Mais comentada

Planejamento Empresarial

Um planejamento empresarial coerente e responsável deve priorizar as etapas de detalhamento, planejamento e execução de forma eficiente e eficaz. É de grande importância o controle de uma organização à medida que não há como se prever as transformações futuras.

Lucia Helena,

Planejamento empresarial requer uma ferramenta de grande relevância para ocontrole da gestão, pois, a cada dia que passa o fluxo de informações dentro de umaempresa fica maior e mais complexo, tornando difícil a tomada de decisão.A empresa moderna precisa de um contador altamente qualificado e ativo nosistema, nos processos, gerando informações para servirem de base para tomadas dedecisões.O sistema organizacional moderno, que quer sobreviver, competir e expandirnecessita de profissionais que consigam ter uma visão ampla, aplicando princípiossadios, que abrangem todas as atividades empresariais, desde o planejamento inicial atéa obtenção do resultado final.A nova economia movida pela internet acelera a integração entre fornecedores eclientes e se torna cada vez mais uma condição necessária para a empresa do novomilênio.É necessário, que as empresas busquem adotar metodologias de trabalho quesejam dinâmicas e que lhes proporcionem maior competitividade, velocidade e baixocusto.Teorizar esse conteúdo evidencia a dificuldade de se combinar tecnologia etalentos, pois, disseminar conhecimento e estar à busca constante da qualidade total naprodução, com agilidade, compromisso com a sociedade e antenado para a concorrênciaglobalizada, constitui um grande desafio à eficiência e à eficácia da moderna gestão.Este novo cenário permite a utilização de ferramentas que irão tornar disponívelao tomador de decisões as informações necessárias para aumentar o controle e oconhecimento do seu negócio, bem como demonstrar o efeito de cada componente decusto ou receita na análise dos resultados empresariais.Uma nova frente de trabalho se abre com este novo papel, que está além dasaplicações rotineiras da contabilidade colocando o contador em uma nova postura juntoao seu cliente para estabelecer estratégias para melhorar os pontos fortes e fracos enortear uma nova rota a seguir.A atualidade direciona o sucesso de qualquer organização empresarial para asmãos do gestor que apresentar a capacidade e a sensibilidade para eliminar fronteirasque separem pessoas, tarefas e lugares em prol da eficácia de todo o sistema.Qualificação ProfissionalO futuro é muito promissor para aqueles que se reciclarem, pois a velocidade dasinformações nos dias atuais exige que o contabilista seja um profissional ágil atento àsmudanças, prazos e normalizações.Este profissional deve ser competente que busca a qualificação e não seacomoda, deve ser perseverante e estar disposto a enfrentar desafios e obstáculos, deveser ético e também, comprometido com as questões sociais.A abertura da economia aos produtos estrangeiros, a pressão por qualidade dosprodutos e a acirrada competitividade faz com que as empresas procurem se adequar aosnovos tempos, exigindo um novo posicionamento do profissional da área contábil.Os clientes têm mudado suas necessidades, criando a expectativa de que asempresas precisam prover melhor qualidade, com melhores serviços e com garantia deresponsabilidade social.Diante dessa questão o profissional contábil deve estar atento aos novosparadigmas que surgem, abandonando o que estiver ultrapassado.O mercado tem demonstrado que os profissionais da atualidade têm que mudar,atualizar, identificar as necessidades da sociedade e das entidades, fornecer informaçõesmais objetivas, com qualidade e ser adaptável e estar preparado para mudanças.As expectativas do mercado são grandes e percebe-se que este novo profissionalnão deve ter sua formação limitada às atividades tradicionais da profissão.Observa-se que a sobrevivência não só da classe profissional bem como dasorganizações contemporâneas dependem da capacidade de adaptação aos novosmodelos de gestão, oriundos de um novo contexto, onde os cenários econômicos,tecnológicos, científicos e sociais estão cada vez mais complexos. Entretanto, faz-senecessário mencionar que a despeito de inúmeras opiniões, é importante umareformulação no sistema educacional, de forma a permitir que os novos profissionaisaportem ao mercado com uma qualificação suficiente para esta nova realidade.É importante destacar que, neste processo de mudanças, nem sempre claramenteperceptível a todos, a educação é uma solução de primeira linha, com o objetivo deformar contadores profissionais competentes, que possam contribuir efetivamente para asociedade na qual exercem suas atividades e para a profissão da qual fazem parte.Desta maneira o profissional tem de estar atento na formação de sua carreira,pois a profissão contábil tem assumido um papel de grande importância para asociedade no contexto sócio econômico. O Contador para acompanhar o processo daglobalização deve ter uma formação cultural acima da média e para que isto ocorra, oContador de nossos dias precisa ampliar a sua formação cultural para que tenhacondições de orientar as empresas para a prosperidade, para a eficácia da riqueza.A preparação acadêmica deve incluir crescentes quantidades de treinamentoholístico, pois a contínua melhoria profissional é a chave da manutenção dacompetência do contador, e essa educação continuada deve ser uma constante na vidado profissional, pois os conhecimentos de hoje pode não atender às necessidades doamanhã.Desta forma, a expectativa é de que a capacitação assuma a sua funçãoestratégica, como instrumento capaz de interferir na contextualização de habilidades econhecimentos que estão sendo requeridos para o mundo moderno.DIRECIONAMENTO DE AÇÕESAs organizações através de sua gestão holística precisam delinear no plano deação para mudança de qualquer atividade ou direcionamento de ações ligada à suacompetitividade, produtividade ou criação de novos produtos, um minuciosolevantamento das atividades que desenvolvem, por meio de diagnósticos específicos.Essas precisam aprender a focar cenários para o objetivo de seu negócio, testalosquantifica-los com ajuda de modelos de simulação eficientes que reproduzam alógica do mercado.Para se manter uma gestão dinâmica e eficiente, é necessário que as atitudesgerenciais visem o acompanhamento da lógica do mercado, visando acompanhar astendências, aprendendo com o mercado em constante renovação, aproximando-se dosmercados, atribuindo responsabilidades e direcionando atividades de forma que se possamudar rapidamente a linha de ação de acordo com as necessidades.Esta estratégia básica permite que os gestores tenham informaçõesfundamentais sobre tais atividades, de maneira que, possam planejar, com segurança, odesenvolvimento de ações que viabilizem a racionalização e a otimização dos recursosdisponíveis.A grande necessidade de um acompanhamento mais ágil e aprofundado nasquestões expostas bem como do desempenho econômico-financeiro das empresas,devido ao cenário globalizado e altamente competitivo em que estamos vivendo, fazcom que seja imperativa a criação de Departamentos de Controladoria e Gestão nasempresas, sejam elas no campo industrial ou em qualquer ramo de negócio.A sociedade moderna, bem como as empresas do novo milênio, necessitam deuma estrutura organizacional bem delineada para a sua sobrevivência, contando comprofissionais altamente qualificados, estes departamentos têm por objetivo a elaboraçãode relatórios gerenciais bastante detalhados, procurando fornecer aos empresários umavisão clara, real e objetiva do desempenho de suas empresas.Todas as atividades gerenciais e de controle são altamente prioritárias e torna-secada vez mais relevante o profissional qualificado. A qualificação é indispensável, bemcomo uma formação acadêmica continuada que assegure ao profissional deControladoria a capacitação suficiente para análise e tomada de decisões.Esse departamento deve visualizar a cadeia do negócio perfeitamente delineadaem todos os seus aspectos, onde cada etapa deve ser cuidadosamente analisada, seja nosinsumos, no processamento, na distribuição, até o cliente final deve ser detalhadamenteestudada e avaliada nos mínimos detalhes.Essa cadeia de decisões necessita estar orientados para clientes internos e para omercado de forma que possam tomar decisões ágeis a partir de situações reais eestratégicas, com disciplina, de forma coerente e completa.Utilizando-se de técnicas de Análise de Demonstrativos Contábeis,Contabilidade de Custos, Administração Financeira, Técnicas administrativas e degestão, o Departamento de Controladoria e Gestão exprimirá os números daContabilidade para um formato acessível, que irá proporcionar a sua utilização nosrelatórios gerenciais como um instrumento para a tomada de decisões conscientes,dentro do novo enfoque e tendências desta nova era globalizada.No entanto, o gerenciamento de uma organização não requer apenas informaçõessobre o ambiente interno dessa mesma organização. O ambiente externo também deveser contemplado no sistema de informações que para ela tiver sido concebido,abrangendo todas as etapas do processo de gestão empresarial, como planejamento,execução e controle.Além da aptidão para sentir o mercado, o gerenciamento eficiente e eficaz devemanter a integridade da estrutura, ter uma visão estratégica e ao mesmo tempodirecionar a empresa para que ela fique a frente da concorrência através de umaexecução mais profissional.A informação é de fundamental importância durante a etapa do planejamento,sendo essa uma fonte de consulta que permite e possibilita conhecer antecipadamentefatores internos e externos que poderão impactar em todos os níveis que se pretendealcançar no futuro.A informação é um suporte indispensável para o planejamento da organizaçãoem todos os setores e abre caminho para o conjunto de ações que deverão serdesenvolvidas durante a execução de planos específicos, de forma que se realizem osobjetivos propostos.A execução necessita de um contexto de informações que propicie meios paraque as atividades planejadas fluam com agilidade e segurança, permitindo a açãoempresarial em todos os níveis de uma empresa, no contesto institucional,intermediário e operacional.A ação de controle necessita de informações como um feed back fornecendorespostas sobre o que está sendo executado, configurando-se como um meio de severificar se os objetivos planejados estão sendo alcançados.Quando o resultado não estiver adequado às necessidades internas e de mercado,então está na hora de se iniciar uma transformação.Dessa forma o controle permite que se possa desenvolver e aplicar mecanismosde ações corretivas necessárias e que possam ser implementadas ainda durante aexecução dos planos anteriormente definidos.Observa-se que o controle gerencial munido de sistemas precisos, cominformações relevantes é indispensável e se apresenta, portanto, como a base dodesenvolvimento organizacional.Sem o controle gerencial, as empresas atuais não conseguirão direcionaresforços rumo à construção de um eficiente sistema informacional, capaz de lhespermitir o acompanhamento e o controle das ações que implementarem e dos resultadosque obtiverem.Sem um sistema informacional eficiente a empresa moderna fica a deriva em ummercado repleto de concorrentes, perdendo a competitividade e capacidade de sedestacar.SISTEMA DE CONTROLE GERENCIALO sistema de controle permite ao gestor através da interpretação dos objetivos daempresa, torna-los exeqüível por meio de planejamento, da organização, da direção e docontrole de todos os esforços realizados em todas as áreas e em todos os níveis daempresa, obtendo a sinergia necessária para atingir tais objetivos.Fica evidente nesse pensamento que o controle gerencial passa a ser umadministrador do sistema, planejando, organizando, dirigindo e controlando o uso dosrecursos organizacionais para alcançar os objetivos da organização de maneira eficientee eficaz.O controle gerencial não está somente ligado intimamente aos problemasfinanceiros da empresa ou as decisões gerenciais de investimentos, de operação dosistema ou de financiamentos, ele está interligado na complexa rede sinérgica daempresa através de uma grande variedade de técnicas analíticas para a geração derespostas rápidas que permitam o gerenciamento eficaz de todo sistema empresarial.O planejamento da organização é um processo contínuo e fundamental na rotinade trabalho onde toda a equipe em sinergia com os objetivos da empresa, sob aresponsabilidade dos gestores, estabelecendo metas e determinando a melhor maneirade atingi-las.A abrangência, a precisão e o refinamento com o qual as análises são conduzidasestão intimamente ligadas a cada situação específica e ao grau de importância nosistema.O planejamento requer de toda equipe envolvida um conjunto previamenteestabelecido, detalhado e ordenado de ações que se articulam e permitam alcançar osobjetivos propostos, utilizando recursos humanos, financeiros, administrativos,procedimentos de controle e avaliação.Pode-se dividi-los em dois tipos: o planejamento estratégico e o planejamentooperacional.O planejamento estratégico nasce no ambiente organizacional, da consciênciadas oportunidades e ameaças do mercado, da definição dos pontos fortes e fracos, dasdeficiências para o cumprimento da missão estabelecendo dessa maneira o propósito dedireção para a organização seguir aproveitando as oportunidades, minimizando os riscose neutralizando as ameaças ambientais.Este planejamento necessita de elementos essenciais a sua estrutura como adefinição da missão da empresa, a definição do papel da organização no seu negócio. Adefinição da visão da empresa a curto e longo prazo, definindo o seu alvo e os seusdesafios e aquilo que se pretende ser no futuro.Os objetivos da empresa, as políticas, e tudo o que possa influenciar a empresanos seus negócios, dentro de uma visão holística de todo sistema, deve ser decidido deforma que fique definido que as ações estratégicas possam ser exeqüíveis para que sepossa cumprir os objetivos definidos a partir do planejamento.A partir desse direcionamento evolui-se para o planejamento operacional que irádefinir e elaborar os planos e os meios de controle relacionados a cada tarefa a serrealizada no nível de execução das operações definidas pelo planejamento estratégico,na definição de políticas e metas operacionais em consonância com as diretrizesestratégicas estabelecidas.Percebe-se que o planejamento operacional é o desdobramento do planoestratégico da empresa em ações que serão realizadas no dia a dia da organização pormeio das atividades que compõem o processo de produção do bem ou serviço.Após a etapa de planejamento inicia-se a etapa de execução, onde as coisas sedesenrolam, acontecem e as ações emergem.A seqüência de ação é evidenciada no processo de controle que vem comocomplemento do planejamento, pois de nada adiantaria um bom planejamento sem umefetivo controle. Trata-se de uma etapa fundamental concomitante à realização dasatividades ao final de cada etapa e após a conclusão do processo, sendo um processoque assegura a consecução dos objetivos organizacionais e administrativos.O controle pode ser feito através de ações de informações antecipadas quepodem tentar prever problemas ou desvios do padrão estabelecido antes que ocorram.Pode ser concorrente, ou seja, enquanto a atividade está sendo realizada ou o controletradicional pelo feed back, que é aquele realizado após a realização da atividade que sebusca controlar.O controle gerencial representa e desempenha um papel fundamental nosdiversos níveis da gestão empresarial. Através dele é possível acompanharantecipadamente, simultaneamente ou posteriormente a execução dos diferentes planosde uma organização em várias etapas do seu processo de desempenho, viabilizando-se,assim, a implementação de medidas corretivas, quando necessárias.Fica evidente que o processo de controle envolve ações interligadas quepermitem um desempenho satisfatório do sistema que envolve o estabelecimento depadrões de desempenho, a medição do desempenho real, a comparação do desempenhocom os padrões e a análise dos desvios, empreendendo de acordo com a necessidadealgumas ações corretivas.O sistema de controle gerencial através de todo complexo de informações,detalhamentos, planejamento, execução e controle permitem a continuidade da empresade acordo com os seus propósitos de lucratividade.INFORMAÇÕES GERENCIAIS E INFORMAÇÕES CONTÁBEISA informação contábil e peça fundamental para assegurar ao processo decisórioa completa visão de toda estrutura financeira da organização.As informações contábeis devem estar on line de forma que sirvam deverdadeiros suportes para a tomada de decisão com vistas à otimização dos resultadosda empresa.Essas informações devem ser direcionadas de forma que sejam exploradas paracolocar a empresa em condições de competir com as demais de seu gênero e estar emconsonância com o mercado.É de grande importância esclarecer que as informações geradas pelos sistemascontábeis utilizam dados relacionados com as atividades desenvolvidas no âmbitoespecifico de cada empresa, colhidos no dia-a-dia do ambiente organizacional. Por issoé de extrema importância que os gestores de cada empresa tenham um conhecimentodetalhado do cotidiano específico de sua empresa, a fim de que possam melhor assimilare utilizar as informações pertinentes a esse ambiente.As informações contábeis precisam se constituir em um meio relevante eeconômico, que atenda as necessidades do usuário mediante a adaptação às suasnecessidades no contexto holístico decisório.Essas informações devem, se revestir de conteúdo para que possa sersignificativa para a utilização do usuário nos diversos ambientes internos e externos daempresa e ter o menor custo possível, apresentando uma relação custo-benefíciocompatível com o que se espera quando da sua utilização.O sistema de informações contábeis a ser utilizado pode ser desenvolvidoespecificamente para a empresa ou pode ser adquirido no mercado.Esse sistema irá fazer parte de um processo empresarial que envolve todainformação útil para administração para que esta tenha um bom planejamento,avaliação, controle dentro da organização assegurando e contabilizando o usoapropriado dos recursos existentes.A característica desse sistema é o fornecimento de informações de uma maneirageral, integrando toda a contabilidade da empresa, com o objetivo de enfocar todasituação empresarial que facilite a tomada de decisões.Esse sistema deve permitir que a contabilidade financeira seja analisada deforma eficiente por todos os seus usuários e as demais áreas contábeis estejamcontempladas com um processo que facilite o planejamento, o controle, a avaliação e odesempenho para tomada de decisão.As freqüências dos relatórios devem ser implantadas de acordo com anecessidade dos usuários de forma hierárquica de modo a suprir através do sistema deinformações contábeis toda as áreas da empresa.Para uma organização eficiente do sistema é necessário o conhecimento de todaa operacionalidade e funcionalidade da empresa para que os usuários possam utiliza-lode forma eficiente e eficaz no contexto integrado de um a gestão empresarial.O sistema de informação gerencial e informações contábeis deve ser eficiente,com uma abrangência global e operacional estratégica de forma que utilizado por toda aempresa se torne um instrumento eficiente para todo o processo integrado de gestão eavaliação de desempenho da empresa, permitindo uma avaliação dinâmica do complexoorganizacional.Todo sistema deve ser implantado de maneira que quando utilizado os usuáriosobtenham uma agilidade para decidir rapidamente e tenham a possibilidade de efetuarum estudo prospectivo contábil que permita a projeção de dados para uma visão dofuturo de forma confiável, permitindo ensaios de natureza pragmática.CONSIDERAÇÕES FINAISUm planejamento empresarial coerente e responsável deve priorizar as etapas dedetalhamento, planejamento e execução de forma eficiente e eficaz.É de grande importância o controle de uma organização à medida que não hácomo se prever as transformações futuras. Mas o conhecimento e as técnicasdisponíveis permitem que o gestor possa visualizar os pontos fortes e fracos da gestãopermitindo um norte para o gerenciamento.As mudanças no cenário global estão caminhando a passos largos, são profundase radicais e na nova mentalidade futurista já não existe modelos do passado para seremcopiados.A época é de inovação e de busca constante do aprimoramento científicoprofissional. O tempo nostálgico do velho modo de pensar os negócios, abriu lugar paraa tecnologia, a transparência, a inovação e a constante recriação, dentro de uma políticaconsciente, ágil, adaptada e conectada aos interesses internos e de mercado, mantendose sempre em movimento para o novo cenário, e quem sabe o Checkmate.


Bibliografia


DAY, Georges s. A empresa orientada para o mercado: Compreender, atrair emanter clientes valiosos. / George S. Day; trad. Nivaldo Montingelli jr. PortoAlegre: Bookmam, 2001.FANTONI, Raquel. O profissional do futuro. Jornal do futuro contabilista. ConselhoRegional de Contabilidade de Minas Gerais. Belo Horizonte. Ano I, n.1. ago. 2001HELFERT, Erich A. Técnicas de análise financeira: Um guia prático para medir odesempenho do negócio. / Erich A. Helfert; trad. André castro. 9 ed. Porto Alegre:Bookmam 2000.JUNIOR, José Hernandez Peres, PESTANA, Armando Oliveira, FRANCO, SérgioPaulo Cintra. Controladoria de gestão. 2 ed. – São Paulo: Atlas, 1997.KRAEMER, Maria Elisabeth Pereira. O ensino superior na busca da excelência. Jornaldo Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais, Belo Horizonte, p. 18, set/out.2001.LOPES DE SÁ, Antônio. O Futuro da Contabilidade. Revista Mineira deContabilidade, Belo Horizonte, n. 4, p. 6-13, 3º trim. 2001.

Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Vagas de trabalho