Qual é a função do Plano de Negócio?

Você acredita que um plano pode ser responsável pelo sucesso ou insucesso do seu negócio?

Lembra do artigo anterior?
Pois bem, o artigo anterior falava sobre o negócio nascer de uma sementinha chamada ideia, e que para essa sementinha crescer e dar frutos era preciso “cuidá-la”. O Plano de Negócios é a melhor forma de começar a cuidar do seu empreendimento. É sua função mostrar os melhores caminhos para que o negócio seja promissor.

“Um plano de negócio é um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas. Um plano de negócio permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no mercado”. (PAVANI, Claúdia. Plano de Negócios: um guia para o vôo da sua empresa).

Na prática, um PN (Plano de Negócio) só é elaborado quando o empresário pleiteia investimentos externos, pois costuma ser uma exigência de instituições financiadoras como bancos, por exemplo. Representa um espelho do que é (ou deve ser) a empresa. Mas quando é elaborado apenas com a intenção de atender exigências de instituições financiadoras, o documento costuma ser tendencioso sinalizando um grande potencial lucrativo que nem sempre se confirma. Isso implica não apenas em perdas, como também em frustração. A relevância dessa ferramenta tem mais a ver com a sobrevivência e o sucesso da empresa do que muitos empresários conseguem perceber.

O principal objetivo do Plano de Negócio é nortear as ações do empreendedor. Nele, o empresário deve relacionar, item a item, quais são as principais características do negócio que pretende abrir, teorizando o que pode acontecer na prática. Assim, é possível se antecipar aos problemas e corrigi-los ainda no papel. Contempla um conjunto de informações, análises, resumos e vários outros planos específicos que, juntos, formam o roteiro desse complexo processo que é “plantar uma ideia” e fazer sua semente crescer e dar frutos. De forma bem resumida, segue relação das principais etapas e tópicos de um PN simples:

- Sumário executivo: forma jurídica, enquadramento tributário e fonte dos recursos;
- Análise de mercado (pode ser embutido no Plano de Marketing);
- Plano de Marketing: produto, preço, praça e promoção;
- Plano Operacional: arranjo físico, capacidade produtiva, processos operacionais, logística;
- Plano Financeiro: estimativas de investimentos, custos, despesas, ponto de equilíbrio;
- Planejamento estratégico: cenários, análise SWOT, missão, valores, objetivos, metas.

Não necessariamente o Plano de Negócio vai seguir rigorosamente essa ordem. Há diferentes tipos e propósitos. Dependendo do propósito, o documento pode ser mais ou menos extenso e dar ênfase aos pontos relacionados a sua finalidade. Se o propósito for, por exemplo,  obter financiamento, o Plano Financeiro será bem mais minucioso afim de atender as exigências dos bancos e investidores. Nesse caso, é importante ter em mente que os investidores não costumam ler todo o PN (ao menos, não com a mesma atenção), apenas a parte que lhes interessa.  O PN deverá ser adequado de forma a atender essa peculiaridade. Mas, se o objetivo da elaboração do Plano é o desenvolvimento, lançamento e crescimento inicial da empresa, o Plano Operacional deve ser o de maior destaque, com grande nível de detalhamento. E assim, segue-se a lógica: o PN deve ser adequado ao seu propósito.

Cada um dos planos que compreendem o Plano de Negócio, servem para identificar as características da empresa e, por meio de sua análise, verificar se o negócio é viável ou não. Portanto, antes de “plantar sua semente”, avalie se o solo é propício para fazer a planta crescer e dar frutos. Se perceber que não é, procure uma nova área ou uma nova semente e...

boa colheita!

“O empreendedor é aquele que se joga em um precipício e aprende a montar um para-quedas no meio do caminho, então ele precisa de um bom Plano de Negócios para correr riscos menores e calculados.” Nilson Delfino de Oliveira

Referências:

https://blog.luz.vc/como-fazer/plano-de-negocios/
http://revistapegn.globo.com/Como-comecar/noticia/2013/06/como-montar-um-plano-de-negocio-simples-e-pratico.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Plano_de_neg%C3%B3cios

Dicas de leitura:
http://www.blogsenacsp.com.br/erros-do-empreendedor/?lipi=urn%3Ali%3Apage%3Ad_flagship3_feed%3B4gIv0ufBR3CQI41jHfkKDg%3D%3D

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: empreededorismo investidores negócio plano