Mais comentada

O que o Mago da Bilionária economia colaborativa tem a ensinar ?

Um ambicioso Rei queria que seu reino prosperasse, desejando torná-la na mais poderosa de todos. Mas as coisas não saíram como ele imaginava.

Um Rei chamou um famoso mago para ajuda-lo na conquista do seu sonho em tornar o seu reino no mais prospero e poderoso de todos.

O Mago indicou uma potente porção magica que ele chamou de Ahnag-Edrep, que deveria de ser consumida por todos para estimular o espírito competitivo. Junto com essa porção, o rei deveria promover vários tipos de competição, como: caça, pesca e lutas, além de providenciar campos de treinamentos especiais para isso.


Como fruto desse trabalho, surgiam atletas especiais, com corpos esculturais que se tornavam celebridades. Os fortes e ganhadores colecionavam troféus e eram idolatrados.


Alimentados pela ambição de que os fins justificavam os meios, a vitória era perseguida a qualquer custo. Assim, práticas ilícitas e compra de favores passaram a ser toleradas nos porões obscuros do reino. De uma maneira velada, essas práticas eram toleradas em nome da dita prosperidade que ninguém mais cogitava abrir mão e tidas como o preço a ser pago pelo progresso.


O Mago já idoso idolatrado pela espetacular prosperidade que tinha trazido para o reino, já não estava mais tão satisfeito com os resultados. Ele vinha perdecendo que junto com a properidade veio um fosso social, que vinha gerando cada vez mais tensões e conflitos entre perdedores e ganhadores. A violência estava crescendo e assassinatos e suicídios estavam passando dos limites. Isso entristeceu o Mago.


Ele queria resolver o problema novamente e chamou o Rei em busca de uma nova fórmula para driblar aquela situação. Para isso criou outra porção que chamou de Ahnag-Ahnag. Mas não seria facil pois esta tinha alguns ingredientes muito dificeis de serem encontrados. Foi então organizada uma expedição por terras distantes foram meses de busca por locais de dificil acesso, mas felizmente os emissarios foram bem sucedidos e tratados como herois.

Com os raros ingredientes foi possivel prepar e distribuir pelo reino a nova porção. O problema é que ele causava um efeito colateral desagradável, enrijecia os braços, impedido de dobra-los e consequentimente se alimentar.

Aquela situação preocupou muito o Rei, que começou a temer pela vida de seus suditos, que poderiam morrer de fome. Foi quando ele chamou pelo Mago novamente para cobrar uma solução.


- Chamei você para resolver o problema dos assassinatos e corrupção. E a sua solução é matar a todos de fome? - disse o Rei irado com o Mago.

O Mago respondeu:

- Olhe melhor magestade, tem um grupo que não está morrendo de fome, pelo contrário, vem se fortalecendo.

Foi quando o Rei mandou chamar esse grupo para entender o que estava acontecendo e eles explicaram que a solução era um alimentar o outro. Já que ninguém mais poderia trazer comida a sua própria boca, era preciso essa ajuda mútua.

Se invertemos as palavras Ahnag-Edrep que foi a primeira porção distribuida, temos Ganha-Perde. Essa é uma filosofia disseminada de que, para alguém ganhar, o outro precisa perder. Trata-se de um caminho mais fácil, que requer menos criatividade,  onde a lei do mais forte e os espertos prevalecem.

Por outro lado, se invertemos as palavras Ahnag-Ahnag, que era a segunda porção, temos as palavras Ganha-Ganha. Essa é uma relação que requer mais criatividade, menos ganância e a crença da abundacia.

Essa fábula trata de dois estilos de vida, o ganha-ganha ou ganha-perde, mas entre esses dois extremos existem duas outras posturas: a perde-perde e a perde-ganha. São essas quatro formas de agir que terminam o verdadeiro nível de satisfação e a sustentação dos seus resultados.

Você sabe qual é o seu estilo predominante de vida? Isso é fundamental para a compreensão dos resultados que você pretende obter. Jamais perdemos em nos esforçar em praticarmos o ganha-ganha nas nossas relações sociais e de negócios.

É neste conceito que a chamada economia coloborativa vem crescendo de forma exponecial. Tida por alguns especialistas como a nova revoluçao economica de impactos semelhantes a revolução industrial que mudou o nosso modo de vida.

Nesta nova economia podemos destacar algumas empresas como a Uber de transportes de pessoas, Airbnb em hospedagem e Jeunesse Global empresa de produtos de alta tecnologia na area de rejuvenescimento, a primeira empresa de tecnologia de ponta a investir em marketing de rede e com isso tornando-se detentora um record de crescimento. Ela conseguiu com os seus produtos inovadores obter uma curva de crescimento que só empresas como Google e Facebook tinham alcançados até então. 

Especialistas afirmam que quem não entender como funciona a formula desta bilionaria economia, tera serios problema de sobrevivencia nas suas carreiras e negocios. Estima-se que mais da metade das profissões e negocios que temos hoje desaparecerão nos proximos anos e precisamos estar preparados para ela.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: carreira economia colaborativa economia compartilhada empreendedorismo estilo de vida ideias jeunesse marketing marketing de rede marketing de relacionamento marketing digital negocios sucesso vendas