Mais comentada

O que o Uber, Airbnb e OLX têm em comum?

Não sabe? Então é melhor continuar lendo o artigo...

O que o Uber, Airbnb e OLX têm em comum? Não irei deixar a resposta para o final e lhe obrigar a ler todo o artigo para descobrir. Falarei agora, mas espero que você termine esse texto para entender minha reflexão. Seguinte: todas essas grandes empresas, que estão remodelando nossa sociedade, têm em comum o seguinte princípio: elas ACREDITAM EM VOCÊ! O nome formal,quando se pesquisa por essas empresas e seu formato, é Economia Colaborativa, mas deixemos as terminologias de lado.

Os nomes que citei acima estão fazendo com que as pessoas e organizações repensem a forma como fazemos negócio. Quem imaginaria que iríamos alugar nosso quarto para um visitante de outro continente? Ou que um total estranho seria o nosso motorista? Isso, à vista das grandes empresas e dos cidadãos mais tradicionais, é quase um crime. Receber hóspedes em um local sem certificação, serviço de quarto e frigobar... Onde já se viu? Porém, mentes geniais decidiram acreditar nas pessoas e tornaram coisas que pareciam de outro mundo, e que teoricamente precisariam de mil burocracias, em algo simples, como realmente são.

Acreditar no potencial das pessoas em querer trabalhar e fazer o bem é o que sustenta tais organizações. E embora muitos pessimistas previssem um fiasco, quem trabalha com isso deseja fazer seu trabalho tão bem que gera um serviço maravilhoso.

Fazendo uma analogia, empresas que seguem esse modelo de economia colaborativa são como pontes, estão ligando pessoas, criando conexões. Multinacionais hoteleiras e grandes varejistas, por exemplo, também fazem isso, só que eles enfeitam demais, cobram preços abusivos e exigem muita burocracia. Às vezes nós só queremos atravessar e nos conectar da maneira mais simples e barata possível.

Vale salientar, também, que essas empresas não estão inventando nada, elas basicamente formalizaram a informalidade (e nem por isso deixou de ser genial, só para ficar claro). Todos nós já fizemos o famoso “rolo” com algum amigo, compramos um jogo de videogame que o colega não joga mais, pegamos carona com um amigo que passa pela sua casa no caminho da faculdade, ou até mesmo ficamos na casa de parentes só para economizar durante a viagem…

O negócio por trás da Economia Colaborativa e empresas como Uber, Olx e Airbnb, é que elas nos dão mais segurança, exigem um serviço de qualidade e nos abrem a mais possibilidades. Além de, claro, criar uma plataforma e processo bem definido que exija do ofertante do produto/serviço que ele entregue algo com a maior qualidade possível. Sistemas de classificação (famosas estrelas) e comentários fazem com que quem está ofertando se preocupe demais em prestar um serviço tão bom que o permita continuar a trabalhar.

E para os haters de plantão, problema e defeito existem em todo lugar e empresa, se tivermos que fechar organizações porque pessoas sofreram péssimas experiências, pode se preparar para fechar todas as empresas do mundo! (Menos a Disney, lá é muito legal), E, mesmo quando esse pessoal errar feio, sigamos em frente, eles só querem ganhar o dinheiro deles e melhorar o mundo, vamos crescendo aprendendo.

Que mais iniciativas como estas e outras surjam na mente das pessoas e façamos cada vez mais com que existam relações menos opressivas e exploratórias, mas sim relações de trabalho e renda benéficas e justas para todos os cidadãos.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(2)
Tags: airbnb economia economia colaborativa olx uber