Se você está na chuva, procure pelo arco-íris

Uma pessoa com a mente ligada no status vencedor, sabe que vai ter de enfrentar tempo ruim. No entanto, em vez de focar suas atenções para a força da chuva, ela é capaz de observar no clarão dos raios, um caminho a seguir. E mesmo diante de toda escuridão, ela é capaz de procurar o arco-íris que a atravessa.

Neste exato momento, há muitas pessoas se sabotando. Com medo das tempestades que o mundo competitivo traz, ficam acomodadas, só aguardando que mudanças aconteçam e que as beneficie.

Uma pessoa com a mente ligada no status vencedor, sabe que vai ter de enfrentar tempo ruim. No entanto, em vez de focar suas atenções para a força da chuva, ela é capaz de observar no clarão dos raios, um caminho a seguir. E mesmo diante de toda escuridão, ela é capaz de procurar o arco-íris que a atravessa.

Enquanto a maioria está paralisada pelo medo, contando os minutos para as desgraças, ela enxerga a beleza das flores que agradecem pela água que cai. Diante dos temporais da vida, em forma de problemas, dificuldades, crises desafios, ela enfrenta o que vier, até realizar seus objetivos e sonhos.


A ÚNICA COISA QUE DESTRÓI AS DESCULPAS SÃO OS RESULTADOS. E PARA VOCÊ TER RESULTADOS, PRECISA PARAR DE DAR DESCULPAS.

Se você está em meio a uma série de dificuldades, enfrentando todo tipo de tempestade na sua vida, o que pode significar uma crise financeira, no relacionamento, na vida profissional, acredite: é nesse momento que você mais cresce. Não espere a chuva passar, ou seja, as coisas se resolveram por conta própria. Você não exerce poder sobre a chuva que cai das nuvens, mas, tem praticamente poder absoluto sobre as decisões que irá tomar, as atitudes que terá diante das crises e tempestades que surgirem na sua vida.

É exatamente em meio a esse vendaval, granizo, raios, e aguaceiro, nessa tormenta de adversidades que talvez esteja encarando, que tem de mostrar como sua mente é forte, como seu status mental está ligado no modo de campeão, como sua sintonia mental está focada em encontrar uma estação sem ruídos.
Sou adepto a ideia de que é nas dificuldades, nas crises, que mais crescemos e evoluímos. Infelizmente, em momentos onde tudo vai bem, a tendência é que relaxemos.


Eu percebi mais claramente isso num dia em que fazia minha corrida matinal.
Com um sol de lascar logo pela manhã, eu corria numa velocidade baixa, aproveitando a paisagem, observando o movimento das folhas das árvores e o cantar dos pássaros. Cumprimentava as pessoas que vejo todas as manhãs em que corro. De repente o tempo virou e começou a escurecer. Apressei um pouco o passo, mas como era apenas uma garoa que caía, dava para continuar calmamente, além de aproveitar para diminuir o calor, e contemplar aquelas gotas vindas do céu na hora certa.
Com aquela garoínha, os pássaros estavam polvorosos, deixando ainda mais linda aquela manhã, antes ensolarada, e naquele momento escurecida pelas poucas nuvens que apareceram.


Mas, rapidamente, o tempo escureceu de vez, e a chuva se intensificou. Raios brilhavam no céu e faziam grande estrondo. Começou a cair pedriscos. Nessa hora, eu, e tantas outras pessoas que já estavam meio cansadas, fomos bem depressa, com receio do perigo que corríamos, sobretudo, por ser uma via bastante arborizada, aumentando o risco de acidente com raios. Enquanto eu corria, uma senhora que aparentava ter mais de 60 anos, vinha na direção contrária, e notei que ela reduziu seu ritmo. Imaginei que poderia estar com problemas, e apertei o passo mais ainda para poder ajudá-la. Para minha surpresa, quando cheguei próximo dela e perguntei se precisava de apoio, me respondeu: “não, obrigado, só diminuí a velocidade para olhar o arco-íris, mas já retomo a corrida, pois realmente está perigosa essa chuva com granizos”. Fiquei fascinado com sua resposta. Mesmo em meio à uma pequena tempestade, ela conseguiu contemplar a beleza do arco-íris.


Duas lições valiosas diante desse momento que vivi:


1) Quando tudo estava bem, os corredores relaxaram, estavam despreocupados. Mas, bastou surgir uma dificuldade, que, mesmo cansados, alguns provavelmente com dores nas pernas, correram como atletas olímpicos. Foi no momento de maior dificuldade que, apesar do cansaço, do medo, e da dor, que mais empreenderam força e velocidade. Trazendo isso para o mundo empresarial, por exemplo, quando uma empresa vai bem, com lucro e dinheiro no caixa, a tendência é que seus donos, líderes, relaxem, gastem mais do que o necessário, e até esbanjem. Nessas ocasiões, a maioria não está nem aí para os custos. Viajam, compram carros de luxo, investem em imóveis para o lazer. Todavia, quando algo dá errado, e os lucros e o caixa diminuem, todos ficam ligados, procurando reduzir gastos, custos, correm atrás de novos clientes, realizam treinamentos para aumentar as vendas, gerenciam com mais austeridade os recursos. Se aprenderem a lição, terão uma empresa mais saudável e bem administrada, não caindo na armadilha de relaxarem quando as contas estiverem em ordem novamente. Na vida pessoal é a mesma coisa. Um casal de namorados, por exemplo, quando tudo está em bem, o parceiro ou a parceira não manda mais flores, não elogia, não ficam tanto tempo juntos, nem passeiam de mãos dadas no fim de uma tarde de domingo. Mas, diante de qualquer contratempo, ou ameaça externa, um ou outro manda mensagens carinhosas, tece mais elogios, compra e entrega flores, e convida para irem debaixo de uma árvore, sentados no banco de uma praça para namorarem, enquanto observam o pôr-do-sol. Ambos poderão sair mais atenciosos e amáveis, evoluindo a relação à dois para uma união adorável e uma vida feliz.

2) Mesmo diante de toda crise, intempérie, dificuldade, olhe para algo bom, que faça você tirar o foco do sofrimento, do perigo. Isso não quer dizer ignorar os riscos, as adversidades. Significa apenas enxergar esperança, possibilidades, e a beleza que geralmente andam juntas com todos os riscos inerentes à nossa marcha do sucesso.
Por isso, precisamos compreender que é quase sempre nas crises, nos momentos difíceis, na tempestade nossa de cada dia, que mais ficamos ligados e antenados. É em momentos assim, que quem tem uma mente vencedora, mais se movimenta, procurando otimizar os recursos, seja na vida pessoal ou profissional.

Aplique o que aprendeu aqui, e crie sua mente de vencedor, para que ela fique sintonizada na frequência positiva, aprendendo que, mesmo diante do temporal, o ideal é manter os olhos e a mente atentos em tudo o que é positivo, pois, assim, terá o privilégio de contemplar a beleza que existe por detrás de toda a escuridão.

Forte abraço, fique com Deus, sucesso e felicidades sempre.

Mantenha contato comigo pelo WhatssApp, quero poder ajudar mais você com vídeos e textos inspiracionais: 42-9-9913-2888

Prof. Paulo Sérgio

Palestrante

www.professorpaulosergio.com.br

VISITE MEU SITE, E BAIXE O PRIMEIRO CAPÍTULO DO MEU LIVRO MENTE DE VENCEDOR, gratuitamente.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)