Ansiedade: Quais sintomas que merecem atenção?

Você se considera uma pessoa ansiosa? Saiba mais sobre o assunto!

   A ansiedade é uma reação presente em nosso dia a dia, que diante de algumas situações como falar em público, expectativa para datas importantes, entrevistas de emprego, vésperas de provas, entre outras é natural do ser humano. Mas, algumas pessoas vivenciam esta reação de forma mais frequente e intensa, que pode ser considerada patológica e comprometer a saúde emocional.
   Aflição, agonia, impaciência, irritação frequente. Esses são alguns sinais da ansiedade, sentimento capaz de prejudicar a qualidade de vida, autoestima e saúde de qualquer pessoa. Aprender a identificar e lidar com ela é fundamental para garantir uma vida saudável e equilibrada.
   A ansiedade está intimamente vinculada à forma como interpretamos as situações da vida, ela é composta por um conjunto de emoções que diz muito sobre nosso interior, nossas experiências e traços.
   Se não for controlada, a ansiedade pode causar o surgimento de doenças que afetam a saúde física e mental. Gastrite, úlceras, taquicardia, hipertensão, cefaleia e alergias são alguns exemplos de doenças causadas pela ansiedade. Ela também é responsável pelo surgimento de doenças psiconeurológicas. Além de prejudicar diretamente os relacionamentos conjugais, profissionais, acadêmicos e até mesmo sexuais.
Quando a ansiedade ultrapassa o limite e a pessoa não consegue mais realizar suas tarefas diárias tranquilamente, é hora de buscar ajuda especializada e dar início a um tratamento.

  Como identificar quando a ansiedade ultrapassa os limites e pode ser considerada transtorno? Separei os principais comportamentos que podem estar relacionados a transtornos de ansiedade, e que merecem atenção:

Inquietação constante

   Dificuldade de concentração, inquietação e fadiga. Sentimento de angústia profunda, não conseguir ficar quieto, caminhar de um lado para o outro, e acabar se desesperando são sintomas que merecem ser investigados.

Descontar a preocupação na comida

   Sim, muitas pessoas buscam encontrar na comida a solução para seus problemas emocionais. Isso acontece quando a preocupação surge e recorrem ao brigadeiro, a um docinho ou qualquer outro alimento para aliviar a tensão. Comer sem fome, por ansiedade, estresse ou outra emoção negativa é um sinal de alerta. E cuidado, esta atitude também pode dar início a uma compulsão alimentar.

Medos irracionais

   Pessoas ansiosas apresentam constantemente medos de estar perdendo algo, de não ser bom o suficiente, medo do fracasso, pânico de ficar sozinho ou de não ser aceito também. O excesso de medo pode comprometer a segurança nas relações pessoais no trabalho ou na família.

Perfeccionismo

   O perfeccionismo é um dos principais sabotadores internos que afeta diretamente a qualidade de vida de muitas pessoas que buscam incessantemente alcançar padrões elevados. Além de estar fortemente ligado ao medo de errar e a procrastinação. Como a perfeição é algo praticamente impossível de se atingir, pessoas perfeccionistas acabam sofrendo com a ansiedade por não conseguir atingir o objetivo estabelecido.

Ficar a ponto de explodir

   Irritabilidade constante, mudanças de humor repentinas e sem explicação aparente. Pessoas que estão a ponto de explodir podem passar da euforia ao pranto rapidamente. Esses sintomas surgem em momentos de maior pressão e stress, por exemplo, quando da perda de um emprego, sofrer um assalto ou perda de um ente querido.

Pensamento obsessivo

   O pensamento obsessivo é a falta de controle sobre pensamentos e imagens, angustiantes e recorrentes. O pensamento obsessivo pode estar associado a transtornos do humor, incluindo distimia, depressão, transtorno bipolar e é o sintoma definidor de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), Transtorno de Pânico e muitas outras condições psicológicas.

   Saber a hora de pedir ajuda é muito importante. Existem momentos em que podemos precisar de mais ajuda do que simplesmente a nossa própria força de vontade.
Identificar e entender como funciona seus sentimentos e emoções é o grande segredo para manter o autocontrole e viver em harmonia e paz interna. Desenvolva sua inteligência emocional para aprender a controlar suas emoções e elimine a ansiedade excessiva.

Quer dicas sobre autocontrole? Você pode baixar gratuitamente o e-book com 12 estratégias gratuitamente: http://dicas.marcelarangel.com.br/dicasdamah 

Marcela Rangel, especialista em inteligência emocional.

 

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração