O que torna um país desenvolvido?

Eu tenho certeza de que não é uma receita de bolo absoluta, mas eu acredito que esteja intrinsecamente ligado a riqueza gerada no país, portanto, é através da geração de renda e de novos negócios que podemos ver novas oportunidades de gerar novos negócios e novos empregos.

Durante a maior parte da história, a economia permaneceu mais ou menos do mesmo tamanho. A produção per Capita continuou estática. Mas tudo isso mudou na era Moderna.

Em 1500, a produção global de bens e serviços era equivalente a cerca de 250 Bilhões de dólares; hoje, mesmo com a diferença demográfica absurdamente notável, gira em torno de 60 Trilhões. O que é mais importante, em 1500 a produção per Capita anual era, em média, 550 Dólares, enquanto hoje todo homem, mulher e criança produz, em média, 8,8 mil Dólares ao ano. Acredite ou não, a classe média de hoje vive mais, melhor e com mais saúde do que a soma de todos os nobres do antigo período.

O que explica essa mudança tão impressionante dentro de 500 anos? 

A maneira de sair da armadilha só foi descoberta na era moderna, com o surgimento de um novo sistema baseado na CONFIANÇA no Futuro. O Crédito nos permite construir o presente à custa do futuro. Se pudermos construir coisas no presente usando receitas futuras, abre-se diante de nós uma série de novas oportunidades maravilhosas.

Dito em termos econômicos, antigamente as pessoas e o gorjo político e econômico acreditavam que a quantidade total de riqueza era limitada, se é que não estava em declínio. Portanto, as pessoas consideravam uma má aposta presumir que elas pessoalmente, ou seu reino, ou o mundo inteiro estariam produzindo mais riqueza dali a dez anos.

Por isso que muitas culturas concluíram que ganhar montes de dinheiro era pecaminoso (Até hoje isso é amplamente difundido por culturas religiosas e até ideologias políticas). A visão dessas pessoas é o seguinte; Se um bolo é sempre do mesmo tamanho, e eu tenho um pedaço grande dele, significa que eu devo ter pegado a fatia de alguém. Se o bolo global permanecia do mesmo tamanho, não havia margem para crédito. O Crédito é a diferença entre o bolo de hoje e o bolo de amanhã (Que pelo fenômeno da inflação, jamais será do mesmo tamanho). Se o bolo continua igual, porque conceder Crédito?

A ideia de progresso se baseia na noção de que, se admitirmos nossa ignorância e investirmos recursos em pesquisa, as coisas podem melhorar. A ideia logo foi traduzida, quem acredita no progresso acredita que descobertas geográficas, invenções tecnológicas e avanços organizacionais podem aumentar a soma total da produção do comércio e da riqueza humana (E AQUI ESTÁ O QUE EU QUERO TE ENSINAR).

Segue exemplo: Alguém pode abrir uma nova padaria especializada em bolos de chocolate e Croissants sem fazer com que as padarias especializadas em pães integrais possam ir à falência. Todo mundo simplesmente desenvolveria novos gostos e seu povo escolheria o que iriam degustar à tarde ou de manhã (Vou me ater só ao consumismo para não me estender a falar sobre a geração de empregos e quantas famílias seriam beneficiadas).

Concluindo, você pode ser rico sem que eu me torne mais pobre por isso, você pode ser obeso sem que pessoas morram de fome diretamente por sua causa. O bolo do mundo inteiro pode crescer, o que falta é focar na geração de riqueza!

Avalie este artigo:
(1)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: crescimento desemprego economia Economico empreendedorismo emprego Pobreza Política Riqueza

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração