5 Dicas para abrir uma empresa sem grana

Você não precisa ter grana pra começar uma empresa. É até melhor que você não tenha, daí você não arrisca tudo de uma vez, e não abre um negócio pelo motivo errado. Mas como que faz pra começar uma coisa sem dinheiro? É difícil, mas é possível. É o que eu tô fazendo, na verdade.

Você não precisa ter grana pra começar uma empresa. 

É até melhor que você não tenha, daí você não arrisca tudo de uma vez, e não abre um negócio pelo motivo errado.

Mas como que faz pra começar uma coisa sem dinheiro?

É difícil, mas é possível.

É o que eu tô fazendo, na verdade. Vamos ver os principais pontos.

  • Esqueça o CNPJ. 

A não ser que você realmente precise, esqueça o CNPJ. Comece sem. Só aí você economiza milhões de Temers com contador e burrocracria.

Aqueles que pedem minha palestra, pedem CNPJ. A gente negocia, e não precisa mais de CNPJ. O mesmo com consultoria.

"Ah Caio, mas isso é sonegação."

Não. Isso é auto-preservação. Você quer gerar valor para os outros, mas o governo não deixa? Foda-se o governo. Gere valor para os outros. Quando eu tiver grana eu tiro um CNPJ.

  • Tenha um mínimo produto viável

O meu site foi criado em 1 dia. 1 fucking dia. Eu não sei programar, eu não sei html, css, e outras coisas.

Eu falei que ia fazer isso por mim, e fiz. 1 dia de trabalho. Done. Feito. 

Era o mínimo. Eu queria um site fodão, como o do Tony Robbins, por exemplo. Mas ele deve ter pago muito caro lá. Paguei zero aqui. É o que tem pra janta. É o que eu posso agora. É o que tá dando certo.

  • Não espere dar certo no curto prazo

Não vai dar certo no curto prazo. Vai ser uma bosta, na verdade.

A não ser que você faça um lançamento, um buzz nas mídias sociais, um barulho enorme e gigantesco, vai ser decepcionante - e tudo bem, faz parte do processo.

Nunca abra uma empresa, nunca se proponha a fazer algo para ter retorno no curto prazo. Respeite o tempo. 

Quer dinheiro no curto prazo? Ache um emprego. Quer dinheiro  no longo prazo? Tenha sua empresa.

Não se engane. Você vai precisar de resiliência pra crescer exponencialmente.

  • Faça Shadow Testing

Hein?

Isso mesmo. Venda seu produto antes de vc ter ele. Um mini teste de aceitação.

Eu abri o meu site com um intuito. Vender palestra. Eu amo palestrar, dar aula, etc.

Conversando com as pessoas, elas falaram que eu sou um excelente "coach", que eu tenho insights maravilhosos, e que elas pagariam por isso.

Pronto, tenho uma seção de coaching.

Pessoas também falaram que me contratariam para dar consultoria na empresa delas pela minha qualificação e visão diferente sobre administração.

Pronto, tenho uma seção de consultoria.

Vá devagar. Teste antes. Pergunte para as pessoas. Peça feedback. Dói. Mas é bom.

  • Se Posicione

Porra, nunca seja igual os outros, cara.

Eu sou muito bom no que eu faço. Adoro escrever, adoro dar aula, adoro ajudar pessoas e empresas, e foi por isso que eu abri esse negócio.

Mas porra, eu sou o único filho da puta que escreve desse jeito tentando "se vender" para empresas e pessoas. Que credibilidade isso passa? ZERO.

Mas a frase chave não é o ZERO credibilidade. De jeito nenhum,

A frase chave é o "eu sou o único filho da puta".

Meus posts destroem as concepções tradicionais do que é certo e dá certo em negócios, e acaba com coisas como planejamento estratégico, PNL, psicologia, e demais abordagens nos negócios.

Gostou? Sensacional, vamos fazer coisas juntos.

Não gostou? Porra, tem muita gente aí fora que faz do jeito que você quer.

REFERÊNCIAS

Kaufman, J. (2011). The personal MBA: A world-class business education in a single volume. Penguin UK

Gerber, M. E. (2008). Awakening the entrepreneur within: how ordinary people can create extraordinary companies. Collins.

Sugarmann, J. (2007). The Adweek Copywriting Handbook. New Jersey

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)