Mais comentada

A coleta seletiva e seus benefícios

Neste Dds, vamos abordar o que é coleta seletiva e a partir do conhecimento desse princípio, refletir o valor representativo para o nosso dia a dia. Vários sao os benefícios colhidos pela sociedade quando a coleta seletiva é operacionalizada de forma efetiva: ganhos sociais, econômicos e ambientais. Veremos a falta de hábito dos brasileiros em não segregar seus resíduos, entretanto, com conscientização e conhecimento mais profundo, estamos num patamar de mudança de comportamento. Então, leitores, atitude!

Marcos da paixÃo,

Nosso Dds ambiental vai abordar um assunto muito relevante e atual. Podemos definir a Coleta seletiva como o processo de segregação, ou, separação e recolhimento dos resíduos conforme sua constituição: orgânico, reciclável e rejeito, respeitando-se as cores padronizadas dos coletores.

Para se operacionalizar a coleta seletiva, é essencial que o material seja separado e acondicionado. Os vasilhames (vidro, lata e plástico) devem ser enxaguados após o uso. Assim, evita-se o surgimento de cheiro e o aparecimento de animais, aumentando o valor de recomercialização. Os papéis deverão estar secos e de, sobretudo, não amassados, pois ocupam menos espaço e têm mais comercialmente são valorizados. As latas, além de limpas, deverão ter as tampas amassadas para dentro e os materiais cortantes, como vidro quebrado e outros, devem ser embalados em papéis grossos (jornais, por exemplo) para evitar acidente aos usuários nas cooperativas.

Benefícios: A reciclagem gera benefícios nos principais aspectos:

Ambientais:Evita a poluição do ambiente (água, ar e solos) provocada pelo lixo; Aumenta a vida útil dos aterros sanitários, pois diminui a quantidade de resíduos a serem enterrados; Diminui a exploração de recursos naturais, muitos não renováveis como o petróleo; reduz o consumo de energia;

Econômicos: Representa uma grande atividade econômica indireta, tanto pela economia de recursos naturais quanto pela diminuição dos gastos com tratamento de doenças, controle da poluição ambiental e remediação de áreas degradadas e uso de espaços de reserva; gera empregos para a população não qualificada; estimula a concorrência, uma vez que produtos fabricados a partir dos recicláveis são comercializados em paralelo àqueles feitos a partir de matérias-primas virgens.

Sociais:

A reciclagem garante ganhos sociais importantes. Por exemplo: Tem-se a geração de empregos diretos, a possibilidade de união e organização da força trabalhista mais desprestigiada e marginalizada (em cooperativas de reciclagem) e a oportunidade de incentivar a mobilização comunitária para o exercício da cidadania, em busca de solução de seus próprios problemas. Contribui para a redução da marginalidade, pois coopera com a retirada das pessoas dos lixões, e para a melhoria da qualidade de vida.

Educação ambiental:

Essa é a principal ferramenta e dá a oportunidade aos cidadãos de preservarem a natureza de uma forma concreta. Assim, as pessoas se sentem mais responsáveis pelos resíduos que geram. Além disso, contribuem para a sustentabilidade, ou seja, preservam hoje, para garantir assim recursos para o amanhã. Enfim, cada um colaborando, estará sendo um agente multiplicador de opiniões, dando o seu exemplo. No meu trabalho, colocando o resíduo gerado no coletor adequado, você já estará dando um grande passo rumo à coleta seletiva.. Pare e pense! Estou fazendo a minha parte nesse processo de mudança? Em minha casa, assimilo esse hábito e compartilho com os vizinhos?  Pratique essa ideia! Torne essa ideia um hábito constante em sua vida. Pense nisso e atitude! A participação de cada um de nós é determinante para a expansão desse processo sustentável! 

Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Vagas de trabalho