Circunstâncias Revelam quem Somos

As circunstâncias não nos tornam o que somos. Elas meramente revelam o que somos.Os nossos sentimentos dependem em grande parte, de nossa decisão e disposição para manifestá-los e não do que acontece externamente conosco.

As circunstâncias não nos tornam o que somos. Elas meramente revelam o que somos. Temos certeza que seríamos mais felizes se tivéssemos outras oportunidades e a realidade fosse outra. Acreditamos que se os episódios da vida mudassem para melhor teríamos mais equilíbrio e lutaríamos com mais afinco pelos nossos objetivos. A verdade é que, se não estamos satisfeitos dentro do que ocorre em nosso presente, provavelmente não seremos felizes em nenhuma outra circunstância. Os nossos sentimentos dependem em grande parte, de nossa decisão e disposição para manifestá-los e não do que acontece externamente conosco.

É natural que quando nossas esperanças são frustradas pelas inevitáveis dificuldades da vida, lamentamos e corremos para a rota de fuga mais rápida. Nos convencemos de que nosso sofrimento é imerecido ou desnecessário, ficamos ressentidos e resistentes as mudanças que precisamos fazer em nossa vida.

Claro que é mais confortável entendermos segurança, prosperidade e bem-estar como evidências de que tudo está no controle. Porém, devemos receber cada dificuldade interna ou externa, cada decepção, dor, desconforto como oportunidade para o autoconhecimento e transformação.

“Uma ostra que não foi ferida não produz pérola.”

“Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou grão de areia. Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia a penetra, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola vai se formando. Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.”                                                                                                                     Rubem Alves

Busque propósito nas circunstâncias boas ou ruins, identifique novas possibilidades e avalie seus objetivos.
 
Não permita que as circunstâncias o impeçam de seguir em frente.

 

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)