Mais comentada

Pare de reclamar

Para cada reclamação, existe uma oportunidade de ação.

Infelizmente, reclamar tem se tornado o hábito de muitos jovens. Reclamam da vida, da própria aparência, das atitudes das pessoas, da economia atual… E a lista nunca termina. Isso acontece ,pelo fato de que, ao reclamar, surge a falsa sensação de estar fazendo algo pela situação porém, com quase nenhum esforço. É mais fácil reclamar que tomar uma atitude e resolver o problema efetivamente.

Reclamar contamina e vicia. Todos os dias você escuta na escola, na faculdade, no trabalho ou até mesmo em casa, alguém fazendo alguma crítica sobre algo e, se não estiver atento, em pouco tempo você estará reclamando junto e, em breve, estará ajudando a espalhar esse mau hábito por onde quer que esteja.

E como nós, da LIGA JOVEM EMPREENDEDOR, fundamentamos tudo o que ensinamos, aqui vai uma pesquisa de resultados: a Universidade de Stanford realizou um estudo científico e concluiu que uma pessoa exposta a 30 minutos diários de reclamação acaba acarretando danos físicos em seu cérebro. A reclamação tem a capacidade de destruir os neurônios da área do cérebro responsável por resolução de problemas. E o estudo não para por aí: também afirma que esse hábito corrosivo também drena a energia da pessoa.

Então, fique atento, jovem: a reclamação aprisiona em uma sequência infinita de fracasso e faz enxergar como se o problema fosse insolúvel, mesmo que os de outras pessoas sejam mais complexos que os seus.

Mas não precisa (e não deve!) ser assim. Essa não é uma atitude digna de um jovem empreendedor.

Para cada reclamação, existe uma oportunidade de ação.

Sempre que um problema surgir – seja qual for, em qualquer área, e você notar o antigo hábito de reclamar tentando se infiltrar em sua mente, pare e raciocine: como posso agir para mudar essa situação?

Na maioria das vezes, haverá algo que você possa fazer e, por menor e mais insignificante que pareça ser, faça! Caso a resolução não esteja em seu alcance, ainda há algo que você pode fazer – mudar de postura diante do problema.

Entenda que, se a reclamação é um hábito que te acompanha há anos por que você aprendeu, é possível, sim, desaprender.

 

Referências:
Stanford University – www.stanford.edu

Texto originalmente publicado em www.ligajovemempreendedor.com

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)