Mais comentada

O conhecimento do E-commerce

Saiba porque boas lojas virtuais estão fracassando no primeiro ano de atividade.

O crescimento do E-commerce no Brasil é uma realidade animadora que não tem data para estabilizar. Novas lojas virtuais nascem todos os dias no país, mas muitas também deixam de existir.

Se o faturamento do mercado virtual está crescendo, então porque tantas lojas vão a falência no meio desta onda de oportunidades?

Creio que a resposta seja muito mais simples do que parece: As lojas virtuais fracassam principalmente pela falta de conhecimento do mercado digital por parte de seus gestores.

Montar uma loja virtual parece algo fácil, prático e barato para se investir. A possibilidade de se trabalhar um casa e sem precisar contratar colaboradores são fatores que pesam muito na hora de se decidir por este meio de vendas. Talvez venha um pensamento na cabeça que diz “Criar uma loja virtual é muito menos trabalhoso do que montar uma loja física”.

Mas é depois que você decide entrar no mercado que abre-se um leque de necessidades estratégicas e técnicas que são fundamentais para o seu negócio ficar em pé.

  1. Começa na escolha do seu nicho e público alvo. Mas onde está esse público alvo, como você irá encontra-lo e o que você fará para que ele chegue até o seu produto?
  2. Depois vem a hora de você decidir qual será o seu canal de vendas: Loja Virtual, Marketplaces, Facebook, Instagram, WhatsApp... Sim, loja virtual é apenas um dos possíveis canais de venda; e o mais interessante é que talvez você nem precise dela.
  3. Após essa parte resolvida, chegou a hora de publicar seu produto de forma correta e profissional. Iniciando-se por boas fotos que serão cedidas pelos seus fornecedores, ou terão que ser tiradas por você ou pelo fotógrafo que você terá que contratar. Já contabilizou esses custos no seu orçamento? Não esqueça que, se essas fotos não estiverem prontas, você ainda terá que tratá-las. Já aprendeu a trabalhar com um bom editor de imagens?
  4. Se está tudo certo com as fotos, então você já pode começar a cadastrar seu produtos. O que  você irá descrever sobre cada um deles? Como você irá convencer o seu cliente a comprar de você e não do seu concorrente que consegue vender 5% mais baixo que sua loja? Quais serão os seu diferenciais na apresentação do seu produto, afinal você não tem vendedores – seu vendedor é seu texto, suas fotos, o layout da sua página de vendas, as funcionalidades da sua plataforma, entre muitos outros detalhes.
  5. E existe mais um quesito importante a ser salientado dentro da descrição do seu produto: chama-se SEO - é uma forma de fazer com sua loja virtual seja encontrada nas primeiras páginas do Google sem que seja necessário investir em publicidade.
  6. Mas digamos que você está apenas começando no mercado virtual e seu produto ainda não está nas primeiras páginas do Google. O que você deve fazer? Anúncios, é claro. Porém, o que você deve colocar no seu anúncio? Como você encontrará as palavras-chave ideais? Quanto você deverá investir em cada Campanha? Como você saberá se seus CTR, CPC, Taxa de Conversão e outros indicadores estão satisfatórios para o seu negócio?
  7. Se tudo isso está funcionando, está na hora de avaliar como está a sua logística. Esse é um dos principais elementos para a sua loja fazer sucesso. Isso influenciará muito na satisfação dos seus clientes.
  8. E suas redes sociais, elas estão sendo alimentadas com conteúdo relevante de forma periódica? Seus seguidores estão interagindo com suas publicações?

Essas são algumas das coisas que um empresário de E-commerce precisa aprender. Adquirir esse conhecimento é fundamental para o sucesso do seu negócio. É por isso que algumas lojas que tem tudo para prosperar acabam encerrando as atividades no primeiro ano.

É de primeira necessidade que o empresário se especialize no mercado virtual antes que seja tarde para alavancar o seu negócio. Existem excelentes cursos para E-commerce. No entanto, o ideal é encontrar um que englobe todo conteúdo necessário, fazendo com que o investimento seja otimizado.

A oportunidade está à frente, mas é necessário uma boa dose de informação para que ela se concretize.

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(1)
Tags: e-commerce