Mais comentada

Motivação pessoal faz a diferença

Ao tratar sobre esse assunto, surgem alguns questionamentos, como: O que é motivação? O que gera motivação? O que ela acarreta no indivíduo? Enfim, por que é importante?

Motivação, do Latim movere (mover), segundo o dicionário Michaelis, motivação é uma série de fatores, de natureza afetiva, intelectual ou fisiológica, que atuam no indivíduo, determinando-lhe o comportamento. Como aponta o Dicio, para a psicologia, é a reunião das razões pelas quais alguém age de certa forma; processo que dá origem a uma ação consciente; usando ainda do jurídico, é a demonstração do motivo, da origem de.

Mas o que leva uma pessoa a estar motivada? Há diversas teorias tratando sobre o assunto, entre elas, há a teoria da Pirâmide de Maslow, ao qual muitos já consideram ultrapassada, na qual diz que a motivação surge ao serem supridas as necessidades fisiológicas, de segurança, sociais, de autoestima e de auto realização, respectivamente.

Para Frederick Herzberg, a motivação é alcançada através de fatores higiênicos e motivacionais, no primeiro, há estímulos externos que melhoram o desempenho e a ação de indivíduos, mas que não consegue motivá-los, apenas evitar a insatisfação; já no segundo, há fatores internos, sentimentos gerados dentro de cada indivíduo a partir do reconhecimento e da auto realização gerada através de seus atos.

Já a teoria das necessidades adquiridas, de McClelland, está voltada para três necessidades (de realização, de poder e de associação), as quais se apresentam em níveis diferentes em cada pessoa, porém, mesmo que seja em quantidade mínima, sempre haverá um pouco de cada. Essas três necessidades correspondem aos níveis mais altos da pirâmide de Maslow e aos fatores motivacionais de Herzberg. Na necessidade de Realização, há a busca pela realização pessoal; na necessidade de Poder, há o desejo de impactar, influenciar e comandar as outras pessoas; e na necessidade de Associação, há a busca pela amizade, preferindo situações de cooperação à competição, sempre desejando relacionamentos com alto grau de compreensão mútua.

Um indivíduo que está motivado, como destaca Stephen Robbins, “se mantêm na realização da tarefa até que seus objetivos sejam atingidos”. Porém, vai além disso, quando há motivação por algo, há uma busca de forma mais entusiasmada, a pessoa é mais feliz, no caminho até seu objetivo, por estar determinada a alcançá-lo. Como fala Eric Vazzoler, os indivíduos motivados realizam tudo com satisfação, confiança, comprometimento, são mais criativos e autossuficientes. Sendo assim, em teoria, os resultados são alcançados mais rapidamente e com mais eficácia, além disso, em casos de empresas, com mais engajamento e responsabilidade.

É óbvio, que nem sempre estaremos motivados, pois diversos fatores afetam nosso ânimo, como: nível de humor, estado de espírito, o ambiente que nos rodeia, as pessoas do nosso círculo social e elementos externos à nossa pessoa. Entretanto, é necessário ter resiliência e buscar se motivar novamente, encontrar algo que tenhamos o interesse, a vontade de realizar.

Porém, para decidir o que queremos fazer, é necessário ter uma visão, saber onde queremos chegar, com isso, poderemos traçar objetivos e planejar caminhos para atingi-los. Quando sabemos onde queremos chegar, nos motivamos a realizar determinadas ações, até mesmo, ações que não seriam tão motivadoras, em outras situações. É importante destacar que os fatores motivadores não são os mesmos para todas as pessoas, varia conforme as aspirações de cada um.

Ronaldo Nogueira, que escreve para o Freesider, dá algumas dicas para quando se está desmotivado, são elas: escutar músicas que você gosta e te animam; assista a vídeos motivacionais; não superestime seus erros, eles fazem parte do processo, então os encare simplesmente como um resultado diferenciado, diferente do esperado e não como falha ou fracasso; valorize seus acertos e vitórias, independentemente do tamanho deles, dê valor aos seus acertos, suas conquistas e vitórias; encare os problemas de frente, ao enfrentar alguma dificuldade ou problema, procure encarar com bravura e coragem, dando-se o poder e bancando aquilo que tiver que acontecer; viva no presente, procure ver o lado bom das coisas e das situações. Não olhe para o passado e nem se preocupe com o futuro, pois eles já fogem do seu alcance.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: ânimo empresa equipe Eric Vazzoler Herzberg indivíduo Maslow McClelland motivação organização pessoal pessoas Pirâmide de Maslow recursos humanos rh Ronaldo Nogueira Stephen Robbins