Descubra seu Quociente Empreendedor e tenha êxito nos negócios

O sucesso de um empreendimento tem muito a ver com o autoconhecimento de seu idealizador. Para que uma ideia dê certo, é preciso que aquele que a planeja e executa saiba quais são seus pontos fortes e os de melhoria; entenda quais atividades do processo se encaixam melhor em seu perfil e o que deve procurar na hora de selecionar um parceiro de negócios.

O sucesso de um empreendimento tem muito a ver com o autoconhecimento de seu idealizador. Para que uma ideia dê certo, é preciso que aquele que a planeja e executa saiba quais são seus pontos fortes e os de melhoria; entenda quais atividades do processo se encaixam melhor em seu perfil e o que deve procurar na hora de selecionar um parceiro de negócios.

Pensando nisso, a Clinton Education desenvolveu o QEMP (Quociente Empreendedor), ferramenta de avaliação autoadministrada para auxiliar empreendedores e intraempreendedores a entenderem de que forma suas características se relacionam com seu projeto e o que ainda é necessário para alavancá-lo. Para descobrir o seu QEMP, o indivíduo ou equipe deve responder a um questionário composto por 99 afirmações que se baseiam em seis pilares (Aderência, Dinâmica de Mercado, Experiência, Perfil Empreendedor, Controle e Planejamento e Recursos) e quatro dimensões (Relacional, Inovador, Processual e Analítico).

Mas não se trata de uma simples análise de perfil. A metodologia do QEMP foi desenvolvida com base teórica das áreas de administração, negócios, marketing, design de produto, psicologia e educação. Já a validação dos resultados é garantida pelo coeficiente estatístico Alfa de Cronbach, fórmula que torna possível determinar a consistência de um grupo de variáveis ou itens, no caso, as respostas. Após a realização do teste, o empreendedor recebe um diagnóstico que identifica suas características e traz orientações e sugestões de atividades para auxiliar na elaboração do plano de negócio.

Abaixo explicamos um pouco mais cada um dos seis pilares avaliados para ajudá-lo a entender como é feita a avaliação.

Aderência do Produto/Serviço

Esse é o pilar que avalia a habilidade do empreendedor de desenvolver e testar soluções para atender as necessidades do mercado-alvo. Ou seja, aqui o teste vai diagnosticar se a ideia do empreendimento foi avaliada entre os possíveis clientes – por meio de questionários, distribuição de protótipos, pesquisa dos concorrentes, etc – se ela é viável e tem público comprador garantido.

Dinâmica de Mercado

Esse é o momento de saber se o empreendedor entende o mercado no qual está se inserindo e em quê seu produto difere dos da concorrência. A avaliação é feita considerando o quão avançado está o modelo de negócio, quais indicadores de mercado já foram pesquisados, a escalabilidade e o nível de inovação do negócio. Afinal, um empreendedor que entra em um mercado já conhecendo as boas práticas, relações e influências predominantes tem muito mais chances de ser bem sucedido.

Experiência

O empresário já possui experiência profissional reconhecida? Esse pilar mensura o conhecimento que o usário possui para administrar um negócio, o quanto entende de meios de produção, controle financeiro e gestão de tempo. Habilidades interpessoais, como comunicação e relacionamento com equipe e investidores também são avaliados. O empreendedor deve ter consciência do que precisa fazer para se aperfeiçoar.

Recursos

Nessa etapa, a avaliação é feita levando em conta o quão preparado o empreendedor está para identificar e otimizar os recursos necessários para viabilizar seu negócio, sejam eles financeiros, legais, de pessoal, físicos ou de tempo. Quando se fala em recursos, a primeira coisa que nos vem à mente é dinheiro. Sim, ele é bastante importante. Mas quando não conhecemos fornecedores, as leis que gerem o setor ou equipamentos necessários, o capital corre risco de ser mal utilizado. Outros recursos, como conhecimento técnico e credibilidade também são fundamentais.

Controle e Planejamento

É necessário a qualquer gestor saber como planejar, revisar, replanejar e executar suas ideias, a fim de garantir que todo o esforço empregado leve ao sucesso de seu empreendimento. Esse pilar avalia a capacidade que o empresário tem de analisar cenários para definir objetivos e estratégias, distribuir atividades entre a equipe, entender padrões de causa e efeito relacionados ao negócio em que pretende investir, etc.

Perfil Empreendedor

Ao iniciar um novo negócio, todo empreendedor almeja realizar um sonho. Mas será que o restante do time acredita nesse sonho também? Esse é o pilar que busca mensurar o quão capaz o empresário é de liderar equipes, levando em consideração atributos como visão empreendedora, comprometimento, resiliência, flexibilidade e criatividade.

 

Alexandre Carneiro

Administrador de empresas, Mentor Associado QEMP, Facilitador no desenvolvimento de Empreendedores, Coach & Mentor ISOR®

#educandorismo

O programa #educandorismo ajuda empreendedores, micro e pequenos empresários e profissionais liberais a identificarem suas habilidades e pontencialidades para empreender e a descobrirem seus pontos fortes e fracos para aprimorar os seus negócios através da metodologia QEMP, do Sistema de Mentoria ISOR® e de ferramentas modernas de gestão.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: desenvolvimento empreendedorismo mentoria negócios