Os benefícios da meditação certificados pela medicina para controlar o estresse e explorar ao máximo seu potencial

A prática regular da meditação pode fazer a diferença em sua vida

Shutterstock

A busca por mais qualidade de vida começou a ganhar importância nos últimos anos. Depois de fases onde negligenciar a saúde em prol do trabalho e de outras prioridades era considerado algo normal, entramos em um período em que questões de bem-estar, controle de estresse e felicidade estão no topo da lista.

Boa parte da população mundial está cada vez mais preocupada em manter hábitos saudáveis. Mas ao mesmo tempo nunca se viram tantos casos de diabetes, hipertensão e câncer.

A medicina avançou e nos trouxe a possibilidade de uma vida mais longa. Porém, vivemos mais mas com menos qualidade.

Dados da Organização Mundial da Saúde apontam que 30% dos trabalhadores do planeta apresentam transtornos da ansiedade, estresse ou depressão.

Além disso, os casos de câncer devem crescer cerca de 50% até 2030.

No Brasil 52,5% das pessoas estão com excesso de peso, sem falar daqueles que estão no peso “ideal”, mas possuem muito mais gordura do que músculos, o que é tão perigoso quanto o excesso de peso em si.

E se aquela “vozinha” na sua cabeça está pensando em fatores genéticos para justificar números tão altos…

Não custa lembrar que 70% do quanto e do como vivemos deve-se ao estilo de vida que adotamos, e apenas 30% correspondem aos fatores genéticos.

E é nesse contexto que a prática regular da meditação pode fazer a diferença em sua vida.

Mais do que uma prática religiosa ou mística, hoje a meditação é prescrita por médicos.

Sua aplicação vai desde o tratamento auxiliar em casos de dores persistentes, doenças crônicas como hipertensão e diabetes e até mesmo para tratamento de diversos tipos de câncer.

MEDITAÇÃO COMO SOLUÇÃO PARA PROBLEMAS GRAVES

Foi somente a partir de 1960 que os benefícios da meditação começaram a ser seriamente estudados por pesquisadores como o professor de Harvard, Dr Hebert Benson.

Em 1967,  ele descobriu que pessoas em estado meditativo usavam cerca de 17% menos oxigênio. Além disso,  apresentavam menor pressão sanguínea e aumento na produção de ondas cerebrais. Essenciais para  ajudar a melhorar a qualidade do sono.

Os benefícios da meditação foram validados pela ciência através de inúmeros estudos. Ao invés de focar apenas no desenvolvimento espiritual, a meditação passou a ser utilizada como ferramenta para promover o relaxamento, obter mais saúde e afiar a mente.

Esse tipo de meditação, que não leva em consideração o lado espiritual, mas sim seus benefícios, foi chamado de Mindfulness.

Mindfulness não usa mantras, não tem a intenção de elevar o espírito e nem de ser uma maneira de encontrar Deus. Não está ligada ao budismo, hinduísmo ou taoismo, já que não leva em consideração o lado religioso.

O foco está em prestar atenção às sensações do corpo. Em especial à respiração para assim interromper a bagunça de pensamentos desordenados e acalmar a “monkey mind“, ou seja, a mente lotada de pensamentos desordenados.

Atualmente é usada em hospitais, clínicas, escolas, bases militares, em treinamentos de atletas de elite e em empresas.

O médico americano Jon Kabat-Zinn criou um programa chamado “Redução de estresse com Mindfulness em 1979. O intuito era tratar de pacientes com dores crônicas que não respondiam aos tratamentos convencionais.

Apesar dele ter usado como base seus conhecimentos prévios em meditação e Ioga, a espiritualidade e nem a religião foram considerados requisitos básicos para iniciar a prática.

Se você quiser começar a usufruir dos benefícios da meditação Mindfulness, você não precisa de mais nada além da atenção plena.

REMÉDIO GRATUITO E TRATAMENTO INDOLOR

beneficios-meditacao-005

Existem centenas de estudos para embasar os benefícios da meditação na saúde.

estudo feito pela Unifesp, em parceria com o Hospital São Matheus, contou com um grupo de 140 idosos praticando meditação por 2 meses, 2 vezes por semana.

Metade dos participantes que seguiu a risca a prática da meditação duas vezes por semana e relataram resultados bastante significativos:

  • 71,19% relataram melhorias na postura;
  • 64,41% afirmaram estar respirando melhor;
  • 62,71% conseguiram aumentar a disposição;
  • 57,63% experimentaram redução de dores físicas
  • 45,76% tiveram melhorias em doenças crônicas (junto com o tratamento convencional);
  • 37,29% relataram mudanças no hábito intestinal.

A meditação também pode ser um alívio para uma das dores mais chatas que existem: a dor de cabeça.

Segundo o estudo da Universidade de Harvard, 19 pessoas que sofriam com crises de enxaqueca constante começaram a meditar, por 8 semanas.

Os resultados foram animadores: a dor foi ficando menos intensa e as crises mais curtas. O que não dispensou totalmente a necessidade de aliar aos remédios para este tipo de dor.

Se você seguir uma prática correta, a tendência é que seu organismo faça uma espécie de autocura. Irá livrar sua mente do estresse e da ansiedade, dois fatores responsáveis pelo aparecimento de diversas doenças.

E o melhor: é um remédio sem efeitos colaterais, gratuito e acessível a todos.

MEDITE PARA FICAR MAIS JOVEM

beneficios-meditacao-006

Dependendo das áreas que ativamos ao longo da vida, o cérebro possui a capacidade de aumentar ou encolher algumas regiões. Essa flexibilidade explica o por quê da meditação realmente interferir no formato do órgão (e logicamente em suas capacidades).

Com o passar dos anos, o córtex cerebral, aquela parte que você e eu tanto usamos para criar ideias e guardar memórias, vai diminuindo.

Mas a neurocirurgiã do Hospital Geral de Massachusetts, Sara Lazar, descobriu em um estudo com praticantes de meditação versus não praticantes dados bastante interessantes.

A região do córtex pré-frontal de praticantes de meditação que já haviam passado dos 50 anos tinha a mesma quantidade de massa cinzenta de jovens de 25 anos!

Muitas pessoas acreditam que meditar é difícil, chato ou que precisam recorrer a verdadeiros testes mentais para esvaziar a mente por completo.

Nada mais distante da realidade.

A prática da meditação não toma mais do que alguns minutos do seu dia, exige apenas que você sente em silêncio em um lugar tranquilo e preste atenção em sua respiração. Nada mais.

E como acontece com qualquer prática, você irá melhorar com o tempo. Irá entrar em estado meditativo com mais facilidade, irá se manter concentrado por mais tempo e irá esquecer completamente essa ilusão de um bicho de 7 cabeças.

Meditar não tem restrição. Qualquer pessoa, de qualquer idade e qualquer condição física pode começar a usufruir dos benefícios, que não são poucos e não se restringem apenas à saúde.

Para conhecer mais a fundo o que você tem a ganhar com a prática da meditação, leia o artigo completo “Os impressionantes benefícios da meditação para controlar o estresse, melhorar a saúde e alcançar a alta performance (comprovados cientificamente)”.

Espero que você tenha gostado deste artigo.

Forte abraço

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(3)
Tags: administradores carreira empreendedor empreendedorismo marketing meditacao