Mais comentada

Conceito de Inteligência Competitiva

Conceito de Inteligência Competitiva
*Alfredo Passos

O que é Inteligência Competitiva?


Inteligência Competitiva, segundo Kahaner (1996), citado pelo Professor Jerry Miller em O Milênio da Inteligência Competitiva, Bookman, 2002, é um imperativo devido a fatores como a velocidade dos processos de negócios, a sobrecarga de informações, o crescimento global do processo competitivo com o surgimento de novos participantes, a concorrência cada vez mais agressiva, as rápidas mudanças tecnológicas e as transformações acarretadas pela entrada em cena global de entidades como a União Européia (UE) e o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

A inteligência estratégica
, por exemplo, põe em relevo seu relacionamento com a tomada de decisões estratégicas e com a comercialização e ou desenvolvimento dos produtos.

A inteligência do mundo dos negócios
incorpora a monitoração de uma ampla gama de fatos novos ao longo do ambiente ou mercados externos de uma organização e seus negócios.

A inteligência competitiva
concentra-se nas perspectivas atuais e potenciais quanto a pontos fortes, fracos e nas atividades de organizações que tenham produtos ou serviços similares dentro de um setor da economia.

A inteligência concorrente serve para desenhar o perfil de uma organização específica. Qualquer que seja o seu foco, o processo de inteligência passa por fases como:

* A identificação dos responsáveis pelas principais decisões e suas necessidades em matéria de inteligência;
* A coleta de informações;
* A análise da informação e sua transformação em inteligência;
* A disseminação da inteligência entre os responsáveis pelas decisões.

A situação atual da inteligência como profissão

No livro citado acima e fonte deste texto, Professor Miller pergunta: “que empresas estão usando e fazendo inteligência?”

Sua resposta publicada no livro orginal em 2000, é exatamente a situação que vivemos no Brasil neste início de século XXI, ou seja, em 2008.

Ainda a maioria dos gerentes reúne informação, e alguns a analisam.

Empresas de setores altamente competitivos tendem a estabelecer um processo mais formal de inteligência. Companhias que desenvolvem novos mercados, produtos, serviços e/ou processos de negócios baseiam seus movimentos num volume muito grande de inteligência.

Na maioria dos casos, as empresas que mantiveram sua fatia de mercado e seu desempenho ao longo da última década foram aquelas que agiram com inteligência - embora não seja esta uma regra sem exceções, afirma o Prof. Miller.

*Alfredo Passos, Autor, Consultor - KMC, Professor ESPM.
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: competitiva conceito de inteligencia o