Mais comentada

Manual do Fracasso

Enquanto algumas pessoas caminham para o sucesso, outras caminham para o fracasso. Esse manual possui a orientação correta para o seu fracasso - ou para o sucesso. Use-o com sabedoria.

Você já deve estar saturado de informações sobre ter sucesso, ser bem sucedido, pensar positivamente, gritar YES e coisas desse tipo, não é mesmo? Bem, eu estou... e por esse motivo, estou compartilhando com vocês esse magnífico Manual do Fracasso que eu escrevi. Leia até o final e lembre-se que aqui está contido tudo o que você precisa para ser um exímio fracassado.

1) Acorde atrasado diariamente e reclame das atividades que tem para fazer no dia.

Nada melhor do que um bom descomprometimento com as suas atividades diárias. É óbvio que reclamar de tudo ajuda a enfrentar a chatice. Afinal, reclamar torna-se o lazer da infelicidade.A pior coisa que você pode fazer para mudar isso é se comprometer verdadeiramente com os seus horários e começar a agradecer as pequenas coisas boas que acontecem no dia.

2) Apenas fale o que você faz e nunca mostre os seus resultados.

Quanto menos resultados você apresentar, menos as pessoas saberão das suas capacidades. Falar até papagaio fala. Seja um bom papagaio, então. Fale tudo e não mostre nada. Não faça nada. Apenas fale. A propaganda é a alma do negócio, não é mesmo?Já imaginou se as pessoas percebessem o resultado do seu trabalho sem ao menos você abrir a boca? O que seria de você se as pessoas soubessem verdadeiramente o que você faz além das palavras que você fala? Pior ainda seria extrapolar a expectativa que as pessoas têm sobre você.

3) Viva um minuto de cada vez sem definir objetivos futuros.

Se todos vamos morrer, qual o sentido em viver fazendo planos? Para quê perder esse tempo valioso de vida com o futuro certo? Fernando Pessoa dizia que somos todos cadáveres adiados. E ele tem razão. Então não precisamos fazer nada demais. Para de perder seu tempo conquistando amigos, amando as pessoas, propagando o respeito. Também não construa legado algum. Muito menos de coisas boas. Você não precisa se preocupar com isso. E quando você se for, vão falar de você. Já falam sobre você enquanto vivo, podendo se defender, imagina morto? Eu tenho minhas dúvidas se você voltará para puxar os pés daqueles que falam mal de você na sua morte. Imagino que deva ser muito ruim não poder se defender, então talvez seja melhor não dar motivos para que falem mal de você. Talvez seja melhor dar motivos para falarem bem. E motivos para sentirem sua falta. Talvez você queira ser muito além de um cadáver adiado. Na verdade, uma boa pergunta é: “o que você quer ser, além de um cadáver adiado?”

4) Invista todo o seu dinheiro em coisas que você não usa e não precisa.

Oras, se você não tem objetivos futuros (inclusive financeiros), para quê guardar dinheiro e investir naquilo que realmente fará a diferença? A pior coisa que você pode fazer é definir prioridades financeiras. Isso acabaria com as suas mordomias instantâneas. E também te possibilitaria pensar a médio e longo prazo, afinal, você teria dinheiro para investir em você, na sua carreira, na sua família ou seja lá onde for. É terrível pensar em crescer, não é?

5) Reclame diariamente e se esforce para ver o lado negativo de todas as situações.

Esquece. Isso não vai dar certo. É perda de tempo. Tá um lixo essa lista aqui. Até você poderia fazê-la melhor.

6) Procure sempre fazer coisas que não vão te ensinar nada.

Aprender não é necessário.Você já sabe andar e falar, não é mesmo? Então pronto. Você já sabe tudo o que precisa saber para ter uma vida melhor.Ter mais informações, conhecimentos e sabedoria seria um desastre para o conforto. Quanto menos você aprender, para menos oportunidades você poderá se eleger. E, sejamos sinceros, ter escolhas não é bom...

7) Vá viajar e poste uma foto com a legenda “tá chato”.

E mesmo que esteja legal, coloque essa legenda. E mesmo que você tenha trabalhado o ano inteiro para tirar as suas férias, coloque essa legenda. E mesmo que você tenha parcelado a viagem, coloque essa legenda. E mesmo que você esteja se divertindo, coloque essa legenda. Não há nada mais divertido do que ser irônico com a sua própria vida. E nada melhor do que desvalorizar (linguisticamente) as suas conquistas.

8) Não se organize.

Organização é para os fracos. Os fortes se viram nos 30. Você não precisa otimizar seu tempo. Você tem tempo de sobra para não fazer nada, inclusive procurar na sua bagunça - a roupa perdida, o dinheiro gasto, o compromisso que você marcou e o recado que você deveria dar.Afinal, o que você faria se te sobrasse mais tempo livre no seu dia? O que faria se você pudesse ficar despreocupado com as coisas que devem ser feitas no dia porque está tudo registrado para te lembrar? O que faria se encontrasse a caneta no lugar da caneta e o papel no lugar do papel? A vida não seria tão inesperada e você teria que se acostumar com essa monotonia. Acredite, não é legal.

9) Não faça hoje o que deve ser feito hoje.

Esqueça essa ideia de responsabilidades. Isso é coisa de quem tem disciplina. Prometa que irá cumprir o máximo de vezes que puder e finja que esqueceu. Prometa prazos impossíveis. Prometa para si mesmo que fará e pregue uma pegadinha em você mesmo.Se você começar a fazer as coisas necessárias, você começará a ganhar credibilidade, confiança e respeito. Isso é terrível para o fracasso. Então, não faça - apenas.

10) Acredite que ter boas habilidades é uma questão de gene e seus pais são os culpados por você ser assim.

Já está decidido. Metade do seu DNA é do seu pai e metade é da sua mãe e você não pode fazer nada a respeito disso. Desde quando você nasceu, você está destinado a ser apenas a marionete dos seus cromossomos. Não importam os seus desejos, a sua própria história de vida, o que você pode aprender ao longo do caminho, não! Nada disso fará a menor diferença, está tudo programado! Se o seu DNA não tem o talento - o dom - então você tá fora do rol de pessoas incríveis.Coisas muito estranhas aconteceriam se passasse a acreditar que a responsabilidade de você se tornar quem quiser é inteiramente sua. Os orientais têm familiaridade com essa estranheza - acreditam em habilidade desenvolvida ao invés de talento nato. São tão inocentes que acabam se esforçando para serem melhores. Algumas pessoas têm sorte nessa vida e você também não tem. E não se canse de ser refém de uma vida pacata.

 

Marcio Suzuki | Consultor Comportamental

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: fracasso gestão de tempo hábitos motivação motivacional pnl sucesso