O que é o topo para você?

Será satisfação completa sinônimo de felicidade? E essa tal felicidade exige que tudo esteja absolutamente solucionado, harmonizado e alegre?

Abraham Harold Maslow um psicólogo americano em seus estudos criou o que chamamos de Pirâmide de Maslow, ou Hierarquia de necessidade de Maslow. Nela, temos como a base as necessidades mais básicas do ser humano, como respirar, se alimentar, dormir. Essas necessidades vão crescendo hierarquicamente até alcançar o nível de “realização pessoal” que é onde o indivíduo encontra-se em plenitude existencial, sendo detentor em sua vida daquilo que o traz plena satisfação.

Mas será que plena satisfação significa realização por completo? Ter todas as necessidades humanas supridas é pré-requisito para plenitude? Será satisfação completa sinônimo de felicidade?

E essa tal felicidade exige que tudo esteja absolutamente solucionado, harmonizado e alegre? O topo da realização humana seria felicidade? Então se eu tiver todas minhas necessidades básicas supridas, todos meus desejos tão particulares, todas minhas idealizações concretizadas diante de mim, todas as conquistas materiais supridas; o emprego dos sonhos, com um salário robusto. É o lugar onde as circunstâncias são totalmente dominadas e eu tenho total equilíbrio? Seria isso então a felicidade?

Ou será possível encontrar a plenitude interna sem obter todas as realizações pessoais? É possível estar feliz sem manifestar demonstrações de alegria? Ou a alegria é somente um êxtase passageiro caracterizado por sorrisos?

São questões que nos fazem refletir que como humanos nosso interior é um universo onde cada um pode encontrar um motivo ou um ideal para ser feliz. Muitas vezes o ideal não é conquistado, outras vezes perdido. E se perdido, somos capazes substituirmos em nós uma razão para sentirmos plenos?

O que será que Maslow quis dizer com realização pessoal? Será mesmo necessário nos auto-realizarmos para ter um sentimento que complete tudo até não sobrar espaço para o incomodo? Se a plenitude for o topo da pirâmide, e a plenitude for felicidade, como é possível você estar lá?

Avalie este artigo:
(1)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: carreira comportamento recursos humanos

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração