Como fazer uma negociação de sucesso

Já lhe ocorreu que estamos nesta realidade, aqui-agora, por consequência da constante necessidade e aplicação da negociação no cotidiano? Seja no jogo de interesse na coisa pública, a prática natural no âmbito financeiro-econômico, até na simples e imperceptível rotina com quem interage conosco.

Já lhe ocorreu que estamos nesta realidade, aqui-agora, por consequência da constante necessidade e aplicação da negociação no cotidiano? Seja no jogo de interesse na coisa pública, a prática natural no âmbito financeiro-econômico, até na simples e imperceptível rotina com quem interage conosco.

Reciprocidade: Negociação com sucesso!

Não diga que nunca barganhou pelo mais singelo objeto ou atitude de reação que desejava, da mesma forma que não poderá afirmar que sempre venceu. Primeiro que não há vitórias sem declínios, onde para um ter sucesso, o outro precisa continuar a luta em outra oportunidade. Assim, também, como não há ganhos sem compensações.

Neste exato momento troco minhas informações pela sua atenção e garanto que o tempo investido tem o retorno apropriado.

Interagir é sempre melhor quando há reciprocidade, mas aquela benéfica, construtiva. Aplicando em negociação o encaixe é para o termo “ganha-ganha”. Cabe-se uma ressalva, pois mesmo quando se considera que uma das partes perdeu, acredite, algo motivou o aceite da perda, que de certa forma é um "ganho", seja com o benefício perante as condições impostas, seja na estratégia de ganho de tempo, não procrastinando o assunto, ou ainda preferindo ceder desta vez para garantir um avanço e uma próximo negociação.

Ganho antes da oferta? Apenas no dicionário!

No campo do comportamento pessoal, a dica é abordar a reciprocidade em sua essência, no sentido de investir e ter iniciativa em um bom relacionamento e também por questão de método para liderar uma equipe ou conseguir um subsídio, não em capital, mas aquela informação valiosa ou expansão de network.

A dinâmica deste assunto é: gerar persuasão e/ou ser a referência.

Em resumo, ESTENDA a mão primeiro, dê o sorriso antes, oferte entusiasmo, se interesse pelo próximo e pelos seus assuntos. Muitas vezes receberá de volta, mas quando não receber, acredite, você chamará a atenção. Se destacará. Para alguns casos, você terá que investir certo tempo para colher a reciprocidade. Mas vale a pena, pois o “buzz” do seu marketing pessoal lhe trará resultados.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: administração carreira empreendedorismo emprego empresa equipe mercado negócios pessoas sucesso vendas