigues não tinha a menor ideia de como ingressar nas Forças Armadas e como faria para mudar de cidade, além de muitos amigos próximos fizeram questão de alertar sobre tudo que podia dar errado.

Algumas pessoas disseram que ele não conseguiria, pois não tinha dinheiro o suficiente, não conhecia a cidade onde queria servir e etc.

Foi aí que o garoto começou a seguir o que aprendeu nos livros. Focou no que queria, fazendo exercícios de visualização diários, e todas as vezes que se pegava pensando que não conseguiria, deixava as dúvidas de lado e focava no objetivo.

Todas as noites que passava por um morro no caminho para casa, Rodrigues olhava para o horizonte e avistava pequenas luzes de uma cidade próxima dali e mentalizava: “em poucos dias estarei lá”, e se sentia com se já estivesse servindo às Forças Armadas.

Faltando 1 ano para se alistar, Rodrigues conheceu uma senhora na vizinhança que proporcionou a ele todo o suporte necessário para realizar o processo seletivo para entrar nas Forças Armadas, desde os exames ao local para ficar na nova cidade. Ai, te pergunto, foi coincidência?
Sorte?

Esse garoto conseguiu não só entrar na Marinha, mas depois de quase 5 anos servindo, conseguiu se tornar Sargento da Aeronáutica e trabalhar no Controle e Defesa Aérea (CINDACTA 1).

Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA 1) é uma unidade da Força Aérea Brasileira que utiliza alta tecnologia para executar as atividades de controle do tráfego aéreo comercial e militar, vigilância do espaço aéreo e comando das ações de defesa aérea no Brasil.

“A sorte ou coincidência” aparece quando você sabe o que quer e se prepara para a oportunidade.

Esclarecendo um pouco sobre o personagem dessa história, ele se trata da minha pessoa.

Foi a assim que, pela primeira vez depois dessa experiência, que aprendi como funcionava a visualização dos meus objetivos. E eu te digo: Funciona. Se eu consegui, você também consegue. Faça o teste e depois me conte como foi.


A maioria das pessoas tem uma vaga ideia do que querem, mas raríssimas são as pessoas que dedicam um tempo para visualização de seus objetivos.


3° Dica - Coragem

Algumas pessoas associam coragem a total ausência do medo, mas, na prática, a coragem não é a ausência do medo, e sim agir apesar do medo.

O que fazem as pessoas destemidas? Elas agem no exato momento que sentem medo. Enquanto a maioria das pessoas paralisam ou entram em pânico e reagem.

Proponho você a começar a abordar o medo de forma diferente. Comece a agir em vez de reagir. O que desperta o medo é uma preocupação com alguma coisa que possa acontecer, mas não aconteceu ainda. Em outras palavras, o medo é algo irreal.

O medo só vai existir enquanto sua mente estiver pensando no futuro. Mantenha-se no presente através do exercício da respiração, e depois defina se vale a pena arriscar ou não, tomar uma atitude.

Assim você definirá conscientemente e não por impulso. Duas perguntas facilitarão o raciocínio nesses momentos: O que está acontecendo? Como posso resolver? Tente ser mais razão do que emoção.

A razão age e a emoção reage.

Fazendo uma analogia aos desenhos animados, imagine duas figuras: Uma em formato de anjinho e a outra de diabinho.

Quando você define um objetivo, no primeiro obstáculo, aparece a voz do diabinho dizendo: “Eu acho que não era para ser”, “Quando está dando errado é melhor parar”.

O anjinho também fala ao seu ouvido: “Esse é seu objetivo, faz novamente.”

E aí, qual deles vai ganhar?

Sempre ganha o que você der mais atenção. Analogias a parte. Vamos para o último treino para fortalecer sua coragem.

No seu dia a dia, faça pequenas coisas que te deixe em condições desconfortáveis. Isso mesmo. Se acostume a sentir desconforto. As pessoas não saem do nível 0 ao 10 em um passe de mágica.

Elas começam fazendo pequenas coisas que as “incomodam” e aos poucos vão se sentindo mais confortáveis, e aumentando seus níveis de resistência ao desconforto.

A pergunta que me faço todas as vezes quando aparece um desafio é: “Se eu seguir em frente, isso me deixa mais próximo ou mais distante do meu objetivo?” Se a resposta for sim, aceito o desafio, se for não, não dou continuidade.


Agora vamos resumir tudo o que aprendemos.

Para raciocinar melhor em situações de tensão, use a respiração como sua maior aliada. Para usar a imaginação de forma eficaz, tenha sempre em mente seus objetivos e visualize uma cena que represente a sua realização. Para ter mais coragem nos seus desafios, se coloque em situações de desconforto até se sentir confortável com essa mudança.

Se assim como eu, você quer se tornar uma pessoa cada vez mais forte e confiante para vencer seus desafios e realizar seus sonhos através do desenvolvimento pessoal, deixe seu comentário com sua opinião.

Para mais informações sobre o assunto, junte-se a nós e inscreva-se no link que está no meu perfil.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: Coragem Desafios Mais energia Respiração Sucesso Tensão Vencer