Taxa Selic deve cair para 6,75% e reduzir rendimento da poupança

Comitê de Política Monetária (Copom) decide em Brasília durante reunião no BC nesta quarta-feira (7). Entenda redução da poupança.

Adriano Makoto Suzuki

A taxa básica de juros deve baixar para 6,75% ao ano após reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), nesta quarta-feira (7), em Brasília. Atualmente a taxa, que regula a Taxa Selic, é de 7% ao ano, que foi reduzida em dezembro de 2017. Caso o novo valor seja decidido, será a menor taxa de juro desde 1986 quando foi iniciada a série histórica do BC.

O juro alcançou 14,25% em julho de 2015 e foi mantida nos meses seguintes, baixando apenas em outubro de 2016. A taxa que vai ser decidida nesta quarta só vai ser divulgada, oficialmente, após as 18h (horário de Brasília) e deve ser mantida até o início de 2019, quando vai ser elevada para 8%, segundo foi apurado pelo G1 sobre especulações do mercado financeiro.

O sobe-e-desce da taxa de juros serve para as negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia, a famosa Selic. Ela serve de referência para os demais juros da economia, como, por exemplo, o dos cartões de crédito - que diminuiu junto com as reduções do Copom em 2017.

Quando o Banco Central reajusta a Selic para cima é com a intenção de segurar o excesso de demanda da população que faz com que os preços subam (inflacionem). Os juros altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Ao reduzir o juro, como tem sido feito, o Governo Federal pretende baratear o crédito e incentivar a produção e o consumo. Por outro lado, o controle da inflação é enfraquecido.

A redução da taxa de juro também faz com que o rendimento da poupança caia. De acordo com o Banco Central, é previsto corte nos rendimentos da poupança sempre que a Selic estiver abaixo de 8,5%. A regra está em vigor desde 2012.

Assim, caso o juro realmente chegue a 6,75% ao ano, o rendimento anual da poupança vai cair para 4,72% mais a Taxa Referencial, que é definida pelo BC.

Avalie este artigo:
(2)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: Banco Central (BC) Comitê de Política Monetária (Copom) poupança Produto interno bruto (PIB) rendimento taxa referencial Taxa Selic