Entenda a principal diferença entre poupar e investir

Para cuidar bem de suas finanças pessoais, entender as diferenças entre poupar e investir é fundamental.

Embora o “poupar” e o “investir” muitas vezes sejam tratados como sinônimos, há uma grande diferença entre esses termos. De forma rápida: quem poupa busca economizar e quem investe busca multiplicar seus recursos.

Quer saber um pouco mais sobre poupar e investir? Acompanhe a seguir:

O que é poupar?

Poupar significa guardar uma certa quantia, ao mês por exemplo, destinada para adquirir algum bem, produto ou serviço no futuro, ou mesmo ter uma reserva par emergências. Para isso muitas pessoas optam por deixar o seu dinheiro na poupança para que no tempo determinado ou desejado aquele valor possa ser utilizado, além de receber algum rendimento.

Com o passar do tempo, o R$ 1,00 de hoje – por conta da inflação – fica defasado e já não terá o mesmo poder de compra. Por isso é importante que ao poupar, você aloque seu dinheiro em aplicações que remunerem pelo menos com o mesmo índice da inflação, sob pena de perder dinheiro e as condições de realizar o que deseja.

E aqui, uma importante dúvida que muitos possuem: vale a pena colocar dinheiro na poupança? Bem, embora a poupança seja uma forma de investimento favorita de muitas pessoas, dada a “segurança” que ela proporciona, com as condições econômicas atuais, a poupança deixou de render satisfatoriamente.

Antes de aplicar o seu dinheiro, é importante pesquisar, se informar e até fazer o cálculo da rentabilidade dos valores que você já têm aplicado, para assim poder manter ou não sua alocação.

E como poupar mais? Em primeiro lugar é preciso verificar a sua situação financeira no presente, bem como realizar um verdadeiro exame sobre o que você consome e gasta. Normalmente tudo se resume em escolhas a serem feitas, abrir mão de algo agora para que se possa ter o que se deseja futuramente. E então tudo vai depender do seu objetivo maior, para que você tenha motivação suficiente para adequar o seu padrão de vida à economia desejada, ou então realizar os seus desejos imediatos.

Também é válido não apenas realizar “cortes” e privações, mas usar e abusar da criatividade para que não se fique sem esse algo. Um exemplo é: ao invés de comprar pizza, que tal fazê-la? Esse é só um pequeno exemplo de como economizar e sem se privar.

O que é investir?

Investir, por outro lado, é colocar o dinheiro que foi poupado em uma situação na qual ele possa render frutos e se multiplicar com o tempo. Trata-se de buscar e almejar rendimentos acima da inflação, contar com a “mágica” dos juros compostos, e deixar o seu próprio dinheiro trabalhar para você.

Mas não se iluda, isso não é tão fácil assim e vai requerer atenção da sua parte frequentemente.

De modo geral, podemos até dizer que poupar significa buscar segurança financeira e investir significa buscar a liberdade financeira.

Poupar ou investir? E agora?

Bem, saber se você está na fase de poupar ou de investir vai depender de suas aspirações e a própria fase que vive atualmente. Faça uma lista com seus objetivos com relação às finanças e tenha controle sobre tudo o que ganha, gasta, poupa e investe.

Faça também um teste de perfil de investidor (há vários na internet), que é essencial para que você tenha tranquilidade e trabalhe de acordo com o seu perfil. Sem ter o conhecimento do perfil, há o risco de ter que resgatar aquele dinheiro investido, de uma hora para outra, e perder rentabilidade ou mesmo não conseguir fazê-lo (há diversos investimentos que possuem carências). Do contrário, você correrá o risco de não ter segurança e muito menos liberdade financeira.

Conhecimento financeiro nunca é demais!

Estude sobre finanças e defina suas metas e estratégias. Ter um pouco de conhecimento financeiro, embora possa não ser sua área, pode lhe ajudar (e muito). Caso prefira, opte por um coach financeiro, que poderá lhe ajudar a tomar decisões importantes e a manter a sua saúde financeira.

Nunca se esqueça: você é o responsável por seu futuro financeiro. Assuma de uma vez o controle de sua vida, pois você é quem tem o poder para decidir o que é melhor para você.

Se estiver precisando de mais ajuda, fique à vontade em me contatar

Forte Abraço

Luis Fernando Freitas

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: dinheiro finanças investimento