Mais comentada

O direito é de suma importância na administração

Entenda como esse sistema funciona na sociedade, como ele interagem, como viabiliza, o que acontece realmente no cotidiano desta área tão relevante para as ciências contábeis

iStock

O Direito é uma das peças fundamentais para as empresas e comunidade, pois é através desta fonte que se tem a base das informações e conceitos, normas e regras, que norteiam a administração das empresas em geral, tanto privadas, quanto públicas.

Pois, não se pode dizer que não cumpriu porque não é conhecedor de tal lei, pelo contrário, é fundamental que as empresas estejam atentas a todas as normas e regras e suas atualizações para fazer um trabalho ético e a contento para os seus clientes.

Visualizando um pouco mais além do presente, caso as normas que não estão sendo cumpridas hoje, poderá ser cobrada mais tarde com ônus de juros, multas e responsabilização dos administradores e contadores, chegando até as conseqüências de prisão dos responsáveis. Por isso, não se pode negligenciar o envolvimento com as leis.
E neste sentido pode-se conceitua o Direito como “sistema de normas de conduta imposto por um conjunto de instituições para regular as relações sociais”. Portanto, as leis do direito é que norteiam as regras e normas dos homens da sociedade, para pode haver harmonização da mesma.

Após, conceituado direito, precisa-se abrir o leque para entender como esse sistema funciona na sociedade, como ele interagem, como viabiliza, o que acontece realmente no cotidiano desta área tão relevante para as ciências contábeis.

A principal fonte do direito é a lei. E lei tem a finalidade, segundo Oton Lustosa (apud em ESPULADOR, 2009, p.4): “da harmonia paire, serenamente, sobre a terra... É Para isso que existem as leis. O homem é inteligente: inova, modifica, cria... destrói!” e continua afirmando que “Assim como o próprio homem teve de inventar a lei: para reger suas próprias ações ou omissões” e complementa afirmando que o homem inventou “a lei, que no fundo, é instrumento da paz social, da harmonia e felicidade. Eis a essência da lei!”.

A doutrina jurídica é o que os juristas, escritores, estudiosos do direito, escrevem sobre as leis e interpretações delas e passam isso para livros e escritas. É de suma importância para o direito esta doutrina, pois traz explicações mais apuradas sobre leis e consegue ampliar o leque de repasse do assunto específico. Portanto, com uma valiosa contribuição, o que já foi até obrigatório.

Já jurisprudência, outro ponto importante para entender o direito, é as situações complementares sobre as leis, visto que muitas vezes elas não trazem em suas escritas fatos mais concretos de como agiria em determinada situação.

Os negócios jurídicos nada mais são que a expressão da vontade de terminada pessoas, grupos, empresas, entre outros de deixar documentado uma decisão ou acordo que venha ser feito entre partes, sobre determinado assunto, para resguardar-se de futuros problemas de discussão sobre algum assuntos.

E costume, resumidamente, são as regras que determinada sociedade possui, que tribos, que grupos específicos possuem como verdade, ou seja, lei, para regrar a convivência.

Após uma exposição sobre toda uma base do direto, pode-se concluir que é de fundamental importância para a estrutura de sociedade como estrutura empresarial e física todos os entendimentos do direto e o que cada ponto interfere em nosso dia-a-dia e quais são essas interferências significativas.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(8)